Translate

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Para refletir...

Tem dor que vira companhia. Olhando de perto, faz tempo que deixou de doer, só tem fama, mas a gente não solta. Quem sabe, pelo receio de não saber o que fazer com o espaço, às vezes grande, que ficará desocupado se ela sair de cena. Vazio é também terreno fértil para novos florescimentos, mas costuma causar um medo inacreditável.

Quando, finalmente, se cria coragem e se deixa de dar casa, comida e roupa lavada para a tal dor, ela desaparece.

Desconheço o autor.

61 comentários:

ONG ALERTA disse...

Receita náo existe...apenas quando dói de verdade é que sabemos como é difícil!!

Rosane Marega disse...

Adorei Lisette, sabe aquela dor que dói e a gente ama...gostei.
Beijosssssssss

Carlos Augusto Matos disse...

É verdade, mas hoje em dia me parece que o ser humano gosta dessa dor... Tenho conhecidas que adoram sofrer... Mas...

Bjuxxxx

ღPat.ღ disse...

Uma tortura, Lisette.
Mas é como tu dissestes: só quando passamos pela experiência real, é que é possível saber como é difícil.

Um beijo minha amiga e o texto, é lindo!


P.S.: Toda vez que vou sair com o carro, lembro de vc...rs
É bem positivo isso!

Sonhadora disse...

Minha querida

Para ti mulher coragem...apenas a minha admiração e um abraço bem apertado.
Nenhuma mãe devia saber do que este texto fala.

Beijinho e o meu carinho
Sonhadora

Sergio Martins disse...

É estranho, mas às vezes, o pior que pode nos acontecer é estar em compania do medo; porém, quando o tal medo insiste em ficar ao nosso lado, não queremos abrir mão dele. Querida Lisette, obrigado pelo carinho; bjs!

Gislene disse...

Olá amiga!

Tem um selinho pra você no meu blog.

Beijo.

Zil Mar disse...

Oi Lisette...profundo esse texto...

Acredito que tem dor que nunca desaparece....


bjos e meu carinho sempre!


Zil

Toninhobira disse...

Chamou a gente vem uai.Mas falar da ador que amamos, da dor que retemos é muito interessante e intrigante.Deixar que nossa dor adormeça num cantinho quentinho,como a guardar lugar para uma surpresa.Deixar que a dor perpetue em nossos dias.Para evitar que possamos errar e fazer tudo igual.É preciso romper com esta dor e deixa-la partir,para viver como se deve e precisa.Não tem receita,nao se compra em mercados.Mas as dores se entranham na gente e vão circulando pela corrente e quando damos por fé, ela já faz parte de nós.Meu abraço Lisete e toda paz.Que possamos dar asas a nossa dor.Bju de luz nos seus dias.

snagay disse...

Hi friend, could you exchange link with me? hope it will be good if u can do
here is my site:

http://thaiemails.blogspot.com/


thank for your kindness

submissa flor de cristal{LB} disse...

Lizete a dor da saudade é a pior dor pq vc sabe que este alguém partiu e não volta mais. E conviver com isso é algo que nos faz sofre mas pro outro lado é a forma de manter viva quem partiu...

Lindo texto, parabéns!

Beijos carinhosos,
flor de cristal{LB} .

lita duarte disse...

A gente tem que ter coragem de parar de sofrer.
Não é fácil, mas é possível.

Grande post.

Beijos.

Parole disse...

Acostumamos com tudo, inclusive com nossas dores.É preciso coragem para mudar...Bjs

vidaslife disse...

É, nós seres humanos vivemos assim, curtindo a dor, não é fácil ela ir embora, porque não a esquecemos um só segundo. e ela permanece. Difícil. bom dia amiga muitos beijos no coração para aquecer a alma...

soninha disse...

Só quem passa,quem convive sabe o que significa essa dor...beijo grande em teu coração!!!

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

NOSSA LISETTE QUE BELEZA DE REFLEXÃO GOSTEI DEMAIS ,TEM DOR QUE REALMENTE FAZ MORADA EM NÓS!
BEIJO

Regina Rozenbaum disse...

É vero Lisette...tanto que um dia postei Aprediz da dor
"DOR QUE DÓI
QUE MEXE E REMEXE
COM O CORPO E COM A ALMA
QUE CONTA COISAS SOBRE MIM
QUE EU SABIA
E NÃO SABIA QUE SABIA
AGORA SEI
DE UM JEITO DOÍDO"(abil de 2009)

Mas gosto de imaginar esse terreno desocupado por ela...quero plantar
outras sementes...
Beijuuss, amada, n.c.

ValériaC disse...

Minha querida, bem profundo este texto...
É fato que algumas dores fazem morada em nós, mas é sabio de nossa parte, na medida do possível transformar essas dores em algo bom.
Pode ser que sempre fique um resquício, mas combatamos cultivando bons pensamentos, boas atitudes no seu lugar...que nos ajudem a sair do que somos prisioneiros e ir além de nós, pois vida segue, independente de qualquer coisa.
Isso pode ser liberta(dor).
Beijinhos amiga...
Valéria

Antonio José Rodrigues disse...

Quando o coração, Lisette, começa a levitar é porque a dor já foi embora. Beijos no coração

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lisette
Realmente,, não devemos alimentar a dor, assim ela nunca passará.
Obrigado pelo carinho.
Bjux

Daniele Barizon disse...

Quando a dor arrefece, e - se for o caso - se transforma em doce saudade, creio que tudo é mais fácil...

Bjs e boa semana!!

Tania T. disse...

Criar coragem.. esse é o passo mais importante! E mais dificil, depois que criamos coragem e desabrigamos a dor... as coisas vão acontecendo.. a vida vai prosseguindo melhor!!

Adoreeei o post!!

Ótimo para refletir!!

*--*

bjoo

brasildobem.net disse...

Gostei, Caetano veloso ainda canta a dor e a delícia de ser quem se é, mas por outro lado, quando a dor ameniza, precisamos dar um lugar meio escondidinho pra ela não inavadir todo o nosso ser.
Bjs

Renata disse...

Será que é a dor que preenche o vazio que ficou? é pra pensar: porque deixar a dor ir embora sem nada pra ficar no seu lugar...será muito dificil pensar que o lugar da dor pode ser preenchido com felicidade? mesmo a passos lentos...é pra se pensar...receita não existe!

Paz, luz, e coragem, muita, pra nós todos!

Lau Milesi disse...

Só quem a sente (a dor) é que sabe o espaço que ela ocupa. Linda mensagen, Lisette.

Um beijo e obrigada pelo carinho deixado na minha despedida.Estou de volta.
Receba minha admiração por sua força e garra.

Celina disse...

qeuerida amiga achei muito bonita esta trova, mais a dor mesmo só sabe quem passa por ela, é saudavel até certimos a nossa dor o nosso luto, para quando o tempo passar ela se torne apenas uma lembrança que passou, esquecer mesmo ninguem esqueci mais ela se torna mais amena. Deus te guie amiga e te proteja a ambas. um abraço carinhoso. Celina

Pérola disse...

O vazio é o espaço das angustias e dos medos.
Gostei muito do texto.
Me perdoe pela demora,estava viajando.
Beijos minha amiga.

Priscila Rodrigues disse...

A dor amadurece.. é bom pra refletir sim, adorei.

Beijo, querida.

Anne Lieri disse...

Lisette,quanta verdade nesse texto!Se alimentamos a dor ela realmente fica!Gostei muito!Bjs,

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga.

Adorei o: Casa, comida e roupa lavada...

Um grande abraço.

Nilce disse...

Não é nada fácil, Lisette.
Mas um dia a dor passa apenas a ser saudade.

Bjs no coração!

Nilce

Mariana disse...

acredito q tem dor q qd chega,não sai mais, e cada a nós qd recebê-la saber lidar com ela, o q nunca será fácil, até pq não existe fórmula.
Lisette, desejo que hj em especial Deus venha confortar o teu coração e te dar a certeza que o amor da Ale por ti é eterno, está além da matéria.
Que os anjos estejam tds voltados para ti e tua família.
Um grande abraço.

7e7ei@ disse...

Como é gostoso receber visitas! Amigos são Anjos e eu gosto de me sentir assim, cercada de Anjos! Anjo amigo, obrigada pela visita! Um beijo angélico em seu coração! Tetéia

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

De fato Lisette, receita alguma acalenta a quem sente!
No entanto, palavras como esta por vezes trazem algum alento à alma!

Beijos

NELL SANTOS disse...

Alguma pessoas dizem que conhecem a dor que sentimos, mas não é verdade. Elas podem ter passado por situações semelhantes mas nunca será igual porque a dor é única para cada um...

Um grande abraço pra ti, querida!!!

Cristina disse...

Oi Lisete!!!È muito triste perder alguém...ainda mais uma filha tão linda e jovem!!!
É a dor que se vive dia a dia!!!
Bonito o seu trabalho de conscientização.
Muito obrigada pela visita...e sempre bem vinda!!!Voltarei mais vezes aqui!!!

Um beijo

M. disse...

É isso. Mas também sei (acho) que dizer é bem mais fácil que o fazer...

Complicado. Muito.

:)

Betty Gaeta disse...

OI Lisette,
Que texto lindo! As vezes qdo a dor nos abandona, sobra uma solidão imensa. A dor tb pode ser companhia e companheira.
Bjkas e uma noite maravilhosa para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Sergio Martins disse...

É estranho como a dor que parecia representar nosso maior medo; no momento em que se instala em nossa vida, não conseguimos (queremos) abrir mão dela. Bjs!

Marinha disse...

Que texto maravilhoso, Lisete! A dor transforma-se em algo indefinível, mas que traz consigo alento e a certeza do reencontro.
Amiga, tem poesia visual lá no blog. Deixo, só desta vez, as palavras serem substituídas pelos movimentos. Estou oferecendo esse momento de beleza aos amigos conquistados na rede.
Bjo e paz.

João Batista da Silva disse...

.
A vida é bela quando a beleza nela se esmera.

Tão sublime quanto o entardeçer do fim do dia.

mas nada se compara com a saúdade em nosso novo dia a dia.

Só é fórte neste mundo quem se supera com a certeza que amanhá será um novo dia.

Amiga Lisette estes versos eu fiz de improviso,por não ter palavras de como te agradeçer por dar força ao nosso humilde blog.
Onde você nos incentiva com muita sabedoria a gente não desistir da caminhada.


Considerações á todos amigos que adoram o blog ONG ALERTA.

Um fórte abraço de João Batista e da familia: SulPampa.blogspot.com












do SulPampa.blogspot.com

José Sousa disse...

Penso que é a primeira vez que venho até seu espaço. O que li, aqui, gostei e vou ser seu seguidor. Seja meu também em:

www.congulolundo.blogspot.com
www.minhalmaempoemas.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com

Um abração e tudo de bom.

Entrevidas disse...

É dificil Lisete, mas devemos cortar o mau pela raiz. Ninguem merece, temos que ser correspondida. Beijos

Everson Russo disse...

Realmente,,,muitas vezes somos os culpados,,,ficamos alimentando uma dor,,,cultivando aquilo e ela jamais vai embora,,,cabe a nós mesmos querermos nos livrar de tudo...beijos de bom dia.

Suziley disse...

Tem toda razão, Lisette querida!! Bom dia, uma ótima semana para você, beijos :)

Suzala Moura disse...

Adorei esse texto,,,de fato, muitos se acostumam à dor como se fosse uma amiga querida, não querem, largá-la...parabéns, Lisette!

Beijos

http://juntospelaperfeicao.blogspot.com

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Obrigada pelas palavras no meu blog ontem! Bjs

Aмbзr Ѽ disse...

lindo momento de reflexao.

http://terza-rima.blogspot.com/

Brasigrega disse...

Lindíssimo texto. É isso mesmo, temos que aprendermos a não alimentarmos a dor...
Mas creio que ela tem a hora certa de ir embora...
Beijos

Lilá(s) disse...

Lindo este texto! tem dor que acalma mas nunca desaparece.
Bjs

Jeanne disse...

Puxa, arrasou! É, estou ainda digerindo o texto...
Beijos

CAIXA DE FATOS disse...

Boa mensagem, grande toque p/ gente se tocar.

Bjo

submissa flor de cristal{LB} disse...

Passei aqui para deixar meu carinho, beijinhos e minha admiração por vc ser quem és...

flor de cristal{LB} .

submissa flor de cristal{LB} disse...

Passei aqui para deixar meu carinho, beijinhos e minha admiração por vc ser quem és...

flor de cristal{LB} .

Leka disse...

A dor machuca o coração e a alma...muitas vezes é difícil supera-la...
Muitas vezes não queremos abandonar a dor, mesmo machucando...ela se transforma em algo presente de outro que já não existe mais.

Sabe quem sou eu pra entender sua dor...só quem sente a dor é que sabe, mas acho que vc deveria repaginar teu blog, falar mais de você, do seu dia-a dia, de coisas que você gosta...as vezes sinto o clima muito pesado com tantos acidentes publicados...sei que o intuito é de conscientização, mas acho que ia te fazer muito bem falar mais de outras coisas diferentes...me perdoe se de alguma forma pareço insensível, não é minha intenção. Acho que ver alguém que passou por uma experiência tão difícil de uma forma mais "íntima" ajudaria muitas outras pessoas que também passam pelo mesmo problema a verem como é enfrentar um dia de cada vez na vida real...

bjs e mais uma vez peço desculpas se a magoei com minhas palavras...

Vivian disse...

Bom dia!!

Ótima mensagem para refletir!!
As vezes nos apegamos tanto a dor, que fica difícil deixar que ela vá embora...Mas temos que continuar vivendo...

Beijos
Boa semana!!

Meus blogs - Fernanda Rocha disse...

Oie...sempre visito aqui e tenho uma sessão no meu blog chamada Melhores Posts da Semana, coloquei o link deste post seu. Espero que não se importe. Abraços. http://trilhasdefernanda.blogspot.com/

Maria José disse...

Ah! Lisette!!! Não sei o que comentar desse texto. Fiquei muito emocionada e sabe o porquê. Beijos, amiga e bom domingo.

Derland disse...

Adorei esse blog ele tem otimos textos depois dê uma olhada no meu blog http://www.derlandreflexivo.blogspot.com/
E se quiser deixar sujestões e criticas eu irei adorar, pois e sempre bom ouvir quem ja conhece sobre o assunto.

Lucimere disse...

gostei de ler, é bem assim que eu me sinto; A única coisa que me restou do meu pai, foi a dor da sua morte, isso aí acontece com muita gente.

Daniel Savio disse...

Concordo, mas com certeza há amigos que podem nos ajudar, não é?

Fique com Deus, menina Lisette.
Um abraço.