Translate

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Médico é preso após atropelar e matar mulher em calçada de MG

Médico é preso após atropelar e matar mulher em calçada de MG
Segundo a polícia, ele se recusou a fazer teste do bafômetro.Veículo que ele dirigia também atingiu um ônibus e dois carros.
Foto: Reprodução/TV Globo
Médico é preso após atropelar mulher em MG (Foto: Reprodução/TV Globo)
Um médico, de 29 anos, foi preso após uma perseguição policial, na manhã desta terça-feira (16), em Belo Horizonte. Segundo a polícia, ele provocou três acidentes e atropelou uma mulher, que morreu na calçada onde caminhava.
O veículo que ele dirigia ainda atingiu um ônibus e outros dois veículos. Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista apresentava sintomas de embriaguez.
Três pessoas ficaram feridas e foram levadas para um hospital na capital mineira. De acordo com a PM, testemunhas disseram que o médico teria saído de uma boate por volta das 8h. Ele foi abordado por um policial de trânsito em seguida, mas fugiu.
Foi quando começou a perseguição. O médico foi cercado por um carro da fiscalização de trânsito e ainda bateu no carro policial. No local do acidente, ele se negou a fazer o teste do bafômetro. O médico foi levado para a Delegacia de Trânsito e deve responder a um inquérito por vários crimes. No Departamento de Trânsito (Detran), há o registro de 11 multas para o médico.
Fonte: g1, 16/09/09 - 17h10 - Atualizado em 16/09/09 - 17h11

5 comentários:

Mariana disse...

Eu vi na TV as imagens e as ruas q ele percorreu.
Este cara não é médico é um monstro no trânsito.
Estava com 11 multas e 40 pontos na carteira:conclusão: não PODIA estar dirigindo.
Existe as leis SÒ no papel.
Até quando?

Ricardo Conceição disse...

Isto é uma loucura no jornal da globo apareceu o médico foge por várias ruas, incrivel e não quer fazer o bafômetro baita lei!!!

Antonio Paulo disse...

Comentamos aqui ontem eu pelo menos. Sujeitos como esse não podem mais dirigir e mais esse tem que ser preso.

Ricardo Conceição disse...

Médico não um louco...

Fernanda Guerra disse...

Médico se entende uma pessoa civilizada mas, é pior que bandido!