Translate

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

RODOVIAS DO FUTURO PODERÃO SUBSTITUIR ASFALTO POR PAINÉIS SOLARES


Projeto desenvolvido por casal norte-americano está sendo testado e promete aumentar a segurança e a sustentabilidade no trânsito

Um casal norte-americano desenvolveu um projeto que promete tornar as ruas, avenidas e rodovias mais sustentáveis, além de tecnológicas e seguras. Julie e Scott Brusaw são os responsáveis pela tecnologia Solar Roadways, que prevê a substituição do atual asfalto que pavimenta as vias por painéis solares.
Além de captar energia para alimentar à própria via, os painéis solares poderão ser conectados às casas e construções próximas para fornecer eletricidade. As novas rodovias também poderiam substituir as tradicionais placas que orientam os motoristas, já que qualquer mensagem pode ser inserida diretamente na faixa de rolamento. Além disso, é possível alterar, inserir ou remover um alerta sempre que preciso.
Também será possível reduzir o número de atropelamentos, já que as placas alertam os motoristas sempre que há pessoas ou animais na via. Outro ponto positivo é que os painéis podem ser aquecidos automaticamente para evitar que seja formada uma camada de gelo perigosa ao tráfego de carros.
Além do objetivo óbvio de fazer com que o tráfego de veículos seja mais sustentável, já que as vias serão responsáveis por gerar a própria energia, o projeto prevê que carros elétricos possam ser recarregados automaticamente ao estacionarem em vagas feitas com a nova tecnologia. Outro ponto positivo é que o processo de construção elimina a necessidade de utilizar petróleo, presente durante a produção de asfalto.

Independência do petróleo
O projeto até parece ser simples, mas prevê tecnologias que não existiam há alguns anos e tiveram que ser desenvolvidas especialmente para tornar a inovação viável. Apesar de já existirem painéis solares, o casal Brusaw teve que encontrar uma maneira de tornar possível a passagem de carros sobre as placas eletrônicas. Além disso, foi necessário adaptar a camada de vidro que protege os painéis dos pneus dos veículos para que ofereça atrito e resistência similares aos do asfalto atual. O casal explica que buscou inspiração na resistência encontrada em caixas pretas de aviões. “Nós não sabíamos de que material são feitas as caixas pretas de aviões, mas elas nos davam uma pista sobre como é possível proteger equipamentos eletrônicos dos piores acidentes aéreos”, afirmam.
A tecnologia que torna possível o projeto Solar Roadways foi testada pela primeira vez em 2009, quando o casal foi convidado pelo Federal Highway Administration (órgão responsável por administrar o tráfego nos Estados Unidos) para desenvolver um protótipo de testes. Depois de algumas melhorias, o projeto foi premiado com um contrato de dois anos no valor de R$ 1,5 milhão para realizar novas avaliações. Como resultado, foi construído o primeiro estacionamento cujo piso é revestido de painéis solares em Sandpoint (EUA).
O casal Brusaw acredita que o projeto Solar Roadways poderia eliminar a emissão de gases causadores do efeito estufa em até 50%, o que contribui, também, com a qualidade do ar que respiramos. Eles tem projetos ambiciosos e acreditam ser possível integrar todos os países por meio da tecnologia para que nenhuma região fique sem energia. “Imagine um sistema global em que a metade do planeta que recebe energia solar alimenta a parte que está na escuridão. Nossa dependência por petróleo chegaria a um fim abrupto”, afirmam.

                                                                                                            por REDAÇÃO AUTOESPORTE

30 comentários:

Toninho disse...

Que curiosidade Lisette ainda não tinha lido ou ouvido sobre tal experiencia.
Bela partilha que vou pesquisar.
Uma bela semana e que Deus nos proteja.
Meu abraço e beijo de paz amiga.

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que interessante Lisette, tomara que venha logo e dê certo!
Boa semana!
Beijos,
Mariangela

ONG ALERTA disse...

Um futuro muito distante para Brasil....

ONG ALERTA disse...

Um futuro muito distante para este país.....

O Árabe disse...

Simples, com certeza, não é... mas que projeto fantástico! Belo post, Lisette; boa semana.

Dorli Ramos disse...

Oi Lisette,
É a tecnologia que caminha a passos lentos.
Eu tenho certeza que não virei essa façanha, mas os descendentes talvez.
Beijos
minicontista

BIA disse...

Que projeto lindo! Coisas assim não são muito divulgadas... infelizmente as pessoas que querem fazer o bem encontram muitos obstáculos pelo caminho, parece que dificultam ainda mais as coisas... existe muita ignorância... Parabéns ao casal norte-americano! Obrigada por compartilhar Lisette! :)

Bjs

MARILENE disse...

O projeto e inspirador. Gostei de conhecê-lo, embora saiba que não vamos ver sua implantação por aqui. Bjs.

Vera Lúcia disse...


Muito interessante, Lisette.
Tomara o futuro chegue logo para este projeto inovador.

Beijo.

Cia. De Teatro Atemporal disse...

Muito legal!

Fique com DEUS e que ELE te abençoe sobremodo!

Abraços da sua Cia. De Teatro Atemporal!

Clemente.

www.ciaatemporal.com.br

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, já tinha lido sobre o estudo, no entanto nada vais mudar porque os interesses económicos são superior a qualquer segurança.
AG

Tetê disse...

Uau! Tudo de bom! Como investimento, vai ser "puxado", mas pra conservar vai compensar! BJks Tetê

Prata da casa disse...

Que bela ideia. Ainda não tinha ouvido falar nisto. Gostei.
Bjn
Márcia

Zilani Célia disse...

OI LISETTE!
QUE MARAVILHA. DIFÍCIL IMAGINAR-SE QUE O ASFALTO, POSSA SER SUBSTITUÍDO POR ALGO TÃO MELHOR COMO AS PLACAS PROPOSTAS. E VIVA A CRIATIVIDADE DO SER HUMANO.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Graça Pires disse...

Uma ideia fantástica da qual ainda não tinha ouvido falar. Mas será que as pessoas aderem aos carros eléctricos? Gostei de saber deste projecto.
Beijo.

Ghost e Bindi disse...

É uma ideia maravilhosa, espero que as grandes companhias de petróleo não interfiram, e vire mais um invento na gaveta...enquanto isso, no Brasil, só buracos.
Beijos!
Bíndi e Ghost

Isabel Gomes disse...

Seria excelente. Muito original. Ainda não tinha ouvido falar.

Bjs

Isabel Gomes

São disse...

Tudo quanto seja para melhorar a circulação e o ambiente, será bem vindo.

Abraços e bons sonhos :)

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Que máximo! Nunca tinha ouvido falar.
Um grande beijo de
Verena e Bichinhos.

Isa Sá disse...

Nunca tinha ouvido falar!

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

ॐ Shirley ॐ disse...

Tomara se torne realidade.
Grande abraço, querida Lisete!

Simone Felic disse...

Que ótima ideia, é muito versatel e econômico.
beijinhos e bom fim de semana.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Lucinalva disse...

Olá Lisette
Que ideia excelente. Bjs querida.

Crocheteando...momentos! disse...

A ideia é luminosa...esperando para ver se resulta e se é viável! Obrigada pela visita!

Lu Citadin disse...

Projeto super importante,mas distante de nossa realidade,lamentável!

Ane disse...

Olá! Achei o projeto fabuloso,mas será que viria aqui pro Brasil?Ainda temos tantos problemas básicos pra resolver,tipo seguir as leis de transito...

Rita Sperchi disse...

Bom dia de segunda e boa semana
passando para deixar um abraço ver suas postagens
maravilhosas, e convidar para me visitar e participar do
sorteio que farei para o Natal aguardo sua visita bjussss


└──●► *Rita!!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Muito interessante. Desconhecia.
Sempre divugando tudo o que possa ajudar
a que se possa circular nas estradas com
o máximo de segurança.
Beijinho.
Irene Alves

O Árabe disse...

Boa semana, Lisette; aguardo o próximo post.

Lucimar da Silva Moreira disse...

Vamos esperar que tudo der certo pois as estradas estão precisando, Lisette beijos.
Lucimar Estrela da Manhã