Translate

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Procuradora é libertada após atropelar mulher no Rio


As testemunhas dizem que ela estava bêbada e que tinha uma garrafa de vinho dentro da bolsa.

No Rio de Janeiro, uma procuradora do trabalho atropelou uma pessoa e foi liberada pela polícia. Testemunhas dizem que ela estava embriagada.
Um acidente com vítima em uma rua de Ipanema: um carro entra na contramão, atropela e imprensa uma mulher contra uma árvore. Ela não morreu, mas ficou ferida. Quem dirigia era a procuradora do trabalho Ana Luiza Fabero.
As testemunhas dizem que ela estava bêbada e que tinha uma garrafa de vinho dentro da bolsa. Ela tentou justificar o acidente: “Eu tenho dez graus de miopia, não enxergo nada”, disse.
A procuradora ainda tentou pegar os óculos de um rapaz e acabou na delegacia. Dirigir embriagada, coagir testemunhas, lesão corporal, omissão de socorro – para a polícia, esses são os crimes que a procuradora pode ter cometido. Mas Ana Luiza Fabero saiu da delegacia sem prestar depoimento e sem fazer exames para ver se estava ou não alcoolizada. A procuradora utilizou um privilégio previsto em lei: um procurador não pode ser indiciado em inquérito policial.
Se um procurador, de fato, cometer infração penal, quem apura não é a polícia, e sim o Ministério Público.
“Além da prerrogativa de não ser preso em flagrante delito, se o crime não for inafiançável, a autoridade policial tem de remeter imediatamente os autos da investigação ao chefe do Ministério Público correspondente”, explica o advogado criminalista Breno Melaragno Costa.
Um cidadão comum pode se recusar a prestar depoimento ou fazer exame toxicológico?
“O cidadão pode, sim, se recusar a fazer bafômetro, porque ele não é obrigado a fazer provas contra si mesmo”, acrescenta o advogado.
Mas a lei que dá privilégios a um procurador também exige um comportamento exemplar.
Fonte: g1,12/01/2011 08h43 - Atualizado em 12/01/2011 08h43

43 comentários:

ONG ALERTA disse...

Impresionante a atitude desta pessoa, ela ria, uma procuradora, irresponsável, e tem regalias.
Este país esta perdido...

Chica disse...

Uma vergonha mesmo!

ღPat.ღ disse...

...sem contar que se 10 de miopia e não estava adequadamente usando seus óculos, lente ou sei lá.. fazia o que na direção????????

Pode estar 'imune' aqui... mas as coisas ruins que ela faz, aqui ela paga! Na altura nem consciência uma tipinha dessa tem...

LAMENTÁVEL!

Beijos amiga.

Única e Exclusiva disse...

Vergonha alheia.

=/

lita duarte disse...

LAMENTÁVEL!
IMPUNIDADE GERA VIOLÊNCIA, MAS FELIZMENTE TEMOS MEIOS DE MUDAR ISSO... QUEM QUISER FECHAR OS OLHOS PARA A REALIDADE QUE FECHE, MAS DEPOIS NÃO RECLAME.

BJOS.

Nilce disse...

Oi Lisette

As leis precisam deixar de proteger certos cargos e ser igual para todos.
Ridícula e vergonhosa a cena na TV.

Luz e paz!

Bjs no coração!

Nilce

HSLO disse...

Isso é uma vergonha...mas é o Brasil...tudo ocorre, tudo pode.

Mila Lopes disse...

...
Vou te falar em, sinto nojo das leis que protegem uma mulher dessa, e acima de tudo de quem as fez, ela pode até desviar-se das consequências de seus atos mas das pessoas ela não conseguiria, como ocorreu...e se fosse uma pessoa com uma criança?! nem quero pensar...
Triste!

Bjs Lisete

Malu disse...

Ah, menina!
Isto é muito triste e deplorável de se saber.
Pois vivemos num mundo onde títulos e cargos falam mais do que a LEI.
Abraços

AC disse...

Lisette,
Apesar de já ter visto muita coisa na vida, há factos que ainda me surpreendem. Como é possível uma coisa dessas?

Beijo :)

Rosane Marega disse...

Isso é nojento e repugnante.
É muito triste saber que é uma história verdadeira.
Beijosssssss menina

Jeanne disse...

como procuradora teria que ser exemplo, ter comportamento digno e ético.
Falta é vergonha na cara mesmo de muita gente nesse país
Beijos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Pois é minha amiga, triste de
mais...mas em Portugal também
há disso.
Lamentável mesmo.
Se quiser visitar o meu mais
recente espaço é
http://sinfoniaesol.wordpress.com
Um beijinho/Irene

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

Mais uma vez Lisette, as regalias que protegem os mais "fortes"...
Como podemos acreditar em um País em que a lei se afrouxa de acordo com o que deve ser penalizado?

Beijos

Valéria Sorohan disse...

Lamentável.

BeijooO*

Aleatoriamente disse...

Lisette .
Passando para te deixar um beijo.

Com carinho.
Fernanda.

Li disse...

Absurdo e revoltante!! Será que um dia teremos de verdade um País digno?
Pessoas que deveriam ser exemplo, não passam de "vergonha"!
Beijinhos

Luis Nantes® disse...

KKKKKK... Prisão, inicia-se com a letra "P" de pobre, preto e puta... Somente esses ficam retidos, tá? Beijos minha Deusa

Toninhobira disse...

Pois é Lisete quando assisti a reportagem me deu nojo das leis do Brasil, desta porcaria de privilegios a pessoas que nao honram suas profissoes.Ainda mais ver o esnobismo e ironia dela diante das cameras,num processo de embriagues ou vacilante devido a alguma coisa.Que Deus nos proteja de uma especie desta no transito.Imagino uma pessoa desta numa area de violencia,agindo assim,quando fosse mostrar sua credencial,já teria levado uns bons tapas.Lamentavel tudo isto. Abraço amiga e muita paz.Bju de luz nos seus dias.

Blog da Fofa disse...

Nossa. Achei um absurdo. Que tipo de leis temos nesse país? Pq uns podem escapar ilesos??? Vergonhoso. Bjos querida. Fique com Deus

Mimirabolante disse...

Deprimente .....ultrajante.......dá nojo !!!!

Help disse...

Que desculpa mais esfarrapada ela dizer que tem 10 graus de miopia, né? – Se ela diz que não enxerga nada, por que dirige? Ela tinha que estar monitorando uma bengala, não que eu a deseje isso.
– A nossa Lei está muito fraca, defasada. Essa mulher, que não é diferente de ninguém tinha que responder pelos atos irresponsáveis dela. Tem que haver justiça. Não se pode sair atropelando as pessoas na rua e ficar impune.
– Sou contra a versão do advogado Breno. Porque se o cidadão se recusa a fazer o exame de bafômetro é porque o mesmo se encontra bêbado. Quem não deve, não teme. Mas como é o Brasil, tudo vira pizza. Em outro país, como Portugal, por exemplo, o sujeito ia preso e responder pelos seus atos.
Paciência, né?

Gostei da sua matéria!
Beijos!

ⓣⓔⓡⓔⓢⓐ ⓒⓡⓘⓢⓣⓘⓝⓐ disse...

Dia destes vi uma cena na novela das oito em q o advigado dizia....vc sabe estamos no Brasil...uma lástima!!
Bjss

Betty Gaeta disse...

Oi Lisette,
Nesta época de festasfoi um horror! Mas agora o trânsito está perdendo para as chuvas.
Bjkas e uma ótima 5ª-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Everson Russo disse...

Sempre estaremos nos deparando com essas injustiças nesse país,,,e a pergunta que nao quer calar...até quando? beijos de bom dia pra ti querida.

soninha disse...

É um absurdo!!!As leis deveriam ser mais severas...inacreditavel.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

As leis deveriam ser iguais para todos, pois infelizmente há pessoas que não sabem respeitar os cargos que teem que as obrigaa a um comportamento exemplar perante o resto da sociedade. Mas, olhe, aqui é igual. Beijinhos e vamos continuar, pelo menos, a noticiar e a reclamar; é o míninimo que podemos fazer.
Emília

Elaine Regina disse...

Olá, Lisette.

Quero pedir desculpas pela demora em responder, viu? Bem, dessa vez, não li o seu post... vim aqui mais para dar um sinal de vida mesmo...

E, de fato, esse mundo não é um mar de rosas, não. Todos nós temos as nossas dores e problemas. Acho que todo mundo sofre, já sofreu ou sofrerá algo... faz parte, sabe? O que nos resta é tentar manter a Fé no Criador, só Ele pode nos manter firmes em tais momentos...

E assim vamos seguindo.

Bju!

Pena disse...

Admirável Amiga:
"...No Rio de Janeiro, uma procuradora do trabalho atropelou uma pessoa e foi liberada pela polícia. Testemunhas dizem que ela estava embriagada.
Um acidente com vítima em uma rua de Ipanema: um carro entra na contramão, atropela e imprensa uma mulher contra uma árvore. Ela não morreu, mas ficou ferida. Quem dirigia era a procuradora do trabalho Ana Luiza Fabero...."

Oh, meu Deus, quando é que isto acabará?
Embriagada, uma Procuradora????
Com desculpa por ser Procuradora!!!!!!!
Lamentável. Sem desculpa ou perdão.
Onde está o exemplo?
Bem-Haja, linda amiga.
Abraço de respeito pelo que é de imensa significação.
Creia que é muito importante no que faz.
Com admiração constante.

pena

Tania T. disse...

Verdade... perdido! =/

Daniele Barizon disse...

Enquanto as leis não mudarem, absurdos como esse continuarão acontecendo.

Bjs!

Luma Rosa disse...

A falta de obrigatoriedade do teste do bafômetro torna sem efeito prático o crime previsto na Lei Seca.
Já existem mobilizações no sentido de tornar obrigatório o teste e é preciso fazer pressão popular. Algumas entidades como a Subsecretaria de Proteção às Vítimas de Violência (Pró-Vítima), do Comitê Nacional de Vítimas da Violência (Convive) e da ong Rodas da Paz também participam de protestos em todo o país. Beijus,

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Só as autoridades têm dúvida que ela estava bêbada... a população tem certeza! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

Marinha disse...

Ahhh, isso me aborrece e dá náuseas!!! Vergonha!

Bjo.


Lisette, passo hoje aqui para contar que o Ferrinho anda aprontando lá no blog. Dá uma espiada para conferir a arte da vez do pestinha!

Outro bjo.

Guará Matos disse...

Hoje eu venho fazer um apelo:
A Região Serrana do Rio de Janeiro esta passando por calamidade devido as chuvas e precisa de doações.
Informações de como doar: http://goo.gl/Sv7w3

Bj.

Eliane Gonçalves disse...

Um absurdo.

Flor da Vida disse...

É lamentável termos que presenciar tamanha vergonha... Fazer o quê, se em nosso paíz a própria lei é uma vergonha... Amiga, carinhos... Bjsss

Sandra Botelho disse...

Enquanto não mudarmos nosso sistem de leis, haverá sempre brechas pra que soisas assim aconteçam.
Bjos achocolatados

Mundo da Lili disse...

Adorei o blog, vim fazer uma visitinha e já virei seguidora. Espero em breve vc no meu Mundo!
Enorme bjo e sucesso!

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Amiga infelizmente ai como cá, temos muitos casos deste pela vida fora e de grandes entidades, por vezes são os piores.
Beijinhos de luz e muita paz

Maria Helena disse...

Olá, querida!
Você sabe o que significa uma situação dessa! Cada impunidade que acontece faz eco em cada um de nós mas, tenho certeza, que machuca demais quem carrega uma dor diária por ter perdido um ente querido num acidente de trânsito.
Tenho uma profunda admiração por você que transmutou a dor tornando-a em pedido de socorro para as outras pessoas. Sua atitude é louvável!Precisamos mesmo levantar a bandeira para que menos vida sejam ceifadas impunemente! Abraços!

PauloSilva disse...

Quem não sabe beber, não beba. Não é verdade?

Sergio Martins disse...

A lei só é "lei" para a maioria que vive à margem da suposta lei. Bjs!