Translate

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Orientações didáticas para o ensino fundamental

A partir de uma visão abrangente acerca do tema, o trânsito pode ser inserido em todas as áreas curriculares, conforme exemplos explicitados a seguir.

6.1 Trânsito na Língua Portuguesa

O estudo da Língua Portuguesa deve criar condições para que os alunos sejam capazes de ler, interpretar e produzir a língua, de modo a compreenderem e serem compreendidos. O domínio da língua está diretamente relacionado à participação social, pois é por meio dela que as pessoas se comunicam, têm acesso às informações, expressam e defendem pontos de vista, partilham ou constroem visões de mundo, produzem conhecimento.

A linguagem verbal possibilita a representação da realidade física e social e, desde o momento em que é aprendida, conserva um vínculo muito estreito com o pensamento. Não se trata apenas da representação e da regulação do pensamento e da ação, próprios e alheios, como também expressa idéias, pensamentos e intenções de diversas naturezas. Desse modo, a linguagem verbal é capaz de influenciar o outro e de estabelecer relações interpessoais anteriormente inexistentes.

Para desenvolver a oralidade, a escola deve criar situações que gerem o debate, provocando a manifestação de idéias, pensamentos, sentimentos, opiniões, julgamentos.

No caso do trânsito, uma gama de assuntos pode ser trazida a debate: questões relacionadas ao comportamento de pedestres, condutores, ciclistas, motociclistas; conseqüências do uso de álcool no trânsito; importância das relações estabelecidas no espaço público; necessidade de uso de equipamentos de segurança, etc.

O ensino da língua não pode estar limitado a um tipo de texto. É fundamental que os alunos tenham acesso às diferentes formas de expressão escrita, coletadas em diversas fontes: livros, jornais, revistas, panfletos, folhetos, dicionários, enciclopédias, guias, gibis, etc. O trânsito pode ser trabalhado, especialmente, a partir da leitura, análise e interpretação de textos jornalísticos, pois é bastante comum encontrar nos jornais matérias sobre o assunto. No entanto, folhetos educativos, livros paradidáticos e de literatura, crônicas, quadrinhos, entre tantos outros recursos podem suscitar debates e reflexões.

Os alunos também devem ser incentivados a produzir textos: registrar por escrito as observações do trânsito de sua cidade, elaborando descrições subjetivas, propiciando a seqüencialização das imagens visuais no processo da escrita. A produção de panfletos, de cartazes e de outros materiais de trânsito, também promove a criatividade escrita:criar slogans ou frases sobre os conhecimentos adquiridos estimula a troca de idéias entre o grupo. Distribuir as produções realizadas aos demais alunos da escola e à comunidade é uma forma de estabelecer relações sociais.

6.2 Trânsito na Matemática

De acordo com os PCN:

Um currículo de Matemática deve procurar contribuir, de um lado, para a valorização da pluralidade sociocultural, impedindo o processo de submissão no confronto com outras culturas; de outro, criar condições para que o aluno transcenda um modo de vida restrito a um determinado espaço social e se torne ativo na transformação de seu ambiente. A compreensão e a tomada de decisões diante de questões políticas e sociais também dependem da leitura e interpretação de informações complexas, muitas vezes contraditórias, que incluem dados estatísticos e índices divulgados pelos meios de comunicação. Ou seja, para exercer a cidadania, é necessário saber calcular, medir, raciocinar, argumentar, tratar informações estatisticamente, etc.

Esta abordagem faz pensar na Matemática como instrumento indissociável da vida cotidiana de todas as pessoas: comprar, pagar, receber. Por isso, a importância de ser explorada por meio de diferentes linguagens matemáticas: gráficos, tabelas, esquemas.

O trânsito pode ser inserido na Matemática a partir de dados numéricos, representados em tabelas ou gráficos, relacionados à frota veicular, ao número de acidentes, ao número de vítimas fatais e não-fatais, à densidade demográfica, à extensão territorial, entre outros indicadores.

Estudar e debater sobre o número de acidentes; estabelecer relações entre o aumento populacional e o aumento da frota veicular; pesquisar as causas das mortes em acidentes de trânsito; identificar a faixa etária das vítimas do trânsito; identificar os veículos que mais se envolvem em acidentes, entre outras atividades, produzirá aprendizagens significativas sobre o tema. A elaboração e o levantamento de dados também podem sugerir a construção de gráficos, de tabelas, de esquemas, incentivando a produção de linguagens matemáticas.

A resolução de problemas também pode partir de situações ocorridas no trânsito.

Assim, os alunos poderão calcular valores atribuídos a multas, pontuações referentes às infrações cometidas, etc.

Entretanto, o mais importante é analisar e refletir os dados coletados e as informações obtidas, oportunizando o debate e a manifestação de opiniões a respeito do tema, pois não basta apenas calcular índices, produzir gráficos e tabelas ou, ainda, efetuar operações matemáticas, sem emitir julgamentos sobre as situações abordadas em sala de aula.

6.3 Trânsito na História

A História deve promover o estudo das obras humanas, do presente e do passado, a fim de que os alunos desenvolvam noções de diferença e semelhança, de continuidade e permanência, no tempo e no espaço, para a formação de sua identidade social. É o saber histórico, acumulado durante muitas gerações, que propicia a produção de novos saberes, transformando e definindo o presente.

O trânsito, compreendido como processo histórico, pode ser trabalhado como objeto de conhecimento em diversos conteúdos. Reconstruir a história da cidade, a partir de pesquisas com pessoas mais velhas da comunidade, de fotos, de visitas a museus pode ser uma atividade interessante para estabelecer relações entre o trânsito do passado e do presente.

A pesquisa sobre a evolução dos meios de transporte e de transporte coletivo conduzirá à análise dos aspectos sociais envolvidos neste processo histórico: meio de transporte como necessidade e como bem de consumo.

Estabelecer relações entre os antigos e o atual Código de Trânsito Brasileiro, contextualizando-os com o momento social e político em que foram aprovados é, também, uma forma de inserir o tema nesta área curricular. Para abordar os conteúdos, o a utilização de imagens (fotos, desenhos, figuras), de vídeos, de livros e demais fontes visuais é importante, uma vez que são recursos indispensáveis para a compreensão dos diferentes cenários que se apresentaram no decorrer dos tempos.

A História oferece inúmeras possibilidades de incluir o tema trânsito ao abordar seus conteúdos, pois seu objetivo maior deve reforçar a visão de que são os homens e as mulheres os sujeitos históricos responsáveis pela construção da realidade.

6.4 Trânsito na Geografia

Atualmente, a Geografia ocupa lugar de destaque na escola, sendo reconhecida como a ciência do espaço. Compreendendo que o espaço geográfico não se limita aos aspectos visíveis nas paisagens, o estudo da Geografia transcende ao nível das aparências e mergulha nas manifestações físicas das sociedades que se desenvolvem nas diferentes paisagens.

É possível afirmar que é a dinâmica social que determina as características das paisagens que são observadas e não o contrário. Isto porque as necessidades das pessoas não são sempre as mesmas em todos os lugares e em todos os tempos. E, dependendo de suas necessidades, as pessoas constroem, por meio de seu trabalho, os lugares. O trabalho humano, nos diversos momentos históricos, é o fator determinante da diferença entre as paisagens e da construção do espaço geográfico.

O enfoque da Geografia recai, portanto, sobre as ações das pessoas (individuais ou coletivas) no espaço e no tempo e as conseqüências destas ações tanto para si próprio quanto para a sociedade.

Assim compreendida, a Geografia tem grande compatibilidade com o tema Trânsito, pois por meio do estudo do espaço geográfico e de suas paisagens, torna-se analisar o fenômeno da urbanização e, conseqüentemente, a problemática que envolve o trânsito, por exemplo. Além disso, o trânsito está estreitamente relacionado ao espaço da produção industrial (bens de produção, bens de consumo), importante aspecto a ser estudado.

Por isso, o tema trânsito pode ser inserido a partir da análise de textos, imagens, filmes e outros recursos educativos que promovam a descrição (verbal ou escrita) de diferentes paisagens; o debate sobre as possíveis relações existentes entre diferentes lugares, com diferentes paisagens; a pesquisa sobre migrações internas e sua relação com o trânsito; as relações sociais que se estabelecem no espaço público de diferentes lugares.

6.5 Trânsito nas Ciências Naturais

O estudo da natureza e do ser humano; do ser humano transformando a natureza; da natureza transformando as ações humanas; da relação entre a ciência e a tecnologia; entre a ciência e a sociedade. São estes os principais eixos condutores às Ciências Naturais que têm como palavras-chaves: ambiente, pessoa, tecnologia.

A inclusão do tema trânsito nas Ciências Naturais propiciará pesquisas, análises, debates e produções relacionadas a questões ambientais: poluição atmosférica provocada pelos veículos automotores, poluição sonora existente nos centros urbanos, poluição visual provocada pela imensa quantidade de anúncios, outdoors, pichações espalhadas pelas cidades. O que os governos municipais, estaduais e federal têm feito para reduzir o nível de poluição nas cidades; quais as atribuições do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama); quais as consequências ambientais provocadas por veículos automotores mal conservados. Estes são apenas alguns questionamentos que podem gerar importantes discussões sobre o trânsito.

Quanto ao aspecto tecnológico, é possível analisar o avanço dos equipamentos de segurança, de sinalização e de fiscalização de trânsito, especialmente, nos últimos anos.

A tecnologia tem sido aliada ao trânsito, uma vez que atualmente existem sistemas interligando todos os Departamentos Estaduais de Trânsito. A implantação do sistema de Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach) que visa integrar as informações sobre cidadãos, condutores em todo o território nacional; do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), que tem como objetivo integrar as informações sobre todos os veículos da frota nacional e do Registro Nacional de Infrações Interestaduais (Renainf) também podem ser fonte de discussões sobre a era tecnológica do trânsito.

Ao ser inserido na área de Ciências Naturais, o tema trânsito favorecerá a integração dos alunos ao ambiente e à cultura, oportunizando ações de respeito e de preservação ao espaço público.

6.6 Trânsito na Educação Física

O objetivo da escola com relação à Educação Física não deve se pautar na formação de profissionais do esporte, mas no desenvolvimento das potencialidades corporais de cada aluno por meio de diversas atividades corporais e lúdicas.

Por isso, os jogos, a dança, a ginástica e os esportes devem ser tratados como instrumentos de comunicação, expressão, lazer e cultura para que os alunos reconheçam e explorem novas possibilidades corporais.

Esta área desempenha papel importante no desenvolvimento mental das crianças e por isso não precisa, necessariamente, restringir-se a exercícios físicos. Por meio de atividades lúdicas e outras estratégias que viabilizem a representação corporal, os professores terão possibilidade de conhecer com maior profundidade e descobrir as necessidades de seus alunos.

As aulas de Educação Física devem promover, também, a participação integral de todos os alunos nas atividades propostas para que sejam capazes de superar seus próprios limites, sem competições negativas ou conflitos com o grupo.

O tema trânsito pode ser inserido nas aulas de Educação Física com a finalidade de trabalhar lateralidade e espaço, imprescindíveis à locomoção. Podem ser promovidas atividades corporais de deslocamento que solicitem o domínio das noções esquerda, direita, para frente, para trás. Questões como brincar em locais perigosos, próximos às vias ou em saídas de garagens também podem ser debatidas durante as aulas de Educação Física, assim como o uso de equipamentos de segurança para andar de bicicleta.

6.7 Trânsito na Arte

O estudo da Arte desenvolve a percepção, a reflexão, a imaginação, a criatividade. Para aprender Arte é preciso conviver com as diferentes linguagens artísticas: pintura, escultura, música, teatro, dança. Conhecer as produções artísticas de diferentes épocas e culturas amplia os horizontes das pessoas; expande seu mundo interior. Por isso, o ensino da Arte deve estar fundamentado em dois relevantes aspectos: o acesso à arte e a possibilidade de manifestar-se artisticamente.

O tema trânsito pode ser perfeitamente inserido na Arte a partir de diversas atividades: produções de peças teatrais, desenhos, pinturas e esculturas relacionadas ao tema; visitas a museus que contam histórias sobre a evolução dos meios de transporte, por exemplo; passeios ao setor histórico da cidade; acesso a pinturas e esculturas que retratam cenas relacionadas ao trânsito em diferentes épocas.

Por meio do acesso à arte os alunos poderão produzir arte e terão condições de perceber sua realidade cotidiana mais vivamente, reconhecendo objetos e formas que estão à sua volta, no exercício de uma observação crítica do que existe na sua cultura, podendo criar condições para uma qualidade de vida melhor, inclusive no trânsito.

50 comentários:

ONG ALERTA disse...

Educaçáo é a base para um futuro melhor, importante colocar o tränsito pois vivemos este diariamente em nossas vidas sendo pedestre ou motorista.
Pena que no Brasil educaçáo vem em segundo lugar.

Camila Monteiro disse...

É verdade, a educação é que determina o que o cidadão será no futuro. Nada mais justo do que apoiar isso, incentivar e dar valor, coisa que aqui tá dificil né?!

Gisa disse...

Ótimas sugestões capazes de trazer muitos resultados positivos.
Um grande bj querida amiga

Vivian disse...

Olá,Lisette!

É exatamente a educação que pode fazer a diferença!!! Em todas as áreas! Vamos torcer!!

Beijos pra ti!
Bom final de semana!

**Meu filho melhorou!Obrigada!

Francisco disse...

A ideia é ótima, e vamos torcer para que seja implementada no país, apesar de que temos alunos saindo da 3a série do 1o grau sem saber ler ou escrever direito.
Na verdade, até no ensino superior sai gente com diploma sem saber absolutamente nada!
A esperança é a última que morre, não é?
Beijão, Lisette.

Valéria disse...

Oi Lisette!
Ah menina educação está relegada a último plano! Mas esta proposta é mesmo muito interessante e noções básicas de trânsito já formariam adultos mais conscientes.
Beijos e um fds de luz!

Renata Diniz disse...

Lisette. Torço para que esta ideia se torne realidade. Isso sim, faria a diferença. Beijos!

Mônica disse...

Alessandra
Agora é que vi que voce é muito jovem
Parabens pelas suas aulas.
Gostei de tudo.
com carinho Monica

Toninhobira disse...

Lisete adorei esta postagem pela riqueza de reflexão,que até então não tinha atinado sobre a inserção do assunto nas varias cadeiras e agora ficou claro como cada uma pode interagir e entrar nesta luta de fazer uma transito amigo,menos violento. Parabens pela pesquisa e postagem.
Oxalá sensibilize os formadores e dirigentes do ensino, com todo nosso apoio.
Um bom fim de semana com poaz e saude.
Bju de luz nos seus dias.

Cida disse...

Idéia espetacular!!!
Gostei demais!

Lisette, te desejo um belíssimo final de semana.
Que Deus te abençoe!

Super beijo,

Cid@

M@ria disse...

"Se te amas a ti mesmo,
ama os outros do mesmo modo.
Enquanto amares uma única pessoa menos do que a ti mesmo,
não te conseguirás amar a ti mesmo."

(Meister Eckhart)

Beijos & Flores.......M@ria

vidaslife disse...

Grandes idéias, excelente forma de educação para o trânsito, pena que não funciona assim. Um lindo final de semana beijinhos carinhosos para você.

Anne Lieri disse...

Lisette,um post muito bem feito,com sugestões perfeitas para cada disciplina!Deveria enviar para as escolas!Bjs,

Anne Lieri disse...

Lisette,um post muito bem feito,com sugestões perfeitas para cada disciplina!Deveria enviar para as escolas!Bjs,

Anne Lieri disse...

Lisette,um post muito bem feito,com sugestões perfeitas para cada disciplina!Deveria enviar para as escolas!Bjs,

Anne Lieri disse...

Lisette,um post muito bem feito,com sugestões perfeitas para cada disciplina!Deveria enviar para as escolas!Bjs,

Flor de Jasmim disse...

Lisette
A educação nunca ocupou lugar, como tal nunca será demais e será atravez dela que está a diferença.
Beijinho bfs

Tetê disse...

Oi Lisette! Acabo de atualizar o EcoBlog. Obrigada pela visita! Beijocas ecológicas e bom final de semana!

Gracinda disse...

Muito obrigada por sua amável visita! Acabo de atualizar e estou te esperando! Bom final de semana! Paz, Luz e Harmonia!

tecas disse...

A educação é a base do futuro. Excelentes sugestões,que se as souberem aproveitar, farão a diferença no futuro.
Adorei, querida Alessandra.
Bjito amigo e uma flor.

Ilca Santos disse...

Olá Alessandra e Lisette!
A idéia realmente é ótima e valiosíssima, torço para que muito em breve se torne uma realidade.
Infelizmente perdí minha amada filha, vítima de um acidente de trânsito.
Parabéns pelo blog e pelo excelente post!
Convido vocês a visitarem o meu, uma homenagem à minha Thais, terei o maior prazer em tê-las como minhas seguidoras.
Um grande beijo.


http://thaisalbuquerquememoria.blogspot.com/

Helinha disse...

Excelentes sugestões.

Sou professora e procuro trabalhar com meus alunos o tema trânsito, em qualquer faixa etária, sempre adequando à compreensão de cada idade.

A educação sofre um imenso descaso mesmo no Brasil e, muito do que conseguimos é com um profundo empenho de cada educador...

Beijos!

Magia da Inês disse...

°º♫
°º✿
º° ✿♥ ♫° ·.
Olá, amiga!°º♫
Começando pelas crianças com certeza a situação deverá mudar.
°º✿
º° ✿♥ ♫°
Bom domingo!
Beijinhos.
Brasil°º♫
°º✿
º° ✿♥ ♫° ·.

Maria disse...

Amiga partilhar conhecimento é sempre um acto lindo e de louvar.
Bom domingo e uma excelente semana.
Beijinhos
Maria

Ivone Leão disse...

Muito bem organizado o post.
A partir de nossas atitudes abrimos possibilidades para a reforma maior, afinal quando cada um fizer a sua parte o todo será beneficiado.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tudo é válido para um trânsito melhor.

Um gdeeeeeeee abraço amiga.

beijooo.

Bandys disse...

Lizette,
Uma semana de luz e paz.

beijos

Severa Cabral(escritora) disse...

Alex minha linda vc é realmente uma doce menina!
Amei vim te conhecer!estou encantada com seu espaço...tudo tão encantador
Que bom que vc tão jovem e preocupada com um futuro melhor...
Bjs minha linda menina!
Te quero mais vezes no meu cantinho para trocarmos informções...

**£ú® disse...

Passando prá deixar um beijo e desejar uma semana de muita paz...**£ú

cidinha disse...

Olá, amiga. Belo poste. Informações importantes e essenciaes para a educação no trãnsito. Precisamos acreditar que sejam cumpridas as leis. Só dessa forma poderá haver respeito a vida! Obrigada amiga Lisete pelo carinho da visita. Tenha uma boa semana! Bjos.

Carla Fernanda disse...

Um excelente tema transveral sem dúvida alguma e muuuito amplo em sua possibilidade de lecar à reflexão ..... ajuda muito a educação!
Beijos,
Carla

MARILENE disse...

É importante que as crianças recebam noções que lhes serão úteis por toda a vida.
Bjs.

*♡* Jane Dos Anjos *☆* disse...

Educação é tudo mesmo, este ano meu filho já está tendo aula sobre transito e sua regras e sinais... ele chega em casa todo feliz e me conta como foi a aula, na escola dele fizeram uma matéria só pra isso, achei super legal, além do que eu ensino em casa ele também pode aprender na escola e escola publica viu, quando os governantes querem fazer, eles fazem... Bjs e obrigada pela visita!! =D

Su disse...

passando pra deixar um abraço e o desejo de uma linda semana, com muito amor e paz...

seu texto é muito rico, vou levar para a escola hoje e entregar para minha diretora... vamos trabalhar o tema com as crianças e certamente podemos aproveitar suas sugestões.

Su.

Meire disse...

Lisette querida, hoje em dia em sala de aula o professor tem que ser criativo e fazer de suas aulas momentos que os alunos queiram sempre mais, queiram participar. Gostei muito das sugestões do texto!

bjokitas e uma semana iluminada pra ti :)

O Árabe disse...

Muito bem dito, amiga: importante colocar o trânsito, para salvar vidas! Boa semana.

Celina disse...

Oi amiga passei para agradecer a tua visita és sempre bem-vinda e tambem dar o meu comentário queira a Deus que tudo der certo, só com educação que se formam grandes cidadãos. principalmente no transito onde tantas vidas são ceifadas. Deus te abençõe e te ilumine . ~Exito nas tuas aspirações. Um abraço fraterno, Celina

Ilca Santos disse...

Olá querida!
Conheci seu blog através da Maria José do blog "Arca do auto conhecimento", hoje voltando a te visitar com mais calma, para continuar lendo seus posts tão importantes e esclarecedores, foi que realmente me inteirei de sua triste historia, fiquei sabendo que somos mães de uma mesma dor, sinto muito pela sua linda filha, e peço desculpas pelo equívoco, eu não havia lido seu perfil, vejo que somos conterrâneas, eu também sou de Poa.
Gostaria de saber qual é seu nome, pois lendo os comentários ainda estou em dúvida.
Ficarei feliz em te receber em meu blog.
Que Deus esteja com você em todos os momentos de sua vida.
Paz e luz!
Beijo enorme.


http://thaisalbuquerquememoria.blogspot.com/

Sonhadora disse...

Minha querida

Um texto muito verdadeiro, quando houver mais respeito pelos outros, só aí alguma coisa muda.

Deixo um beijinho com carinho
Rosa

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ disse...

Boa noite, Lisete!

Educação no Trânsito deve começar cedo e inserir a disciplina no currículo das escolas vai ser um grande passo para a formação de uma pessoa mais consciente de suas responsabilidades e do respeito a vida.

Um beijo de luz no seu coração

Que sua semana seja de muita paz

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti minha amiga querida...beijos.

Van disse...

Já passou de hora de se incluir conceitos sobre o trânsito em todas as disciplinas, o que as crianças aprendem a conhecer faz com que elas respeitem por compreenderem.

Um beijo, Lisette!

Atelier Suriel disse...

amada,

Estou a seguir-te pelo outro Blog Atelier Suriel..

Beijos mil

lis disse...

Gostaria de ver esse projeto funcionando e as escolas aderindo pra valer.
um abraço e obrigada por fazer conhecer um assunto de muita importância- um trânsito mais humano.

Lecy'ns disse...

Olá Lisette...

Interessante este roteiro educativo, vamos torcer que haja boa vontade, interesse e investimentos que diminuam as estatísticas tão altas.
Bela atitude de unir forças em prol de melhoras, apresentando projetos.Parabéns!
Obrigada pela visita no blog, Seja Bem Vinda e volte sempre que quiser!
Já sigo por aqui.
Grande Abraço.

Daniele Barizon disse...

Excelente!! Ediucação no trãnsito também perpassa a educação. Aliás, o que não perpassa??

Bjs!!

Pati Alves disse...

Que trabalho importante esse seu hein!
Parabéns pela força de continuar e ajudar na educação dos demais.
Adorei conhecer seu blog e quero estar por dentro de tudo que for possível fazer para melhorarmos nossa vida no transito que está cada vez mais perigoso.
Novamente PARABÉNS! Vc, com certeza, está fazendo a diferença na vida de muitas pessoas.

Anônimo disse...

Thanks verу іnteresting blοg!

Μy web pаge ... Blu E Cig

Anônimo disse...

The signals connect with concentrated nerve locations, which in turn spread the signal to the entire abdominal area.


Feel free to visit my web site ... Mrooms.net

Anônimo disse...

The measurement of this solution is really unique. The other variation is at this time practical only with
the OBD Pros form IC programmed tools.

My web blog code scanner