Translate

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Multa por ignorar pedestre será expandida para toda cidade a partir de setembro

Fiscalização começou na segunda (8/8) na região central de São Paulo. CET vai lançar campanha de televisão para educar motoristas e pedestres

A aplicação de multas a motoristas que não param nas faixas de pedestre vai ser expandida para toda a cidade de São Paulo no mês de setembro. O novo cronograma foi informado na segunda-feira (8) pelo secretário municipal dos Transportes, Marcelo Cardinale Branco, durante o evento que marcou o início da fiscalização dessas infrações em 78 cruzamentos do centro e da região da Avenida Paulista.

O secretário acrescenta que haverá um período de "adaptação" a esse modelo de fiscalização. Isso porque, apesar de prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), de 1997, a infração era praticamente ignorada pelos agentes de trânsito. "Nós esperamos que as pessoas se acostumem com essa nova prática. Dentro de um mês ou pouco mais, nós devemos começar a intensificar essa fiscalização nas outras regiões", disse Branco.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também afirma que vai lançar uma campanha de televisão para educar motoristas e pedestres. A aplicação de multas na região central começou na segunda (8), após quase três meses de campanhas educativas - com orientadores de tráfego espalhados pelos cruzamentos.

As multas podem chegar a R$ 191,53 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ao todo, 154 "marronzinhos" começaram a fiscalizar os 78 pontos em escalas alternadas, como as usadas na fiscalização do rodízio. Em um dia pode haver um agente em determinado ponto; no seguinte, ele pode estar em outro. "Não é uma armadilha, mas uma forma de fazer o motorista respeitar as faixas de pedestre e não parar apenas quando tem ‘marronzinho’", disse o diretor de Operações da CET, Eduardo Macabelli. A fiscalização é feita durante todo o dia, em três turnos - reforçada entre 10h e 16h.

Atropelamentos

Vinte atropelamentos foram registrados na segunda em São Paulo até as 19 horas. Pelo menos dois deles ocorreram na área de fiscalização da CET, no Brás e em Santa Cecília. O número ficou acima da média do ano passado, de 19 casos por dia No total, houve 7.007 atropelamentos em 2010, com 630 mortes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/

22 comentários:

ONG ALERTA disse...

Educaçáo é para todos!!!!

Pat. disse...

Espero que tenhamos a positiva disto!

Beijinhos amiga.

Renata Diniz disse...

Lisette. Na minha cidade os motoristas só param na faixa para o pedestre passar em um ponto que fica em frente a uma delegacia. Beijos!

✿ chica disse...

Aqui em Poa tá demais tb. Ontem na faixa de segurança quase eu o meu neto fomo atropelados por uma moto . Um horror o desrespeito. nessa hora nem um daqueles azuizinhos parece!!!beijos,chica

Pelos caminhos da vida. disse...

Aqui na minha cidade tem pedestres que não respeitam os motoristas, atravessam na frente dos carros, isso sem olhar até parecem que estão andando numa calçada, espero respeito da parte deles tb.

beijooo.

Adriana Vargas de Aguiar disse...

VAMOS FICAR DE OLHO!
BASTA DE PICARETAGEM!

Obrigada por seguir o clube dos novos autores! Seja bem vinda e participe de nossa promoção, comentando-nos apenas!
Estamos te seguindo!
Um abraço.
Adriana
Clube dos novos autores

Flor de Jasmim disse...

Lisette querida
É por todo o lado a falta de respeito pelos outros.
Beijinho

Valéria disse...

Oi Lisette!
Tem que ser assim mesmo,senão as pessoas não obedecem! É um perigo para todos, uns param, outros não.
Beijos!

ValeriaC disse...

Mais um ponto bastante delicado. Seria maravilhoso se houvesse esta consciência da parte de todos, motoristas e pedestres, porém encontramos indisciplinados dos dois lados. Temos motoristas que não respeitam e muitos pedestres que também não fazem a sua parte em busca de segurança. Me questiono até que ponto darão conta de fiscalizar, porque sei da importância de se proteger os pedestres, mas vejo prioridades muito graves que são extremamente negligenciadas, como a continuidade de uma fiscalização eficiente quanto a motoristas que dirigem embriagados. Enfim muito terá que ser trabalhado até as pessoas aprenderem a respeitar umas as outras, estejam na posição de motoristas ou pedestres. É preciso mais fiscalização em várias frentes de atuação. Daí o trabalho pode surtir mais resultado.
Bom dia querida...beijos...
Valéria

ValCruz disse...

Olha querida! É um absurdo de todos os lados... Quando um condutor pára pra gente atravessar, vem uma moto e quer ultrapassar ele e só falta passar por cima da gente. É um perigo de qualquer jeito, Meu Deus! As pessoas não se ligam do perigo. Parece que todo mundo é blindado. Credo! Tem que sair correndo que nem uma louca com filho do lado pra dar tempo de atravessar. Tem vez que eles parecem até acelerar... pra ver se passam por cima mais rápido. É sério! Porque eu não vejo nem eles reduzirem a velocidade quando vêem os pedestres. Complicado viu!


Grande beijo!


ps.: se caso você tenha facebook, pode me add tá!

Tânia T. disse...

Seria bom se isso funcionasse sempre.. os motoristas precisam aprender a respeitar os pedestres.. e os pedestres os motoristas.

Deve ser uma educação recíproca.. com essas coisas não se brincam!

(:

bjooo

@taniatamires

Toninhobira disse...

A educação neste país esta sendo direcionada para o bolso,é preciso doer nele, para que se tome consciencia da limitação de direitos e deveres.
Oxalá tenhamos resultados amiga.
Meu abraço de toda paz e luz.
Um bom fim de semana na familia.
Bju.

tecas disse...

Lisette, por vezes é necessário tomar medidas duras..para existir mais respeito. O respeito pelos peões, deveria ser um dado adquirido e não uma pena...mas infelizmente, o ser humano...
Suas postagens são de interesse público. Muito boas.
Bjito amigo, uma flor e bom fim de semana.

Zilda Santiago disse...

Se só respeitam mexendo no bolso,então que assim seja.Em Gramado,todos os motoristas param para o pedestre,independente de sinal ou faixa.Achei sensacional!No começo eu tinha medo de atravessar,dp entendi que a educação funciona mesmo.Os caminhões param...Bjss

Magia da Inês disse...

°º✿
º° ✿
♥ ♫°
Olá, amiga!

Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil°º♫
°º✿
º° ✿♥ ♫° ·.

Everson Russo disse...

Um belo dia de sábado pra ti minha amiga querida, muito carinho,paz e muita poesia...beijos e beijos e beijos.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Oi querida, que bom voltar a ver você por aqui, te admiro muito sabe,não estou comentando o poste estou comentando a dor que me trouxe.
O vídeo, aqueles testemunhos me deixaram de rastos em lágrimas.
Sabe linda a minha dor de perda foi meu pai e minha mãe que Deus levou ambos um pouco cedo de mais, mas tenho uma dor viva que é a minha neta que me foi arrancada dos meus braços após a separação dos pais, ela tinha 3 anos e eu a tinha criado desde que nasceu então para mim é uma dor viva. Pois só a vejo uma vez por mês mas tive de recorrer a tribunal para conseguir, e, mesmo assim é só quando o pai quer porque foi ele que teve a guarda, uma vez que a mãe teve de ir trabalhar para fora do Pais para pagar as dividas que ele contraiu.
Me desculpa me alonguei demais , tenha um lindo fim de semana com beijinhos de luz e muita paz...

Cris disse...

Olá, Lisette!
Obrigada pela visita!

As faixas de pedestre são respeitadas por toda a Europa, por conta disso os veículos já andam (dentro das cidades) em velocidade reduzida porque sabem que vão sempre parar nas faixas para os pedestres passarem então não adianta dirigir "com pressa"'. No nosso país ainda não há esse respeito, se a gente não pára vem o carro e passa por cima. Mas vai mudar.

Beijos!

Cris disse...

Voltei, vim complementar meu coment anterior.

Também na Europa o pedestre só atravessa na faixa de pedestre por que caso contrário também está sujeito a multa! E isso está certo! Os pedestres devem ser orientados, educados para respeitar o espaço dos veículos, atravessando apenas na faixa. Sei de casos de atropelamentos onde na verdade o veículo é que foi atropelado pelo pedestre. Acho que tudo isso é uma questão de conscientização, respeito e orientação, claro que aplicando multas tanto a uns quanto a outros que cismem em não respeitar as leis.

Bjus!

Vera Lúcia disse...

Lisette,
Somente fazendo doer no bolso é que a disciplina se instala. Melhor seria
se tudo pudesse ser resolvido na base da boa educação.
Por sua vez, os pedestres também precisam fazer a sua parte.
Tenha um radiante final de semana.
Beijos.

José Alencastro disse...

Parabéns pelo blog, cidadania é isso aí, já sou mais um seguidor seu.http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/

Regina disse...

Muito interessante o seu blog. Gostei!

Você assinou Lisette no comentário q deixou na Casa de Retalhos. Estou um pouco confusa, o seu nome é Lisette ou Alessandra?