Translate

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Desabafo de um pai: Indignação



EU RECOMENDO
Em meio às milhares de mensagens que chegam à minha caixa de e-mail, recebi uma que quero compartilhar com vocês. Terminei de ler com um nó na garganta. É o desabafo de um pai que acompanhou o drama do filho preso às ferragens depois de um acidente de trânsito. Um texto comovente, revoltante e que nos faz pensar sobre os riscos que corremos nas estradas do Rio Grande do Sul. Por favor, leiam até o fim: 
Rosane de Oliveira- Jornalista - Zero Hora
"Indignação
Através deste texto busco manifestar minha indignação em relação ao acidente ocorrido em 28 de julho de 2013, entre Almirante Tamandaré e Chapada, que envolveu  meu filho Roberto Piva Paim e sua namorada Natália Farinon.
Por volta das 12.20 horas começou o nosso filme de horror. Ao chegar ao local do acidente já presenciamos os dois veículos totalmente destruídos; o condutor do gol teve morte instantânea e meu filho ficou preso nas ferragens do Peugeout, estando consciente o tempo todo.
Em seguida foi acionado o SAMU de Chapada e BM. Em 15 minutos aproximadamente chegou a brigada, e logo depois a SAMU com sua equipe de Anjos da Guarda. Feito os levantamentos preliminares, a equipe constatou o óbito do condutor do gol, e começaram a estabilizar os sinais de meu filho.
Neste momento é indescritível a dor, o desespero, a impotência de um pai e uma mãe vendo e assistindo todo este quadro, nada podendo fazer!
Dado a violência do choque, a equipe constatou que as pernas do nosso filho estavam presas nas ferragens, e, portanto, teríamos que acionar os bombeiros de Carazinho. Nesse momento começou o nosso maior martírio: Carazinho fica a 40 Km de distância, os bombeiros teriam que se deslocar de caminhão , o que levaria mais tempo... Novo martírio!
Nosso filho estava perdendo muito sangue e começou a desestabilizar. A frequência  cardíaca, a pressão arterial estavam descompassadas. A enfermeira do SAMU ia fazendo o que podia. Nestas alturas já tínhamos acionado o SAMU de Carazinho que orientavam, através do rádio, a enfermeira nos procedimentos a tomar. O  médico da SAMU de Carazinho, Dr. Vinicius Basegio, fez-se presente nestas orientações e assumiu os cuidados de socorro ao chegar no local do acidente.
Pois sim, passados uns 40 minutos do acidente, chegou a SAMU de Carazinho,  e junto a noticia aterrorizadora que o caminhão dos bombeiros tinha quebrado no pedágio de Carazinho, sem condições de prosseguir.
Desnecessário expressar o  desespero que Ana e eu passamos.
Para nossa surpresa, alegria, esperança, meu cunhado Fioravante A. Piva que estava no hospital nos aguardando, dada a demora em chegarmos, resolveu se locomover até o local, e ao chegar ao pedágio se deparou com carro de bombeiros quebrado. Imediatamente colocaram o equipamento dos bombeiros em seu veículo e com os  três valorosos bombeiros, saíram em disparada para o local do acidente.
Já se passavam 1hr e 20 minutos aproximadamente.  Tínhamos tentado arrancar a porta esquerda do carro para ter acesso ao meu filho. Nas ambulâncias da SAMU existe um equipamento desmesuradamente poderoso,  de última geração e tecnologia avançada para acidentes de transito: “um pé de cabra”. Esta era a única ferramenta existente  que dispúnhamos no local para desvencilhar meu filho das ferragens.
Chegaram os bombeiros, aproximadamente duas horas depois do acidente.
Aí, começou uma luta heroica de três bombeiros. Pessimamente equipados, com ferramentas obsoletas e sucateadas, iniciaram uma luta que eu jamais havia visto. Com coragem, audácia e extrema vontade.  Parecia que o filho era deles.
Escrevendo agora me ocorre: Pedro Bial chama os patéticos participantes do BBB, de “meus heróis”. Isto me enoja, envergonha, pois, o que dizer destes verdadeiros super-homens? Bombeiros, enfermeiros, médico.
Como  escolher um adjetivo para nominar estas pessoas, quase sempre mal remuneradas, mal equipadas, e que se superam pela vontade única de “salvar vidas”?
Pois bem, após duas horas e meia, finalmente nosso filho pode ser retirado das ferragens, já com hipotermia, tendo perdido muito sangue, mas rumo ao hospital para os primeiros socorros.
Lições que ficam:
1) As instituições públicas do nosso País estão totalmente falidas e sucateadas, e nós nada fazemos.
2) Temos que fazer algo, chega de calar e resignar-se com pouco ou quase nada. Hoje foi o nosso filho e amanhã?
3) O governo fala em importar médicos, isto deve ser brincadeira, vamos sim, importar caminhões de bombeiros, equipamentos para acidentes de última geração, ferramentas, para o bom desempenho destes anjos do asfalto. (Gente boa nós temos. Necessitamos dar condições para qualificar o trabalho destes bons profissionais.)
4) Chega, basta de corrupção! Tanta safadeza, o dinheiro que nos roubam, e nestas horas quer precisamos faz tanta falta. Quando a dor cala,  o desespero nos consome.
5) Precisamos de Leis mais severas : Como pode um condutor de veículos trafegar mais de dois anos sem C N H? Como pode um veículo ser emplacado por uma pessoa sem a devida habilitação?
6) São perguntas sem respostas. Chega de inercia! Vamos reagir, pois se nos rebelarmos algo terá que mudar.
Agradecimentos:
1) Primeiro aos nossos anjos do asfalto: BM, SAMU, Bombeiros. Sem eles não sei o que seria de nosso filho. Aos médicos: Vinicius Baségio, Werner Schambach, Paulo Catapan, Macedo, que ofereceram os primeiros socorros, e o primeiro apoio. Também aos inúmeros seres humanos que na madrugada fria auxiliaram com telefonemas, força e carinho.
2) O apoio incondicional de meus irmãos da maçonaria mediante solidariedade, aos doadores de sangue, na maioria anônimos. Nossa gratidão ao amigo Luciano, ao nominá-lo faço-o a todos, que de uma maneira ou outra estiveram nos apoiando. Não tem como agradecer a todos nominalmente.
3) O HCC de Carazinho pelo pronto atendimento, e ao HSVP pelo ótimo atendimento e  aos médicos de Passo Fundo que com muito esforço, profissionalismo e  dedicação estão atendendo nosso filho.
Por fim, deste acidente resultou:
Fraturas exposta do fêmur, Fratura na cabeça do fêmur,
Fratura no cóccix, Fraturas de coluna,
Fraturas de diversas costelas, Lesão na cervical, Edema pulmonar.
É com meus irmãos que quero compartilhar esta dor que sinto. Esta revolta que não passa.
É grande a impotência que sinto. Sozinho, nada vou mudar neste país. Nossas autoridades estão pouco ligando para nossos anseios, e nossas necessidades são prementes de mudanças já.
Finalmente, em meio a este filme de horror nos momentos mais difíceis, relembro meu filho Roberto, ainda preso nas ferragens me pedindo: PAI ME ABRAÇA FORTE” .Prontamente o fiz, e ao meu ouvido ele sussurrava: ”PAI EU TE AMO TANTO, TANTO, TANTO...”
Eu também amo muito meu filho. Como todos os pais devem amar seus filhos.
E por isto mesmo, precisamos lutar pelo futuro destes pais.
Porque nossos filhos merecem!
Roberto Paim"
06/08/13 

66 comentários:

ONG ALERTA disse...

Esta é a realidade de nosso país, falta tanta responsabilidade de um governo que enoja seu comportamento em buscar médicos fora...
Realmente o que se aprende é o exemplo dado diariamente que é mais fácil roubar, deixa assim, nada acontece comigo...
Infelizmente acontece sim como este pai despertado vendo seu filho sofrer e não poder fazer nada, um pai que paga impostos para ter saúde, educação, segurança....ter bombeiros equipados....o que mais precisa acontecer?
Mudar é para poucos, ser honesto esta na índole da cada um, investir em recursos é obrigação, salvar vidas seria o mínimo!
Se todo este dinheiro dado ao governo fosse administrado por nós cidadãos garanto que teríamos um país melhor, mais digno, mais humano, sem seres burocratas e ignorantes como nossos governantes.
Muita luz para esta família que hoje pode estar com seu filho pois existe pessoas que fazem a diferença neste mundo.

lena disse...

Olá Lisete.
Uma grande verdade. Os profissionais dedicados como os bombeiros e outros que lutam para salvar a vida das pessoas não são devidamente valorizados. Um relato que deve ser lido sem duvida para alertar as consciências.
Beijinhos grandes.

AC disse...

Depoimento que não deixa ninguém indiferente.
Há ainda tanto por fazer, não é assim, Lisete?

Beijo :)

✿ chica disse...

Que fique registrada e lembrada a mensagem desse pai! beijos,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Comovente, triste e real. Chorei.
Bjux

Ghost e Bindi disse...

Mais carros circulando, potentes e velozes, estradas e ruas sem conservação, autoridades sem moral alguma e frios como pedra. É preciso manter as industrias fabricantes de veículos em crescimento, quanto mais carros venderem mais comemoram, o trânsito se acumula, a mesma imprensa que divulga estatísticas alarmantes da violência no trânsito, é a mesma que lamenta a queda na venda de carros nas concessionárias. O governo que incentiva a produção de veículos, é o mesmo que não cuida das estradas, nem limita a potência dos carros novos. As pessoas não tem mais limites de imprudência, como suicidas e homicidas sem norte, sem dar valor ao tesouro da vida. Resta-nos o protesto, a indignação e as lágrimas...

Ghost e Bindi

Ana Bailune disse...

Imagino o que você sentiu. Graças a Deus, a história teve um bom final... pelo menos, melhor do que estava se esperando.

Bandys disse...

Lizette,
Moro numa avenida que todo final de semana tem acidente. Ja sou conhecida dos bombeiros pois sempre quem liga sou eu. Ja vi muito desespero de pais chegando e vendo seus filhos presos ou mortos dentro de um carro.
Ainda bem que no final tudo deu certo.Eu aplaudo de pé os bombeiros pelo que vejo aqui

Um grande beijo pra vc

Élys disse...

Uma triste história, que infelizmente é real.
Um abraço.

Ivone disse...

Lisette, desabafo bem a propósito, concordo com ele, pois há sim bons médicos, bons funcionários públicos na saúde, o que falta é meios de poderem trabalhar!
Ainda bem que teve um final feliz embora o grande susto!
Vamos torcer para que o povo aprenda a votar, a colocar governantes que destinem verbas à saúde e educação, são essas as bases de um futuro melhor!
Abraços!

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Muitíssimo emocionante o relato,não há como ficar sem chorar vendo um filho precisando de ajuda e não podermos fazer nada.Tenho usado minha voz contra os abusos, corrupção, falta de tudo em nosso amado país.Porém, há a necessidade muitas vozes." O mundo não será destruído por aqueles que fazem o mal, mas por aqueles que os olham e não fazem nada."
(Alberto Einstein)

Brisa Petala disse...

Amiga
é muito triste pensar que os nossos governantes não pensa em dar condições melhor para os nossos medicos.Nosso anjo da guarda.É um fato que te revolta. Sinto muito por este pai.Um beijinho.
Boa Noite.
Ana

Lu Cidreira disse...

Só colocamos os nossos pensamentos em nossa família inteira, porque pode acontecer com qualquer um de nós. Triste realidade de Brasilis...
Compartilhei o link. no Feed Turbo e no Face.
Abraço

Claudete disse...

Endosso tudo que você colocou Lisette e mais não devemos apenas chorar por este pai,por esta mãe angustiada no mmomento da dor...Chorar por um País que parece perdido no atoleiro da corrupção moral inerte para os apelos das pessoas de bem que entendem que a política é necessária,mas precisa ser idônea e voltada para uma sociedade justa que paga regiamente seus impostos.É revoltante!

teca disse...

Se cada um fizesse a sua parte... nem que minimamente...
Que triste.
Beijos.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Lisett
Vc tem um blog muito comovente porqeu as tragédias trazidas às famílias só sabem como é os que as passaram...
Bjm festivo de paz e bem

Pérola disse...

Um inconsciência que dói.

beijinhos

marciagrega disse...

Tem dias que eu me recuso e ver notícias de tão indignada que eu fico...

Beijos

Camila Monteiro disse...

Nossa fiquei sem palavras com esta história!

Triste e real, infelizmente!

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

Senti a dor e impotência desse Pai.
Mas ao mesmo tempo, em mente, penso, somos nós que votamos nesses desgovernantes.
Cabe a nós a mudança, se não é viver a apatia de ver repetidamente o mesmo sofrimento dia após dia.
E a culpa não é do Pedro Bial ou de um Programa Idiota da televisão.
Todos nós somos Heróis Anônimos, com o poder de mudar.
Sinto muito.

Néia Lambert disse...

Triste, muito triste essa realidade.

Beijos

lenalima disse...

Muito triste...temos que mudar tudo isso, através de protestos sem vandalismo, e de saber se comportar diante de uma urna!
A maioria dos brasileiros votam apenas por votar , nem sabem quem estão elegendo...quem promete muito nada faz.
bjssss

Antônio Lídio Gomes disse...

Um depoimento triste, e comovente.
Um abraço. Bjs.

Dorli disse...

Oi Lisette
Quanta dor!
E vai falar alguma coisa pra ver o que acontece.
Só Deus misericordioso para dar uma solução e nos ajudar.
Era melhor quando era Ditadura!!!!!!
Obrigada pela visita
Beijos
Lua Singular

Renata Diniz disse...

Oi Lisette! Isso é de indignar qualquer cidadão. Imagino a dor desses pais. Beijo.

Trocyn Bão disse...

Olá amiga
Realmente amiga isso infelizmente é um fato que parece não ter fim e parece que anda numa crescente, pois temos que contar com improvisos sempre para qualquer coisa nesse nosso país, sorte que contamos com ótimos profissionais que dão até mesmo as suas vidas para que possam resgatar as dos outros, mesmo com a total carência de materiais apropriados
Felicidade desses pais e abençoados profissionais por terem salvo mais uma vida mesmo com tudo contra


Abraços,
Trocyn Bão - Thiago

© Piedade Araújo Sol disse...

e minhas lágrimas deslizam....

:(

Celina disse...

Oi Lisetti bom dia, vens lutando e que continues com a mesma força , Deus te guiará. Li amiga o desespero desta família parece que estava vendo, fiquei chocada, com situações que infelizmente estão acontecendo todos os dias, o pior, ninguém sabe até quando.O meu abraço fraterno,Celina

Andradarte disse...

No meio de tanta felicidade e dor,
houve lucidez para reconhecer o esforço dos 'anjos da guarda' a que estavam entregues....Vale a pena dar tudo pelo próximo, quando esse doar é reconhecido....Estas são as realidades que sempre pensamos que só tocam aos outros........Que história meu Deus....

Beijo

lita duarte disse...

Muito comovente.

Bjs.

BIA disse...

É revoltante... infelizmente muito do que acontece poderia ser evitado... se houvesse maior prevenção e menos corrupção... mas resta a esperança nas pessoas de bem... acho que a divulgação do que acontece ajuda muito a evitar que novamente se repitam estas coisas... Parabéns por seu trabalho Lisette, temos que todos fazer nossa parte.
Bjs

Lucimar da Silva Moreira disse...

Não posso nem imaginar quantos pais sofrem de ver os filhos assim, isso por culpa dos motoristas mal educado que pegam seus carros e saem de qualquer maneira é lamentável o que se ver por aí, Lisette passando pra te desejar uma ótima quinta-feira beijos.
Blog:Lucimar Estrela da Manhã

Grupo:Divulgue seu blog no Facebook

Fan Page

Me encontre no Pinterest

Anne Lieri disse...

Lisette,de chorar esse relato!Esse texto nos toca e tb nos alerta quanto ás pessimas condições de trabalho dos nossos bombeiros,dentre tantas deficiencias nas leis de transito!Tb fiquei emocionada!bjs e boa noite!

Ane disse...

Impressionante o relato,infelizmente é a realidade que temos hoje,cabe a nós cobrar pra que isso mude!

Lilazdavioleta disse...

... e uma dôr se instalou ...


Abraço apertado , Lisette ,
Maria

Vanuza Pantaleão disse...

Lisette, minha corajosa amiga, embora seja sofrido e duro o relato desse pai desesperado, é bom que o tenha trazido até nós. Nada posso acrescentar, assino embaixo tudo o que ele disse. Apenas, fico sempre a me perguntar: quando virá uma mudança? Mas uma mudança séria de respeito à vida humana. QUANDO???
Obrigada mesmo por suas visitas ao nosso cantinho, estou tirando novas férias, vou viajar...por favor, reze por mim. Adoro você!!!

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Lisette.. muito bom toda esta tua divulgação.. realmente é revoltante.. sou aqui de garibaldi.. e hj mesmo sem falar nas muitas outras vezes acordo coma ambulancia passando para socorrer alguem no maldito trevo que leva a bento gonçalves.. e as pessoas ainda ficam se humilhando pro governador.. que tá pouco se lixando.. nosso estado em ponto de estradas é uma precariedade só... olha vou deixar algo a vc.. www.mosaicosdonovociclo.com.br neste site tem muitos arquivos em audio com varios temas para tu baixar.. eles me ajudam muito.. ou podes procurar no youtube por programa vida inteligente.. é os mesmos temas.. tenhas um lindo dia

MARIA JOSE Rezende disse...

Nossa...que desespero!!! Saudade de você, amiga. Tenho estado longe dos blogs e um pouco desanimada. Beijos.

Tetê - Avaliando a Vida disse...

Realmente comovente... eu tenho uma amiga que é médica socorrista do Corpo de Bombeiros e é essa a realidade que ela também enfrenta! Os governantes não têm consciência não... Bjks e bom final de semana! Tetê

Clau disse...

Oi Lisette,
que relato angustiante,
mas graças a Deus e aos profissionais
competentes e dedicados,o Roberto sobreviveu.
Não adianta importar médicos,a saúde pública vai continuar abandonada e precária.
Bjs!

Crista disse...

Não acrescento nada mais,pois teu comentário já disse tudo o que também diria.
Contigo sempre...beijão.

Evanir disse...

Eu sempre procuro levar palavras de Deus,
palavras de amor e muitas vezes de
conforto quando alguém precisa .
Nunca soube falar nem colocar amigas
ou amigos um contra outro isso é pura maldade.
Em minha postagem procuro sempre postar
coisas , que sinto de verdade mesmo nao
sendo minhas as poesias ou reflexão.
Foi com muita tristeza , que fiz a postagem de hoje
sinto doer meu coração por estar vendo ,
que muita coisa mudou .
Em quase dez anos no mundo virtual.
Hoje venho te desejar um feliz e
abençoado final de semana.
Que , nossa amizade seja eterna
vivendo sempre na fé ,
que conduz nossas vidas ,
e no amor , que alimenta nossas almas.
Beijos ternos e carinhosos hoje e sempre sua amiga.
Evanir.

Parole disse...

Esse país é uma lástima, Lisete.

Beijo.

Mery - Coqueluxos disse...

Como precisamos de pessoas que tenham atitude para melhor o país...Bjokas

:.tossan© disse...

Pois é, pra isso tem, Copa do Mundo Olimpíadas e os bolsos dos políticos corruptos do nosso Brasil varonil que não investe em equipamentos que podem salvar as vidas. Um calhorda deste ou um de seus filhos pode precisar. Será que eles já pensaram nisso? Abraço

Ani Braga disse...

Oi Lisette querida


Que o seu final de semana seja repleto de alegrias e grandes realizações...

Beijos com carinho
Ani

MARILENE disse...

É emocionante o desabafo desse pai. E contém a realidade. Além dos abusos dos motoristas, temos que conviver com a falta de recursos no momento do socorro. Bjs.

Lilá(s) disse...

Impossível ficar indiferente perante este depoimento!que a mensagem deste pai fique bem registada.
Bjs

*Escritora de Artes* disse...

Oi Lisete,

Um relato emocionante desse pai, também torço para que um dia, esse país seja evolua...

Abçs

Etienne disse...

Hey, Lisette! Obrigada pelo seu comentário lá no blog. Este post... que situação! Muito válida a divulgação. Uma ótima semana pra você! Bjs.

flor de cristal disse...

É de cortar o coração, eu fico até sem palavras, juro! :(

Passando para desejar uma linda semana e agradecer sua visita.

Beijos carinhosos!
flor de cristal

O Árabe disse...

Também tenho filhos, Lisette: 4. E talvez por isto, amiga, nem consigo comentar! Emocionou-me. Boa semana.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

A verdade
das palavras
nos faz entender
o quanto é necessário
um novo modelo
de País,
fundamentado na vida
e no respeito a este
verdadeiro milagre.

Que a alegria dance
em tua vida apaixonadamente.

Cidinha disse...

Olá, Amiga. Que dizer de um depoimento como esse? Quanta dor! Sofrimento e idgnação! Herois sim, são esses anjos do asfalto. Muita emoção Elisete!! Bjos e obrigada. Boa semana!

Ritinha disse...

Chorei!!!
Dificil realidade de nosso país num todo.
Já fui enfermeira num grande PS e sei do desespero de pais, familias inteiras em prol da vida.
Lindissima mensagem apesar de tão dolorosa.
bjs
Ritinha

Vivi disse...

Já passei por tantas situações idênticas, assisti tentando ajudar a minimizar o sofrimento e mesmo assim sempre que leio um testemunho, não consigo ficar indiferente. Estou aqui com as lágrimas a correr.
Obrigada pela tua partilha.
Beijinhos

Vera Lúcia disse...


Li arrepiada e emocionada.
Posso imaginar o desespero dos pais do rapaz nestes momentos de agonia.
O desabafo mostra a indignação de todos nós.

Beijo.

*** ZIZI *** PARA OS AMIGOS!!! ### disse...

Eu sou suspeita para falar meu anjo bom, pois estou revoltada com tantas impunidades neste país!
E a namorada do filho não falou se ela sobreviveu!
Beijinhos emocionados...

Prata da casa disse...

Olá Lisette: Arrepiante,no mínimo, esta história desse pai. Os bombeiros ( tal como aqui em Portugal) são heróis sem nome que altruisticamente salvam vidas,pondo,muitas vezes as suas em risco.
Bjn
Márcia

Ailime disse...

Olá Lisette, não haja dúvidas um relato comovente que me deixou sem fala.
Não fora as boas vontades e esse menino poderia ter perdido a vida!
Tanto dinheiro mal gasto e o essencial com altíssimas carências!
Parece um mal mundial, pois aqui o que havia de bom estão a destruir, tenhamos esperança. Um beijinho. Ailime

Celina disse...

Oi Lisetti, obrigada pela visita. É amiga ninguém sabe até quando temos que suportar tantos descasos. Os nossos anjos da guarda nos ajudem e que possamos ajudar a quem precisa como essa equipe abençoada que ajudaram na salvação deste moço, para alegria de todos principalmente da família, Um abraço e um final de semana de muita paz. Celina

Nal Pontes disse...

Oi, Que triste realidade, graças a Deus que o filho desse senhor está vivo pra conta a história ele foi um heroi tmb. História como essas devem ser colocadas na net, fecebook, orkut etc. para que quem sabe chegue as autoridades competentes e se mecham afim de fazer um pouco mais pelo nosso povo. Parabéns pela postagem que sirva de alerta. Um abraços e agradeço sua doce visita no meu cantinho. bjsss

Patricia Galis disse...

Nossa emocionante e verdadeira esse pais esta um caus.

Ivaneide Henrique disse...

Olá Alessandra...

Fiquei muito emocionada...parabéns pelo post.


Feliz setembro!!!Feliz domingo!!

Abraços!!

Profª Lourdes disse...


Olá querida, passei para te desejar um mês de Setembro, lindo a abençoado e que a nuance das flores de primavera, nos sirva de exemplo, porque depois dos dias frios de inverno , o sol volta a brilhar e com ele as flores brotam nos campos e nos jardins, colorindo e perfumando os dias.
O exemplo de que devemos seguir é viver plenamente cada ciclo da vida, um de cada vez. Não podemos esperar que no inverno seja verão e no outono primavera. A nossa vida é como as estações do ano, haverá dias no inverno que não encontraremos as flores, nem o sol, nem a vivacidade das cores, mesmo assim, na vida temos que ser felizes enquanto há tempo.
Que o mês de Setembro seja colorido e alegre como a Primavera !
Feliz Primavera!!
Abraços Lourdes Duarte.

Suzy Rhoden disse...

Oi Lisette!

Emocionante o relato, deixa um nó na garganta enquanto vamos acompanhando e sentindo a impotência do pai diante do filho totalmente vulnerável e a mercê do tempo, que urge! Que agonia não poder arrancá-lo dali e socorrê-lo, ampará-lo! Depender de anjos de asas cortadas, pois assim trabalham nossos heróis tanto na Saúde quanto na Segurança Pública. Falo isso com conhecimento de causa, pois atuo justamente em uma dessas áreas, querendo fazer muito e conseguindo fazer, devido aos recursos disponíveis, pouco mais do que o mínimo.
Seu blog é realmente um alerta, quero voltar muitas outras vezes para, de alguma forma, participar dessa luta pela paz no trânsito e pela VIDA preservada de nossos queridos.

Um forte abraço!