Translate

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Ciladas ameaçam motorista

Especialistas chamam a atenção para situações encontradas em vias e estradas no Estado que se transformam em armadilhas e podem pôr em risco a vida de condutores e pedestres
Equipamentos que deveriam oferecer segurança no trânsito podem colocar em risco motoristas e pedestres. Especialistas alertam que a ameaça ronda cidades e rodovias no Estado.
Para exemplificar uma situação que é estadual, os peritos e engenheiros mecânicos Clóvis Xerxrnezsky e Walter Kauffmann foram convidados por ZH para verificar armadilhas viárias na Capital. Fizeram um roteiro que se iniciou junto ao Sítio do Laçador.
Nas imediações do monumento, o primeiro aviso: restos de cimento a 30 centímetros da pista podem catapultar carros. No limite entre a BR-116 e o viaduto de acesso ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, os técnicos identificaram outro problema. Sem defensas na mureta que acompanha o viaduto, os riscos são potencializados em colisões frontais.
Da Zona Norte, os peritos seguiram à Terceira Perimetral. Com postes de concreto rentes ao meio-fio, coqueiros em canteiros centrais e grades protetoras em tubos de aço, a via acumula ciladas. A viagem se encerrou na Avenida Ipiranga, onde Xerxrnezsky encontrou uma torre numa curva.
O diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, disse que nenhum equipamento é instalado sem a participação de engenheiros e arquitetos. A CEEE informou, no que diz respeito a postes de luz, que segue as regras estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro.
Veja a seguir, situações que põem motoristas em risco.

Estrutura de concreto
O problema: estrutura de concreto como a de nove metros de comprimento por cerca de 10 cm de espessura e cerca de 50 cm de altura colocada junto ao Laçador, em Porto Alegre.
Como deveria ser: não deveria existir estrutura de concreto como defensa. Se o objetivo fosse proteger os frequentadores do Laçador, o mais apropriado seria uma defensa de metal ou proteções construídas com fibras.
Pedras
O problema: pedra ou restos de obra, como as encontradas às margens da BR-116, junto ao monumento do Laçador, na Capital, funcionam como uma rampa, capaz de arremessar um veículo para fora da pista.
Como deveria ser: precisa ser removida.
Postes e árvores
O problema: postes de concreto rente ao meio-fio e árvores no canteiro central, entre uma pista e outra, como o encontrado na Avenida Salvador França e na Avenida Ipiranga entre as ruas São Vicente e João Guimarães (foto), na Capital. No local, onde o poste fica distante dois palmos do meio-fio, já houve acidentes com morte.
Como deveria ser: postes de concreto rente ao meio-fio deveriam ser removidos ou protegidos com defensas metálicas. Árvores não poderiam ser plantadas nos canteiros centrais.
Estruturas de metal
O problema: estruturas de metal nos corredores de ônibus destinadas a proteger os pedestres. Essas estruturas, em caso de acidente, podem se transformar em lanças e romper a lataria dos veículos. O problema foi verificado pelos especialistas na Avenida Carlos Gomes, entre a Dom Pedro II e a Anita Garibaldi.
Como deveria ser: deveriam ser construídas com estruturas que não ofereçam riscos, com fibra.
Parada de ônibus
O problema: paradas de ônibus localizadas uma na frente da outra reduzem o espaço das vias, eliminando áreas de escape, como ocorre na Avenida Carlos Gomes (em cima do viaduto sobre a Nilo Peçanha).
Como deveria ser: como pontes nas estradas, os viadutos não deveriam ter obstáculos. Na impossibilidade de removê-los, peritos sugerem que pelo menos as paradas não sejam espelhadas.
Falta de proteção
O problema: a falta de defensas metálicas protetoras como ocorre na quina entre o viaduto de acesso ao aeroporto Salgado Filho e a BR-116, no sentido Canoas-Porto Alegre, representa um risco aos motoristas.
Como deveria ser: deveria ser colocado uma defensa metálica protetora para amenizar eventuais impactos.
Defensas
O problema: defensas instaladas para evitar que carros caiam no em arroios ou rios como as colocadas na Avenida Ipiranga (na ponte sobre o Arroio Dilúvio, defronte ao Zaffari da Ipiranga). No local, entre uma e outra defensa, há o espaço para os pedestres atravessarem a avenida e ingressarem na ponte. O risco é justamente a separação das defensas, porque veículos correm risco de colidir na quina de um dos protetores, provocando acidentes graves.
Como deveria ser: para permitir a travessia de pedestres, seriam necessárias defensas paralelas, com uma avançando sobre a outra, eliminando quinas desnecessárias e possibilitando a travessia dos pedestres.
Fonte: 18 de outubro de 2010, ZEROHORA.COM
carlos.etchichury@zerohora.com.br
nilson.mariano@zerohora.com.br
CARLOS ETCHICHURY E NILSON MARIANO

36 comentários:

ONG ALERTA disse...

A responsabilidade pela infra estrutura é dos órgãos públicos, em vez de nomear técinos e engenheiros para certos cargos colocam aliados políticos...
São vidas circulando nas ruas das cidades todos os dias e o trânsito mata todo dia!!!!
Mas parece que os governos ainda não se deram conta!!!

Suziley disse...

E verdade, falta respeito pela vida humana, pessoas competentes é que deveriam estar tomando conta do trânsito. Beijos, Lisette, muita paz! :)

Suely... disse...

Amada paz sempre.

Marilu disse...

Querida amiga, a vida dos outros hoje em dia vale muito pouco ou quase nada, para aqueles que tem o "poder" nas mãos. Beijocas

Rosane Marega disse...

Beijossssssss Lisette

Nilce disse...

Concordo com você Lisette.
Cargos públicos em mãos de aliados é um problema sério.
Conheci um Secretário de Saúde que só tinha o Ensino Médio. E eu que achava que deveria ser um médico.
É muita irresponsabilidade.

Bjs no coração!

Nilce

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

"Dai-me Senhor:
a perseverança das ondas do mar,
que fazem de cada recuo um ponto
de partida para um novo avanço."

(Cecília Meireles)


Belo amanhecer e beijos meus! M@ria

Lilazdavioleta disse...

Lisette ,
no início do seu blog diz _ Responsabilidade é de todos, o homem criou o caos do trânsito agora cabe a ele consertar!! _ O problema é que o caos não está apenas no trânsito , mas em nós . Quando a paz nos invadir , o caos deixará o mundo .

Beijos

Meri Pellens disse...

Realmente só se importarão quando algo acontecer com eles.
Beijo...

Chica disse...

Um maior cuidados nas rodovias é preciso!beijos

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

OUTRO DIA INDO PARA A BAHIA QUASE CAPOTEI O CARRO POR CAUSA DE DEPRESSÕES NA PISTA A PISTA É ÓTIMA, MAS DE REPENTE TEM AQUELAS BAIXADAS ESQUISITAS, QUASE MORRI DE SUSTO QUANDO O CARRO PRATICAMENTE FICOU FORA DO CHÃO!!!

lita duarte disse...

Oi, Lisette.

Muita coisa precisa mudar.
Segurança também vem do respeito com a vida.

Temos que promover mudanças.

Bom dia.

Beijos.

Everson Russo disse...

Um belissimo dia pra ti amiga...beijos.

Me permita disse...

Blog perfeito em todos os aspectos de cidadania e utilidade pública! Obrigado pela visita, desculpe-me a demora em te visitar! Bjs!

Tania T. disse...

Verdade, parece que os governos ainda não se deram conta disso..

=/

anita sereno disse...

ola querida amiga
estou aqui confesso que também cheguei ao momento de nao crer mais de perder a minha esperança de nao ver alegria na carinha dos meus filhos de nao saber para onde vou se enccontrarei
casa
onde vou dormir
estou incertaa com medo
desculpa
sei que me estendes a mao e agradeço
de coração
beijos adoro-te perdoá pela tua filha esta é a maior dor do mundo
obrigada por me dares um uma boa lição com a tua palavra
pois tenho
andado
desolada
obrigada amiga
sinto
muito
beijos

Priscilla Marfori... disse...

Que bacana esse blog! Tenho outro também, seria um pazer te ter lá como seguidora e amiga: http://fleshspriscillamarfori.blogspot.com/
Grande B-Jo, irei voltar sempre, gostei muito!

ValériaC disse...

Que incrível...todos sabemos da importância de se PREVENIR... acontecer estas arbitrariedades é o cúmulo da irresponsabilidade.
Beijos...
Valéria

Ritinha disse...

Muito precisa mudar a começar conosco mesmo.

Beijinho

Valéria Sorohan disse...

Sempre esclarecedor.

BeijooO*

Daniel Moraes disse...

A questão do trânsito nacional deve ser totalmente repensada. Tem texto novo o Sub Mundos. Bjus.

http://submundosemmim.blogspot.com

lolipop disse...

Quer dizer que não basta cumprir regras, ou conduzir com segurança...mesmo assim, sem culpa nossa, o perigo espreita..?
DEvem-se pedir responsabilidades!
TERNURAS MUITAS

Mariana disse...

O trânsito é um tripé, como o símbolo da ONG Alerta:motorista, via e carro.
um depende do outro, e não adianta 2 estarem corretos e 1 não, o perigo ocorre.
O eng. Walter é um grande aliado e muito importante para a ONG, assim com a preocupação com o trânsito.
A reportagem merece ser apreciada por tds .
Os jornalistas foram mt felizes em realizá-la.

Mariana disse...

O trânsito é um tripé, como o símbolo da ONG Alerta:motorista, via e carro.
um depende do outro, e não adianta 2 estarem corretos e 1 não, o perigo ocorre.
O eng. Walter é um grande aliado e muito importante para a ONG, assim com a preocupação com o trânsito.
A reportagem merece ser apreciada por tds .
Os jornalistas foram mt felizes em realizá-la.

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bom seu texto, seu blog é muito bom mesmo, ja´sigo.Parabéns

Maria José disse...

Lisette, querida amiga. Tudo isso é uma verdade e costumamos ver acidentes acontecerem por puro descuido. Minha sobrinha rodou na pista, bateu de frente num carro de bombeiro, devido resto de brita na pista que não foi retiradara após a conclusão de uma obra. Ainda bem que não aconteceu nada grave. Beijos carinhosos.

brasildobem disse...

Todos estes obstáculos são altamente perigosos, sobretudo quando junta mais que um.
Bjs

Eliane Gonçalves disse...

Querida,

Obrigada pela visita ao meu blog. Volte sempre que quiser...
Estarei acompanhando o seu blog também.

Bjos,

Eliane.

Sheila disse...

È sem dúvida o conjunto da obra, minha amiga que faz com que as coisas funcionem direito, como vivemos num país que tem carência de bons administradores, tem falta de gente de boa vontade e tudo é feito da forma mais barata possível . Então nos resta colocar a boca no mundo, lutar pelas novas regras,tentar melhorar, e quem sabe encontrar alguem que queira realmente mudar este panorama.Beijos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Está faltando mais respeitos com a vida humana...

Um gde abraço amiga.

beijooo.

Cris disse...

BR116 é o caminho das minhas férias há mais de 46 anos.
Caminhos...
Faça-os.
Mas... Tenha sempre em mente, que alguém poderá fazê-lo para você.
Beijos Lisette!

claudete disse...

Minha querida parece que existe uma regra geral para que tudo saia igualzinho ao que foi descrito ,em todos os Estados brasileiros...menina é tudo igualzinho...os mesmos erros o mesmo descaso. Vale a denuncia e persitência. Beijos no coração.

Três Egos disse...

é revoltante tudo isto...

beijo!

Flor da Vida disse...

Amiga, deixo a você um abraço e meu carinho... Bjsss

ⓣⓔⓡⓔⓢⓐ ⓒⓡⓘⓢⓣⓘⓝⓐ disse...

Oiee!!
Cada um com sua cota de responsabilidade, basta exercer.
Este post deixa claro que nem sempre a culpa de um acidente de trânsito é do motorista.
Linda tarde pra ti!
Bjs

Juan disse...

Boa tarde,

Passando para agradecer sua visita no Yehi Or.

Tenha uma noite de paz.

Beijo no coração.

Temos que viver com fé, esperança e amor... respeitando vidas.