Translate

terça-feira, 30 de abril de 2013

Direitos de trânsito como uma ciência.




Fixar um percentual da arrecadação em multas para aplicação em ciclovias e projetos educativos é uma ação que encontra adeptos entre especialistas em trânsito e grupos de cicloativistas.

O diretor do Departamento de Trânsito e Segurança do Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul (Iargs), André Luís Souza de Moura, sustenta a legalidade de propostas dessa natureza. Ao salientar a importância do recurso, apoia-se no artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro e na Lei de Mobilidade Urbana, de 2012. O CTB diz que a “receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito”.

– Nós temos que fazer os municípios identificarem os direitos de trânsito como uma ciência. Todo o gestor tem de cumprir com as normas federal, estadual e municipal. Se a educação só não dá conta, vem esses aspectos legais. Acho que está muito certo e tem de cumprir. Aliás, se o gestor público não cumprir, temos de ter uma forma de responsabilização.

Vereador e militante do movimento ciclístico, Marcelo Sgarbossa (PT) enfatiza a necessidade de aplicação 20% para que Porto Alegre desenvolva seu sistema cicloviário e que campanhas educativas da prefeitura possam ser efetivas.

– Estamos com 12 quilômetros de ciclovias, e a fala dos gestores é “nunca se fez tanta ciclovia na história da cidade”. Dá uma ideia para a opinião pública que está sendo feita muita coisa. A cidade está parada, e as pessoas estão querendo andar. Já estão indo por conta própria, pegando sua bicicleta mesmo sem ter ciclovia – critica Sgarbossa.
Fonte:  ZH 30/4/13


48 comentários:

Toninho disse...

Uma justa aplicação dos recursos vindo das multas pode e deve passar pela melhoria/construção de ciclovias.Uma ideia que deve ser levada a serio e encampada por todos.
Não tinha conhecimento Lisette,boa partilha amiga nesta nossa luta pelo transito e mobilidade com segurança.
Um abração e bom feriado.

ONG ALERTA disse...

Podem até existir ciclovias mas muitas improvisadas se estrutura pois ocuparam calças parafuso das bicicletas, enfim no Brasil tudo se adapta.

Dorli disse...

Oi Lisette
Que tudo seja feito a contento para a segurança no trânsito, pra você ter uma ideia, minha cidade tem 29000 habitantes e já é conhecida como a 5ª cidade mais violenta do E. São Paulo. Se fugirmos de um tipo de violência, enfrentamos outra. É o fim.
Beijos
Lua Singular

Pérola disse...

Que a segurança e a vida sejam a prioridade!

beijinho, Lisete!

manuela barroso disse...

De uma importãncia vital para a segurança dos próprios ciclistas no trânsito com civismo.
Sempre "alerta" Lisette
Bom 1º de maio
beijinho grande

Ivaneide Henrique disse...

Olá!!Boa noite querida!

Parabéns pelas informações tão relevantes e necessárias para entendermos melhor entendermos a utilização dos recursos.

Já estou aqui e muitíssimo obrigada por seguir o profetizando,viu?

Deus te abençoe ricamente e um feliz feriado.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lizette
Aqui em BH não é possível construir muitas ciclovias pois a cidade é muito acidentada. É uma pena.
Bjux

Clau disse...

Boa noite Lisette!
Gostei do post.
Ciclovias são uma opção econômica e não poluente de transporte.Seria bom se todas as cidades tivessem.
Minha cidade (Sorocaba-SP),possui a 2º maior rede de ciclovias do país.
A realidade daqui é um exemplo a ser seguido.
Abraços \o/

Renata Diniz disse...

Lisette. Em minha cidade existe um pleito antigo para ciclovia, mas até hoje não tomaram providências. Perigoso bicicleta no meio dos carros. Beijo!

Ingrid disse...

sempre bom ler o que temos aqui..
beijos e bom feriado.

O meu pensamento viaja disse...

Lisete, o problema com o tráfego não é exclusivo do Brasil. Aqui ele é também uma cruel realidade.
Visitando os países do norte da Europa, tem-se a verdadeira dimensão do abismo que nos separa. Lá tudo, incluindo o tráfego, é concebido em função do interesse das pessoas e nunca ao contrário.
Beijo.

Magia da Inês disse...

¸.•°✿✿⊱彡

Ótimo mês de maio!
Beijinhos.
Minas.°✿⊱彡
¸.•°✿✿⊱彡

Celina disse...

Oi Lisetti bom dia vim agradecer a tua visita, e o comentário . Eu como mulher de militar tive oportunidade de morar em diversas cidades, se eu fosse escolher para viver escolheria Santa Maria, mais na época do frio eu tinha muita dores nas pernas ,ainda vivi quatro anos.
Morei em Belo Horizonte e em Brasília, escolhi o Recife que fica perto da cidade que nasci Natal, e eu adoro o Recife! Tem as mazelas de toda metrópole engarrafamento, assaltos etc
Os meus filhos se casaram aqui ,os netos são todos daqui também.
Um abraço fraterno Celina.

Maria Helena disse...

Lisette, é sempre bom ler os seus posts. Eles acrescentam muito pois aguçam o olhar para a realidade do dia a dia. A sua voz que sinaliza para a necessidade da mudança.
Um ótimo dia para você. bj

Maria Helena disse...

#correção: Sua voz sinaliza para a necessidade de mudança.

► JOTA ENE ◄ disse...

Olá Alessandra, continua o teu excelente trabalho na prevenção. Parabéns !

Beijos desde Lisboa !

Sonica disse...

Lisette , obrigada pelo seu carinho! Bjs

Tetê - Sem Neuras disse...

Quanto mais se fala em prevenção de acidentes de trânsito mais eles acontecem... hoje, pela manhã,no Rio, foram dois acidentes com ciclista: um imprudente que está no hospital e o outro, que estava corretamente treinando, morreu! Está assustador! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

Graça Pereira disse...

Admiro a tua persistência nesta matéria... se todos fossem assim, tudo seria possível!!
Beijo
Graça

*** ZIZI *** PARA OS AMIGOS!!! ### disse...

No Brasil infelizmente, muito se fala e pouco se faz!
Parabéns pelo post querida!
Beijinhos...

Anne Lieri disse...

É uma pena que haja tão poucas ciclovias!Se usarem bem essas multas,investindo em mais ciclovias será ótimo!bjs,

Dorli disse...

Oi Lisette

Obrigada pela força do seu comentário
Beijos
Obrigada

Zizi Santos disse...

Oi Lisete
A legalidade dessa proposta deveria ser válida para todo o país!
Vejo leis que dão certo, mas vigoram em certas regiões. deveria ser global.
bj
Zizi

Flor de Jasmim disse...

Lisette nós cá temos imensas estradas com vias proprias para as bicicletas, se circularem fora dela dá multa, acreditas que circulam pelas vias dos automoveis, é verdade mesmo.

beijinho e uma flor

Vera Lúcia disse...


Olá Lisette,

Nada mais justo que os recursos obtidos através das multas sejam revertidos em favor da melhoria no trânsito, quer em estradas, quer em ciclovias.

Beijo.

Maria Adeladia disse...

Espero que haja acompanhamento e fiscalização.É interessante e viável aplicar os recursos das multas e investir nas rodovias...,melhorando a qualidade do nosso trânsito.
Tomara que dê certo.

Beijos Lisette e uma boa noite.

Profª Lourdes disse...

Oi Lisette, vim agradecer sua visita, volte sempre aquele cantinho é nosso. Parabéns mais uma vez, suas postagens são maravilhosas e importantes. Abraços fica na paz de Deus.

Marisa Giglio disse...

Lisete ,

Muito interessante seu post .
Agradeço a partilha .
Beijos

Cidinha disse...

Olá, Lisette. Obrigada amiga por estar sempre a frente da informação e que seja uma justa medida de segurança para todos. Bjos e bom dia!

Evanir disse...

Bom Dia Lisette.
Estou passando para desejar um feliz final de semana beijos ,Evanir.

Bandys disse...

É Lisette e mais um que morre por estar na ciclovia e o onibus avancou o sinal.

Tem horas que é desanimante...mas eu sou fenix.
beijos

Nilson Barcelli disse...

Creio que em Portugal, parte das multas é aplicada na prevenção, nomeadamente em campanhas de educação. Mas há quem se queixe que isso está a ser esquecido e, na verdade, não tenho visto nada de registo nos últimos tempos.
Não é fácil implementar ciclovias numa cidade. Na maioria dos casos, são inconcistentes.
Mas os alemães e os holandeses, por exemplo, possuem-nas em grande escala e bem organizadas. E o tráfego de bicicletas é enorme...
Um beijo e um bom resto de semana, querida amiga Lisette.

Tetê - Sem Neuras disse...

Oi Lisette! Obrigada pelo carinho, mas... meu joelho não tem jeito não! É artrose e bursite... exercícios leves e anti inflamatório para a dor. Eu prefiro aguentar a dor até que possa e tomar o anti inflamatório só em último caso! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

Fê Blue bird disse...

Tudo o que é feito em prol da segurança recebe o meu aplauso.

beijinho amiga Lisette

© Piedade Araújo Sol disse...

olá Lisete

obrigada!

beijo

;)

Zilani Célia disse...

OI LISETTE!
JÁ TE FALEI, ACHO EU, QUE EU E MEU MARIDO, ANDAMOS DE BICICLETA, MAS, TENHO MUITO MEDO, POR ISTO E EM VISTA DE TANTOS ACIDENTES COM CICLISTAS, VOU ACHAR MUITO BOM SE FOREM FEITAS MUITAS CICLOVIAS, TOMARA...
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Janaina Cruz disse...

Fala-se tanto em educação hoje em dia, em cotas e coisas e tal,e um das coisas que mais requer atenção é o transito, onde mata-se muito mais que em tempos de guerra em outros países...

Que chegue a nós, o tempo, em que possamos deixar os nossos filhos brincar na calçada, ou atravessar uma rua sem que tenhamos medo.

Crista disse...

Improvisação não traz segurança,é uma temeridade.
É preciso ter certeza absoluta da segurança e proteção a vida.

REINVENTANDO disse...

Com certeza..utilizar a multa para reverter esse quadro, acho que esse é um dos caminhos.
Abraços.Sandra

Lucinha disse...

Lisete,

Uma pena que tudo que se aplica não funciona da forma correta.
Uns, lutam pra melhorar o sistema de segurança nas estradas, outros, não respeitam as leis. E, por aí vai. Uma pena!

Mesmo assim, meu coração deseja um mundo melhor. E, pessoas como você fazem a diferença.

Um lindo final de semana! Beijos

Aleatoriamente disse...

Gosto de ler teus textos.
Minha admiração por tua preocupação, com esse assunto.

Obrigada Lisette.
Beijinho

. intemporal . disse...

.

.

. que a prioridade seja . a urgência da vida . porque só temos uma .

.

. [para já] .

.

. um bom fim de semana .

.

. um beijo meu .

.

.

Blue disse...

Mas a nossa segurança vai muito além de ciclovias. É toda uma estrutura da sociedade que está quebrada. Falo aqui na segurança de se andar de bicicleta e não ser assaltado e roubado.
Triste nosso Brasil.

Beijo

Vivian Fernandes de Goes disse...

Olá, Lisette!!

Na teoria, tudo lindo...na prática sabemos que não é nada disso...que pena né?! Até quando??

Beijos e meu carinho!

Fa menor disse...

Uma breve passagem e um beijo, com Sol.

Carolina disse...

╔═════════════ ஜ۩۞۩ஜ ════════════╗
.•★•.♥ •. Te deseo un hermoso fin de Semana•★•.♥ •.
╚═════════════ ஜ۩۞۩ஜ ════════════╝

Vida & Plenitude disse...


Realmente, o que puder se fazer p mudar o trânsito e trazer segurança/melhoras, MELHOR!
É preciso boa elaboração e responsabilidade!

Beijos e ÓTIMO FIM DE SEMANA...

Nyce Pinto. disse...

Oi Lisette, tudo bem? Que bom quando pudermos agir mais e falar menos. Nós (os habitantantes da Terra) ainda temos muita dificuldade em colocar em prática as teorias que defendemos, mas vamos enfrente, devagar e sempre. Um abração...