Translate

domingo, 26 de agosto de 2012

Mãe deixa filho de 4 anos trancado em carro em Itapetininga, SP

Criança ficou cerca de 40 minutos dentro do veículo em shopping.

Pessoas que passaram pelo local ouviram choro do menino.
Bombeiros quebraram um dos vidros do veículo para retirar a criança que estava chorando. (Foto: Gláucia Souza / G1)Um menino de quatro anos foi deixado trancado em carro no estacionamento de um shopping de Itapetininga (SP). A criança ficou por aproximadamente 40 minutos dentro do veículo, que tinha placas de Itu (SP), sob o sol e totalmente fechado.
A criança estava com os cabelos molhados de suor. (Foto: Gláucia Souza / G1
)O caso foi registrado por volta das 14h quando a temperatura na cidade era de aproximadamente 27º C. O menino de quatro anos foi deixado pela mãe e pela babá. Pessoas que passaram ao lado do carro ouviram o choro. A administração do shopping foi avisada e o caso anunciado em alto-falantes. Como o responsável pelo carro demorou a aparecer, o fato gerou comoção entre os frequentadores do local que se aglomeraram em volta do veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado para resgatar o menino.
Houve tentativa de orientar a criança a abrir as portas, mas ele não conseguiu. Os bombeiros então quebraram o vidro do motorista e o menino foi retirado do local. A criança chorava e estava com os cabelos molhados de suor.
Após aproximadamente cinco minutos, a mãe apareceu e perguntou sobre quem teria quebrado o vidro do veículo. Em seguida, foi até a viatura onde um soldado tentava acalmar a criança.
Em entrevista ao G1, a mulher que é comerciante em Itapetininga, disse que havia saído para trocar moedas. Ela afirmou que demorou cerca de 15 minutos. Testemunhas alegam que foram cerca de 40 minutos. A mãe disse ainda que o filho estava acordado quando ela saiu e o menino pediu para ficar no carro. “Ele ganhou pintinhos e quis ficar com eles”, afirma.
No banco, junto ao menino, estavam dois pintinhos dentro de uma caixa de papelão. Os animais apresentavam fadiga pelo calor. Também havia verduras que estavam murchas. A mulher foi levada para o plantão policial no carro da Polícia Militar. Ela foi autuada pelo crime de abandono de incapaz e liberada. O caso será encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) para investigação. O Conselho Tutelar deverá monitorar a família.
(Correção: No momento em que a mãe chegou junto ao carro, o G1 questionou sobre a idade do menino. Ela disse que ele tinha cinco anos. Já na delegacia, onde foi feito o boletim de ocorrência, ficou confirmado que o menino tem quatro anos. A data de nascimento dele é 1 de agosto de 2008).

Fonte: g1, 26/08/2012 15h14 - Atualizado em 26/08/2012 18h00

43 comentários:

ONG ALERTA disse...

Nem sei o que dizer de uma máe assim...

Fátima Oliveira disse...

Oi Lisette, realmente eu nem sei o que dizer de uma mãe assim, e não entendo por que isso sempre acontece, ainda bem que a criança não morreu. pois já houve vários casos em que a criança morre.
Estava com saudades de passar por aqui, é que ando muito sem tempo ultimamente.
Bjs!

#*Marly Bastos*# disse...

Lisette,
Fico danada da vida quando me deparo com uma atitude assim de uma pessoa que se diz mãe. Além de deixar a criança trancada, ele ainda poderia ter sido sequestrado, ou até mesmo coisa pior... Quatro ou cinco anos, eles não tem autonomia para dizerem se querem ficar ou não dentro de um carro trancado e no sol quente. Merecia ser presa isso sim, ao menos pra criar responsabilidade.
bjks doces e uma boa semana.

Ivana disse...

Também fiquei sem palavras...somente pensei que enquanto tantas gostariam de ser mãe, nos deparamos com essa mãe!
Uma ótima semana, bjs

Dora Regina disse...

Só pode ser uma desequilibrada...
Tenha uma linda semana! Bjs

MARILENE disse...

Falta de sensibilidade extrema. Nossa! Nem há o que dizer, de tão triste. Bjs.

Sissym disse...

Lisette, isso é conversa da mãe.
Nunca e jamais eu deixaria nenhuma criança sozinha dentro de um carro, não importa a idade, se tinha preguiça, se estava dormindo, se queria os pintinhos (alias, até eles deveriam estar com calor!).

BEIJOS e desejo uma otima semana!

ELAINE disse...

E muitas vezes o serviço social nega a adoção pra deixar com os pais biológicos.... Assim???.... Sem palavras! Tem post novo! Um início de semana iluminado!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

É minha querida há gente que não esquece a cabeça porque está presa no pescoço mas de resto esquecem de tudo, gostei muito de a ver por aqui e muito grata pelos seu parabéns.
Eu adorava claro de lhe dar também a si mas onde quer que esteja está de certo feliz porque uma flor tão linda Deus estará sempre junto.
Beijinhos meu bem e tudo de bom em sua vida.

Flor de Jasmim disse...

Arrepiante Minha amiga, como +e possivel, mesmo que se pense em não demorar, não se deve fazer tal coisa em situação alguma, nem sequer se for um animal.
Boa semana querida

beijinho e uma flor

lena disse...

Como é possível alguém fazer isso. Tenho dois filhos e mesmo quando estavam a dormir, eu nuca os deixei no carro. Pegava neles e ia com eles ao colo ou no carrinho. Aqui em Portugal já tivemos alguns casos noticiados. Mas o desfecho não foi tão bom porque acabaram por morrer dentro do carro e gerou muita revolta por aqui.
Beijinhos grandes.

Por Amor disse...

Filho !!! Pedaço mais importante de você ... seu próprio coração ... Impossível abandona-los ...nem por um micro segundos ...Todo meu apoio a vocês !!! Parabens pelo trabalho que desenvolvem ...vou escrever sobre ele na minha coluna no J.Da CIDADE ONLINE . Com carinho Pedro Pugliese

Tina Bau Couto disse...

Tb nem sei oq ue dizer.
Chocante!
Obg pela visita e carinho.
Paz e bem em sua semana :)

Ivone Poemas disse...

Minha querida amiga Lisette, isso de deixar criança sozinha em carro já está virando rotina, pois com tantos casos e mesmo assim as mães ou os responsáveis por crianças indefesas que mesmo que essas peçam para ficar no carro nem deveria ser levado em conta, criança nunca sabem o perigo que estão correndo, portanto não é desculpa.
Ela terá de responder pelo ato impensado!
Amiga, obrigada pelo carinho de sua visita e comentario lá no meu blogue!
Grande beijo em seu coração!

Betty Gaeta disse...

Oi Lisette,
Assisti a uma cena destas num supermercado aqui na minha cidade, mas o pai deixou um garoto de uns 6 ou 7 anos trancado no carro. A PM quebrou o vidro tb!
Que loucura. Tem gente que parece não ter nada entre as 2 orelhas! Cérebro é muito bom e todos deviam ter um!
Tenha uma ótima semana!
xoxo

Gosto disto!

Roberta Micropigmentadora disse...

Menina do céu assisti agora no jornal da manhã, meu Deus que triste, fiquei com um aperto e uma dó da criança, pior que essa mãe com certeza deve ter achado que foi exagero, sem consciência alguma.
beijo

Toninhobira disse...

O fato que este tipo de relaxamento vem acontecendo pelo Brasil com casos que chegaram a obito.
É lamentavel que condutores ainda se comportam exatamente igual.
Um horror.
Bela semana amiga e que Deus nos proteja e ilumine.
Abraços de paz e luz.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Lizette
Uma mãe assim só não esquece a cabeça porque está presa no pescoço... só pode!!!
Ainda bem que Deus nunca nos esquece e envia anjos pra nos resgatar como aconteceu com os resgatadores...
Tem festa no Blog pra VC...
Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
Bjs festivos de paz

Pérola disse...

Estou arrepiada querida Lisete.

Que consciência é essa? Sabendo...ainda estou em choque.

Beijinho

ValeriaC disse...

Afff... criança, seja a idade que for, NÃO deve ser deixada sozinha dentro de um carro. Há tantos perigos que podem acontecer!!!
Beijos,
Valéria

Graça Pereira disse...

Ainda não entendi como casos destes acontecem...Aqui, em Portugal, um pai disse para os media que se tinha esquecido do filho no carro.
Será que as preocupações são tantas que se esquecem dos próprios filhos??
Beijo e boa semana.
Graça

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

Há alguns anos atrás aconteceu o mesmo, com um pai, no seu primeiro dia de férias.
Ele esqueceu seu filho, e a criança morreu, foi amplamente divulgado nos meios de comunicação.
Analistas comentaram a quebra de rotina como talvez um dos motivos.
Eu fiquei muito triste, porque esse pai era meu vizinho.
Hoje reflito muito quando vejo/leio alguém criticar sem ao menos se colocar no lugar da pessoa.
Meu vizinho amava/ e continua amando o seu filho.
Quantas vezes ele não quis estar no lugar dele.
Para quem acha que pode explicar ou criticar fique à vontade.

Um beijo Lisette.
Wilma
www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

Ana Bailune disse...

Eu vi... que coisa lamentável!

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Grande beijo e que sua semana seja maravilhosa.

Ani

TC disse...

Obrigada pela visita ao Um Pouco de Tudo! Hoje tenho mais uma etapa da luta contra as drogas! Vale a pena conferir! Beijos TC

Luciana Santa Rita disse...

Oi Lisette,


Tudo bem? Vi esse caso também no Fantástico. E o pior de tudo é que a mulher mentiu quanto tempo ficou fora e a idade do filho. Que mãe é essa?

Beijos.

Everson Russo disse...

Eu vi essa da mãe no jornal...um absurdo uma coisa dessas,,,,beijos amiga e uma bela semana pra ti...

Professor Gilberto Cantu disse...

Oi minha querida Lisette.
Obrigado pela visita.
É cada coisa que acontece.
Até os animais ditos irracionais cuidam melhor de suas crias.
Um grande abraço e uma abençoada semana.
Volte sempre.

Thiago RioSul disse...

Oi amiga,
Muito legal sua visita em meu site, agradeço e convido a não esquecer que nessa semana em meu site farei uma surpresa, espero que você possa comparecer
É lamentavel que esse tipo de pais tão despreparedos ainda existam e vem aumentando mais e mais

Abraços,
RioSul

Cidinha disse...

Bom dia Lisete! Lamentável tudo isso. Que distração absurda! Amiga desejo um um dia de paz e todo carinho pra vc. Desculpe a falta! estive doente, estou recuperando. Obrigada sempre pelo carinho! Beijos.

LUZ disse...

Oi querida Lisette,

Nem toda a mãe é igual.
Em Portugal, também, de vez em quando, surgem casos semelhantes.
Criança de 4 anos, não tem querer, se é que sua mãe estava falando a verdade.
Ela tinha mais é que conversar com seu filho, o levar em seus braços, carinhosamente, e até podiam ter levado os pintinhos, também, e assim ela faria tudo o que pretendia, bem mais sossegada.

É caso pra dizer: "Criança sofre"!

Beijos da Luz, com muito afeto e estima.

BIA disse...

Olá Lisette!!!

Que barbaridade!!! Pior que isto acontece frequentemente, os erros se repetem, não sei o que as pessoas tem na cabeça... uma total falta de responsabilidade.
Bjs :)

Mariangela disse...

Meu Deus!
Porque uma pessoa dessas é mãe eu não sei!
Como pode... pior que não é por ignorância, pois já aconteceram outros casos, e certamente é já sabia do perigo.
beijos!
Mariangela

Frida disse...

Olá querida! É uma grande alegria receber sua visita! Muito obrigada! Acabei de atualizar. Luz e Paz! Frida

O Sexo e a Idade disse...

Sem palavras...
há gente que de facto não devia ser mãe...

Eliane disse...

Oi Lisette!
Estou chocada!Ainda poderia ter sido sequestrado!Será que não pensa?
Deve ser jovem e muito ingênua.
Beijos!

Maria Adeladia disse...

Lisette, acho TRISTE ACONTECIMENTOS como esses!

Que mãe é essa? Esquecer seu próprio filho dentro de um carro, todo fechado, correndo riscos de vida?? Uma criança de 4 anos é só um bebezinho.
Tamanha crueldade! Isso é maldade extrema! Uma criatura dessas não tem condições de criar uma criança.
Ela não tem dignidade de ser chamada de mãe!

Beijos minha queirida parceira e que Deus te abençõe sempre.

*Simone Poesias* disse...

Nossa que horror! Isso não é mãe, só pode ser um bicho. Tadinho no menino!

Amiga, obrigada pela sua visita.
Um beijão no ♥

Celina disse...

Oi Querida Lisette é uma displicência deixar uma criaturinha dentro de um automóvel quente, são coisas que acontecem e sempre!!
Um abraço fraterno,e uma semana de muita paz. Celina

Mari@ disse...

Olá Lisette, é mesmo lamentável!

Te deixo votos de boa noite beijo grande.

Artes e escritas disse...

Graças a Deus está tudo bem! Um abraço, Yayá.

Mery - Coqueluxos disse...

Um absurdo... não consigo entender uma atitude dessas... bjokas

Lucinha disse...

Lisette,

Essas reportagens me deixam triste.
Acho que essa correria do dia a dia está deixando as pessoas sem noção do que estão fazendo. Lamentável!

Ontem, abri o G1 pra ler as notícias, e me deparei com uma mais ou menos assim: mãe encontra o filho desaparecido depois de um ano, mas não quer levá-lo de volta pra casa. Quando vi a foto dele ao lado dela, e ela não o abraçou, quase passei mal. Chorei mesmo.

Ás vezes, penso em nem ler mais essas notícias.

Um lindo e abençoado final de semana.
Obrigada por suas visitas ao meu jardim. Beijos