Translate

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

“Não basta ser bom condutor”

Walter Kauffmann, da ONG AlertaAo perder a filha Alessandra, que colidiu contra um poste, Lisette e Paulo Afonso Feijó (vice-governador) criaram a ONG Alerta. Assessor técnico da entidade, o perito e engenheiro mecânico Walter Kauffmann observa que 40% a 50% dos acidentes são influenciados por defeitos nas estradas.
Zero Hora – Qual é a atuação da ONG Alerta na segurança das vias?
Walter Kauffmann – Procuramos conscientizar que o acidente de trânsito resulta de problemas relacionados a um triângulo: o condutor e seu comportamento, a via e suas condições de segurança, o veículo e suas condições. Defendemos que não basta ser um bom condutor. Precisa-se de vias que ofereçam segurança.
ZH – Como a ONG avalia as estradas gaúchas no quesito armadilhas?
Kauffmann – O Rio Grande do Sul tem sua engenharia de tráfego negligenciada. O princípio de segurança não é sequer planejado. Por isso, as verdadeiras armadilhas. De 40% a 50% dos acidentes têm as suas consequências e causas influenciadas pelas condições de segurança das vias.
ZH – Quais os principais tipos de armadilhas?
Kauffmann – A questão básica são os obstáculos na pista. Postes, sinais, árvores, buracos, canos, tudo está justamente onde o veículo estaria em trajetória incorreta. A consequência é a potencialização dos danos.
ZH – Quem é o responsável por essa situação?
Kauffmann – Esse tipo de obstáculo deveria ter um responsável técnico. Em qualquer tipo de edificação privada, é necessária uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Em obras de caráter público, isso não acontece.
ZH – O que deve ser feito para mudar a situação?
Kauffmann – Pensar em segurança. O que falta, no Estado e nas cidades, é um corpo de engenharia de trânsito, para fazer duas coisas. A primeira são o planejamento urbano, as novas vias, as construções. A segunda tarefa são a fiscalização e a modernização das vias em termos de segurança.
Fonte: zero hora, 18 de outubro de 2010

29 comentários:

ONG ALERTA disse...

Tudo que queremos é um país onde haja respeito a vida!!!!

Mariana disse...

As armadilhas do trânsito estão aí, "graças" ao descaso dos governantes.
o cidadão precisa aprender a cobrar os seus direitos e este é fundamental.

Daniel Savio disse...

A coisa já começa mal quando na construção não minimizamos os riscos...

Fora que também tem outras coisa que pode prejudicar um motorista, como falta de atenção (por estar com sono), reflexo reduzidos (devido a bebida) e por ai vai...

Fique com Deus, menina Lisette.
Um abraço.

Nilce disse...

Em época de campanha é um tal de asfalta aqui, faz viaduto ali. Tudo às pressas, sem avaliação prévia. Verdadeiras armas mortíferas.

Bjs no coração!

Nilce

Toninhobira disse...

Boa entrevista e que possa fazer acordar os responsaveis pelo gerenciamento das vias de transito nos livrando das armadilhas.Concordo com a questaõ ART bem como a analise da minimização de riscos como fazemos em outros ramos da vida. Enfim precisamos de ação né Lisete? Meu abraço e prossiga nesta luta,que teremos frutos um dia. Meu abraço de paz beijo de luz.

brasildobem disse...

A entrevista é bem enfática e alerta muito sobre a importância deste "triângulo".
Bjs

AC disse...

Ainda há tanto por fazer, não é, minha amiga?
Força!

Beijo :)

Machado de Carlos disse...

Naturalmente a vida é curta. Imagine a vida interrompida por falta de responsabilidades. Falo das responsabilidades do pessoal que administra o trânsito e, também pela falta de cautela dos motoristas.
Nesta vida efêmera precisamos valorizar os melhores momentos dela.
Beijos!...

Coruja disse...

Eu tenho a certeza que tudo vai melhorar... tudo no Brasil palpita de força e potencial.

Mas não deixe nunca de denunciar as situações que lhe parecem anormais... só falando nelas é que as coisas se resolvem.

Um abraço de muita paz, Lisette.

Flor da Vida disse...

É amiga, e o pior de tudo é que as verbas que são disponibilizadas pra estradas são em sua grande maioria desviadas por nossos governantes...
Post verdadeiro e informativo! Querida, carinhos meus a ti... Bjsss

Sonhadora disse...

Minha querida
Passando para te deixar um beijinho.

Sonhadora

Sandra disse...

Que bom que veio. Fiqeui muito feliz. Carinhosamente deixo um forte abraço a esta linda pessoa, maravilhosa.

Desculpe um pouquinho da ausência. estou organizando tudo para pgar o visto no dia 21 de outubro. Nossa é muita correria. Na escola uma loucura. Mas venho deixar o meu abraço e uma linda senama cheia de sucesso.
Fiquei muito feliz, com a sua vinda..Curiosa agradeçe assim, como os demais blogs.... Ando um pouco sem tempo. Mas logo tudo voltará ao normal. Um forte abraço, uma linda semana de paz, alegria e muito sucesso para vc.
Carinhosamente,
Sandra

Lidia Ferreira disse...

Concordo com vc "Tudo que queremos é um país onde haja respeito a vida" e digo mais temos respeito a vida e justiça , pois em materia de justiça o Brasil esta pobre tb
bjs

Zil Mar disse...

Oi...

O que me deixa indignada é a falta de respeito á vida neste "pais"!!!!!

Vai respeitar o que?????

bjos!

Zil

handsomeguy disse...

Hello my friend, Your site is great, good job you do.

I also created many blogs but not good like yours,So please


could you exchange link with me?

Here are my blogs. you could choose to exchange ,

http://khmernewstoday.blogspot.com/

http://www.khmergay.net/

Maria José disse...

Lisette, minha amiga. É preciso haver respeito pela vida. Bom trabalho. Sabe que te admiro muito e pode contar sempre com o meu apoio. Beijos e força, sempre.

Everson Russo disse...

BEijo carinhoso de bom dia pra ti querida,

soninha disse...

Ótima entrevista,pois mostra o que tem que mudar para melhorar,que nossos governantes façam para diminuir o número de acidentes que em nosso Estado só tem aumentado...

Pena disse...

Estimada Amiga:
Realmente, às vezes, a precária e em mau estado das vias rodoviárias acarretam perigos imensos para os condutores.
Para lá da Educação rodoviária há que ter em conta este factor importante.
Beijinhos de respeito pelo seu precioso trabalho em prol da defesa e protecção da Humanidade.
Com respeito e admiração.

pena

Bem-Haja, preciosa amiga.

Valéria Sorohan disse...

O caminho não é tão longo assim, basta querer.

lucidreira disse...

Isso tudo é relativamente sonhado pela maioria dos usuários e população em geral. Só vamos dar valor nas normas e leis quando acontece algo que bole na vida da gente diretamente. Pois aconteceu com a nossa família recentemente, no dia 15/10/2010 por imprudência de nosso sobrinho ele veio a falecer no local do acidente. As regras do transito e leis foram burladas por ele, daí a fatalidade. Ainda tem muita gente preocupada sim com a modernidade e ajuste das, vias, rodovias, sinalização, educação para o transito etc. etc. e vemos que uma boa parte do povo e ou usuário não liga que o perigo está bem a sua porta.
Abraço

Tatuagem disse...

bom condutor...condutor cauteloso

Beijos

Tatuagem

sonho disse...

Respeito...é o que muitas pessoas não sabem o que é...infelizmente:(
Beijo d'anjo

Jeanne disse...

Acho que é por aí, saindo na imprensa tem mais visibilidade...
Agora, se vai resultar em atitudes, é outra coisa. Infelizmente a gente já não acredita mais em melhorias para a sociedade.:(
Beijos

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

Bandys disse...

Ótima entrevista.
Você disse tudo,
queremos uma país onde haja respeito pela vida.

Beijos

Tania T. disse...

Passando pra desejar uma maravilhosa semana!!!

TUdo de bom pra você!!!

BJão!!

Luciana disse...

Oi

Uma boa semana pra ti

Bjs

Fa menor disse...

Todo o cuidado é pouco...
Devemos estar sempre atentos e não contar só connosco.

Bjos