Translate

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

A faixa de segurança como lugar sagrado

CIVILIDADE AO VOLANTE
A faixa de segurança como lugar sagrado
Campanha pretende tornar mais seguro singelo ato de atravessar uma rua
Muito mais que um simples sinal, estender o braço com a palma da mão exposta é um símbolo do ponto a que pretende chegar a campanha lançada ontem pela prefeitura de Porto Alegre para civilizar o trânsito da cidade.Aprefeitura pretende incorporar a mão estendida aos hábitos da população. Está na logomarca da campanha.
E no comercial a ser veiculado pelas emissoras de TV durante os próximos quatro meses. Um homem, no início bem alinhado, com a barba feita e a gravata de nó impecável, fica um longo tempo diante da faixa sem poder atravessá-la – até barba espessa passa a ter.
Até que faz o tal gesto.Essas imagens, de diversas formas, serão espalhadas pela cidade em 605 pontos: 300 busdoors (cartazes em ônibus), 55 outdoors, 50 placas de esquina, nove comerciais em rádios FM, cinco em rádios AM e cinco em jornais, entre outras formas.
Durante o lançamento da campanha, o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Luiz Afonso Senna, apresentou números que sustentam a necessidade de mudar o comportamento do porto-alegrense ao volante: houve um aumento de 4% nos atropelamentos entre 2008 e 2009, no período de janeiro a agosto, e também de 4% nas mortes por atropelamento entre 2008 e 2009, no mesmo período. Nas mortes nos acidentes de trânsito em geral, o aumento foi de 97 a 107 entre 2008 e 2009.
– Temos 6 mil faixas de segurança, mas a questão é cultural. Vamos mexer na civilidade – disse Senna, que prevê um novo comportamento “entrando pelos poros” até o fim do ano.O publicitário Fábio Bernardi, responsável pela campanha, tentará enfatizar que o pedestre e o motorista são o mesmo cidadão, apenas em momentos diferentes.A campanha será dividida em três etapas.
Na primeira, entre setembro e outubro, o objetivo será fazer as pessoas assimilarem o sinal da mão estendida. Na segunda, em outubro, personalidades farão o gesto em anúncios.
Na terceira, a população poderá enviar suas próprias imagens à prefeitura, com a possibilidade de tê-las afixadas em ônibus.Pelo telefone (51) 3289-4444 e pelo site http://www.novosinal.com.br/, é possível fazer reclamações e até ver a publicidade – há uma peça que a princípio não será veiculada pelas TVs, dirigida ao público infantil, minuciosamente didática.
O site já está no ar.– O que queremos é mudar o comportamento, e achamos que Porto Alegre está capacitada para isso – discursou o prefeito da Capital, José Fogaça.
Fonte: Zero Hora , 10/09/09

8 comentários:

Ricardo Conceição disse...

Infelizmente os órgãos trabalham sozinhos...só querem é ibope...ñão vão acomunidade fazer pesquisa ou copiar o que ja deu certo inventam...

Silvia disse...

Parabéns pelo blog que mostra essa violência cada vez mais presente nas nossas vidas.
Silvia

Mariana disse...

Pelo que li no ZH esta campanha está com quase 5 anos de atraso, conforme promessa, mas antes tarde do q nunca.
Agora qt tempo levará para os motoristas e pedestres participarem com ações nesta campanha?
Achei ela uma boa iniciativa. Torço q dê certo e q possa ser copiada em outros municípios.
Gravataí está precisando.

Antonio Paulo disse...

Faço minha as palavras da amiga Mariana " torço para que de certo"

Anônimo disse...

Campanhas não podem ser por uma estação, devem durar uma vida, educar é assim...

Fernanado Rosa disse...

Prefeito continua plantando árvores deixa esse negócio para quem entende...

soninha disse...

Vamos torcer para que dê certo,para que motoristas tenham consciência e principalmente educação.

Fernanda Guerra disse...

Prefeito precisamos é dar educação para todos aí tudo muda!!!!!!!!