Translate

domingo, 1 de fevereiro de 2009

1 ano depois...muita paz e luz minha filha!

O amor suporta qualquer barreira, não importa a distância...é apenas uma mudança...
Realmente tudo mudou e principalmente eu, não sou a mesma e nunca mais serei, perdi minha metade e hoje aprender a sobreviver só com um lado do corpo é difícil, estou tentando a cada dia viver no meu mundo pois as pessoas realmente não imaginam o que é ter um problema de verdade, elas fazem de suas vidas um problema.
Talvez por isso seja mais difícil buscar paz, tranquilidade e equilíbrio...
A Ale tem um diário e ali ela diz muitas coisas como “me defina sorte”, sorte é poder acordar todo dia e ver as pessoas a quem tu ama ao teu lado, sorte é poder lutar pelas coisas que te fazem bem, sorte é poder ter um trabalho, sorte é poder ter saúde, sorte é poder ter uma família, sorte é poder ter amigos, sorte é poder ter filhos e todo dia abraçar e beijar não importando quanto sacrifício se faça, mas estão ali contigo na batalha.
Quanto a mim eu nem sei como estou, nem sei como consegui chegar até aqui 1 ano depois, tudo que eu queria era estar com minha filha...
Ontem fui colocar flores no poste do acidente, para mim mãe não vai passar nunca...nunca é muito tempo, é muito longe é um aperto tão grande no coração que fico feliz que muitas pessoas nem imaginem o que seja. Cada dia que acordo é um dia a menos...
Enfim acredito que minha filha é especial o mundo dela já era diferente do nosso, sei que ela esta bem onde esta, pois é só uma menina... com sonhos...com sorte...com uma vida pela frente...
Tenho sorte! Tenho duas filhas maravilhosas...e agradeço a DEUS por ter me dado a ALE em especial pois aprendi muito com ela e dei a ela o meu melhor como mãe...mas como mãe aprendi o que é sofrer, amar e sentir saudades de verdade, esta é a parte mais difícil.
Infelizmente tudo não depende de mim estou fazendo minha parte, mas nada mudou as armadilhas existem e nada foi feito para melhorar, será que vamos ter de perder mais jovens para ter maior segurança e responsabilidade.
Quero dar um abraço a cada mãe que perdeu seu filho e sabe como é complicado acordar todo dia...Leda, Maria Glória, Lia, Ceres, Diza, Mariusa, Martha, Aurimar, Marilene, Maria Isabel, enfim não importa o nome que tenha, não faz diferença, estas mães já são diferentes por si, especias, que tenham muita paz e levem luz e harmonia a suas famílias.
Com carinho Lisette Feijó.

12 comentários:

Anônimo disse...

Mãe é mãe, que Deus te abençoe.

Anônimo disse...

As pessoas tem medo de fazer algo,continua, força.

Lu disse...

Belas palavras Lili,és muito especial ,uma mãe exemplar!Que Deus ilumine sempre tua jornada.
Bjão

Anônimo disse...

Sofrer é buscar equilíbrio, esta é tua evolução, teu diferencial. Continua...

Mariana disse...

Caríssima Lisette, estás certa em acreditar que a Ale é especial./Será eternamente tua filha,permanecerá o sorriso de menina, as "artes" feitas na infância. Todos os momentos vividos nestes 18 anos ficará gravado nos corações de quem com a Ale conviveu./Não consigo imaginar a dimensão da dor da saudade que tu sentes, mas imagino e sei que é profundamente difícil e dolorosa, pois sendo mãe e amando infinitamente meu filho, sei o que significa "amor de mãe".Qd nasce nossos filhos, nossa "vida" fica em segundo plano,primeiro os filhos.Eles tornam-se a razão da nossa Vida.
Sou solidária a tua saudade,e aperta meu coração por passares por este "calvário".
Deveria Ter uma Lei Divina que impedisse que pais enterrem seus filhos.
Deus sendo tão Poderoso e o Dono da Bondade Celestial, deveria rever e proteger sempre nossas eternas crianças.
Conte comigo sempre nesta caminhada da Alerta.
Recebas virtualmente meu abraço forte,com saudades e um beijo com carinho.

Carla Bauermann disse...

Lis, todos os pensamentos estiveram voltados a vcs especialmente neste dia (01/02). Luz! É o que peço. Acho que há uma grande jornada pela frente, mas acredito que de alguma forma a Ale estará sempre presente. Em cada gesto teu, cada palavra, cada atitude, trazendo um pouco mais de amor a todos nós!! Estou contigo minha amiga querida! Te admiro muito!!
Bjos

Anônimo disse...

Algumas pessoas são escolhidas não entendemos porque?
Mas tu és especial, muito especial.

Anônimo disse...

Engraçado cada vez que entro no blog vejo como é difícil para as pessoas se manifestarem, ajudarem, participar eu mesmo não consigo nem colocar meu nome mas Lisette te admiro muito.

Giba disse...

Lisette !!!!
Deus está cuidando da Alessandra, do João Antônio e muitos outros jovens queriso que nos deixaram.
Mas tua missão agora é ajudar a Martha e outras tantas mães.
Obrigado pela ajuda que tu tem nos dado
Um abraço
Giba

Anônimo disse...

Lisette tem alguém cuidando de ti, força com carinho.

Anônimo disse...

lisette a Ale vai fica pra sempre no meu pensamento! muita saudade do bebe bjus Aline

Aline Andrade disse...

saudade pra sempre da Ale!!!
mas tenho certeza que ela ta sempre junto ,so que agora
ela como um anjo de verdade que mesmo estando longe cuida de todos aqueles que ela gosta.te adoro bebe e um dia bem proximo agente se ve e bati muito papo.Lisette te cuida e muita força pois luz a Ale te manda todos os dias e por isso tu ta de pe´ Bjus Aline Andrade