Translate

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Feriadão tem queda no número de acidentes

Feriadão tem queda no número de acidentes
O número de acidentes nas rodovias federais caiu em todo o país, no feriado de Nossa Senhora Aparecida. Menos em Minas Gerais, onde a situação foi pior até que no Carnaval.
Larissa Carvalho Belo Horizonte, MG
Quem pegou o volante na volta para casa não escapou de estrada cheia. Além disso, para complicar, o mau tempo deixou a viagem ainda mais arriscada. A chuva e o trânsito complicaram a vida de quem usou nesta terça-feira, por exemplo, a BR-381, que liga São Paulo a Belo Horizonte. "A gente pegou um pouco de congestionamento logo atrás porque teve um acidente", conta o motorista, João Ferreira. Foi um feriadão perigoso.
Em Santa Catarina, três bombeiros e um inspetor da Polícia Rodoviária Federal ficaram feridos ao serem atropelados por um motorista bêbado, que foi preso em flagrante. No Paraná, dois rapazes morreram depois que o carro em que estavam bateu de frente com um caminhão.
De acordo com a polícia, eles estavam alcoolizados. Outros 28 motoristas foram presos com sintomas de embriagues. Em São Paulo, quatro pessoas morreram numa batida com uma carreta na Rodovia Castello Branco, em Pardinho.
Ainda assim, caiu em quase todo o país o número de acidentes, de feridos e de mortos nas rodovias federais, em relação ao feriado da Independência, que teve o mesmo número de dias. Mas em Minas, com a chuva, os acidentes dispararam. Foi o feriado mais violento do ano: 21 pessoas morreram. Mais que no 7 de setembro, mais até que no Carnaval. Na avaliação da Polícia Rodoviária, resultado de chuva e imprudência.
"Quando o motorista se depara com trechos de pista seca e logo em seguida com trechos de pista molhada, ele nunca toma uma série de cuidados. Ele tende a querer permanecer na pista molhada, da mesma forma que ele estava trafegando na pista seca. Isso é impossível", afirma o inspetor da PRF, Aristides Amaral Júnior.
Fonte: g1, O Portal de Notícias da Globo 13/10/09 - 23h59 - Atualizado em 14/10/09 - 00h38

8 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Lindo poema.

Vim pedir desculpa pela minha ausência no teu blogger mais como havia um feriado e trabalho com turismo ficou difícil, mais agora com um pouco menos de trabalho volto a normalidade.

"O que diferencia uma pessoa de outra é o seu imaginário, a interpretação que dá aos fatos da vida." (Tisuka Yamasaki)
Abraços com muito carinho

Mariana disse...

Esta notícia é positiva.
Assim via, diminuindo, diminuindo até acabar.

Anônimo disse...

Como seria bom acreditar que diminuiu o número de acidentes,mas sabemos que não é bem assim,tem cidades que o numero foi menor e outras maiores fora o que nem ficamos sabendo,quem sabe um dia teremos "feriadão" sem acidentes...

soninha disse...

Se hoje adultos passarem para seus filhos mais responsabilidade e conciência no trânsito quem sabe um dia vamos ler Feriadão sem acidentes.

Ricardo Conceição disse...

Até acabar seria muito bom!!
As autoridades tem que fazer sua parte.

ZildaeAntonio disse...

Seu Post sobre a queda do número de acidentes no feriadão é uma esperança de que as pessoas passem a ter mais consciência ao dirigir e pensem mais nas vidas dos outros, já que não valorizam as suas.
Um abraço e muita paz!

Estrela disse...

Boa noite! Primeiro, quero agradecer sua visita e dizer-lhe que fico honrada em tê-la como seguidora.
Depois,se as estatísticas apontaram queda no número de acidentes, foi uma ótima notícia.
Quem sabe se as pessoas não estão tomando consciência e os acidentes desse tipo deixem de aconteceer um dia?
Um abraço!

Luísa N. disse...

Oi, Alessandra,

Lendo seu comentário cheguei até aqui... Você é um anjo que transformou a mais profunda dor - a perda de um filho - em um alerta a todos nós. Este blog preenche um vazio. Vou divulgá-lo, com ceteza! Ele, a partir de hoje, estará em nossa lista de blogs amigos. Veja no final da parte fixa do Multivias.

Essa luta abraçada assim com amor e carinho lhe consolará, amiga!
Um afetuoso abraço
Luísa