Translate

sábado, 13 de agosto de 2011

O massacre do trânsito

Estão expostos em cinco capitais, entre as quais Porto Alegre, marcadores com as estatísticas de um massacre diário. São os números das mortes no trânsito do país, que serão atualizados diariamente em totens instalados nas ruas, como se fossem relógios digitais. A campanha é inspirada em iniciativas semelhantes de outros países, mas só terá sentido se não se resumir à exposição de dados macabros. Morrem por hora no Brasil, em média, quatro pessoas em acidentes em rodovias e ruas. Nos mesmos 60 minutos, 18 são hospitalizadas com ferimentos, muitas das quais com traumas irreversíveis.

O objetivo da mobilização, com a participação de entidades das mais variadas áreas, é o de alertar a população para os danos da imprudência no trânsito. Os brasileiros convivem com iniciativas como essa há bastante tempo, mas seus efeitos nem sempre são perceptíveis. Primeiro, porque muitas vezes as mobilizações são temporárias e não chegam a contribuir para mudanças de comportamento e para a reversão das estatísticas. Outros fatores conspiram, como a baixa adesão das comunidades, em especial através da disseminação de boas ideias nas escolas. Além disso, como alertam os especialistas, ações educativas somente surtem efeitos – mesmo em nações desenvolvidas – se acompanhadas da intensificação da fiscalização e da aplicação de penas severas aos infratores.

Na semana de lançamento da campanha, a prefeitura de São Paulo dá um bom exemplo nesse sentido. Desde segunda-feira, fiscais de trânsito estão multando todos os motoristas que desrespeitam faixas de pedestres da capital. Lamentavelmente, na inauguração do mutirão paulista, mais de 20 pessoas foram atropeladas em ruas da cidade, onde – como constatou a imprensa – muitos veículos da própria prefeitura desrespeitam regras básicas de trânsito. Em Porto Alegre, campanha de respeito ao pedestre, lançada há dois anos, provocou redução nas mortes por atropelamento. Mas poderia ter obtido melhores resultados se tivesse sido acompanhada de maior rigor com os infratores.

Fonte: editorial Zero Hora 10/08/11

24 comentários:

ONG ALERTA disse...

Tudo é válido mas precisamos é de cidadóes mais educados, motoristas e pedestres!!!

✿ chica disse...

Incrível esse número. P.Alegre precisaria expor ao Brasil e mundo as vergonhosas marcas de assaltos e falta de insegurança também! Uma coisa horrorosa e aqui, querem abafar, tem coragem de falar do Rio... Estou indignada com essa nossa cidade e a falta de liberdade de IR e VIR...

Acontece de tudo ! beijos,chica

Misturação - Ana Karla disse...

Espero que esses totens realmente tenham força para conscientização.
Lizete, bom final de semana.
Xeros

Lua Negra disse...

Querida Lisette, espero que essa campanha educa a todos, sem exceção.
Bom sábado.
Beijos coloridos.
Lua.

Pat. disse...

Tudo que for para o bem de todos nós é válido sim!

Somente quando todas as pessoas derem as mãos e lutarem para estas tragédias acabarem é que tudo pode ser mudado. Independente de termos perdido famílias em acidente, precisamos todos lutar em prol da segurança e da vida. Parece que muitos que nunca perderam entes em acidentes, ficam meio distante deste problema... precisamos realmente que os cidadãos deste nosso país se envolvam de forma séria com nossa segurança para podermos ter o retorno, senão, complica mesmo.

Um beijo amiga, lindo o seu trabalho de divulgar tudo isso.

Entrevidas disse...

Infelizmente nos os brasileiros, precisamos ser educado em relação ao transito. Beijos

Cantinho She disse...

Ei querida, vim agradecer a sua presença e comentário lá no MMNS, obrigada, viu?! Beijo, beijo
She

Flor de Jasmim disse...

Lisette
Triste e assustador esses numeros.
Beijinho bfs

*Simone Poesias* disse...

Oi querida, obrigada pelo carinho de sua visita. Fico feliz!!

Infelizmente essas coisas acontecem. E sim, precisamos de uma melhor educação neste sentido.

Um ótimo fim de semana cheio de paz e luz!! ;)

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lisette
Triste estatística.
Bom fim de semana
Bjux

Maria Luisa Adães disse...

Boa alerta!

Assim possa resultar e eu vou esperar que sim! Estive de férias,
me ausentei, mas não esqueci!

Um abraço

Denise disse...

Acredito muito no q a educação pode conseguir, se trabalhado com afinco. Mas penso q enquanto as pessoas não tiverem Deus no coração e o egoísmo for a palavra de ordem, será muito difícil diminuir esse índice trágico. Muita paz!

Hugo de Oliveira disse...

Nossa que triste.

Toninhobira disse...

Pois é Lizete, temos que incentivar todas as ações, mas creio como voce, que é preciso trabalhar o cidadão.Os numeros talvez causem efeitos.Espero qie Salvador receba,aqui de vez em quando expõem veiculos danificados em acidentes,mas os numeros aqui ainda são alarmantes, principalmente com motociclistas.
Um bom fim de semana.
Meu abraço de toda paz.
Bju.

Judite disse...

Boa tarde!

Esta é a mensagem de Deus para você neste fim de semana:

"Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca. Eis que estás gravada na palma de minhas mãos". (Isaías 49:15 e 16a)

Que o seu dia dos pais seja repleto do amor do maior de todos os Pais!

http://www.youtube.com/watch?v=psbf6yPiZZA

Deus seja contigo.

Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com

Judite disse...

Boa tarde!

Esta é a mensagem de Deus para você neste fim de semana:

"Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca. Eis que estás gravada na palma de minhas mãos". (Isaías 49:15 e 16a)

Que o seu dia dos pais seja repleto do amor do maior de todos os Pais!

http://www.youtube.com/watch?v=psbf6yPiZZA

Deus seja contigo.

Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com

Madalena disse...

Para pensar...

Sede como os pássaros que,
ao pousarem um instante sobre ramos muito leves,
sentem-nos ceder, mas cantam!
Eles sabem que possuem asas.
Victor Hugo

Beijo e lindo final de semana.

cidinha disse...

Olá Lissete, estou aqui agradecendo o carinho da sua visita, adimiro esse seu lindo trabalho, em favor da educação no transito.
Que no futuro possamos ter pessoas concientes no transito, respeitando a vida humana.
Tenha um bom domingo e feliz dia dos pais.bjos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Acredito numa possível baixa no número de acidentes, a partir do momento que otimizarem e aumentarem a fiscalização, assim como, aplicarem punições mais rigorosas.

Beijos, ótimo final de semana e um feliz domingo (Dia dos pais) pra ti e para os teus.

Furtado.

fatti___ disse...

oi Lisette, seja bem vinda la no bloguinho tah.

sobre aa violencia no transito eu procuro sempre ser muito conciente com os outros motoristas, motoqueiros e pedrestres mas vejo que infelismente são raras as pessoas que tentam fazer do transito algo melhor, sempre tem um engracadinho querendo ser o melhor nas avenidas e estradas por isso tantas mortes , invalides tanta tristes, mas vamos procurando nos corrigir qem sabe um dias poderemos ter um transito melhor.

gostei da campanha.

bjinhus

Valéria disse...

Oi Lisette!
A iniciativa é louvável, mas o que precisa mesmo é de uma maior conscientização das pessoas. Até dentro de estacionamentos de shoppings se vê o abuso da velocidade, um total desrespeito com o outro.

Beijos e um domingo de paz!

Dri Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dri Andrade disse...

Querida....vim agradecer sua participação no MULHERES MODERNAS com a gente e te convidar a prestigiar meu post de estréia hoje lá.

http://elasmodernas.blogspot.com/

to te esperando,um feliz dia dos pais juntos aos seus viu? beijão

Dri.

soninha disse...

Enquanto o ser humano for imediatista valorizando esta vida em detrimento da evolução espiritual,os acidentes continuarão acontecendo,cada vez piores.
É preciso crer para poder respeitar.
Quem crê apenas na matéria, tem a pressa norteando os passos e as catástrofes acontecem.
Sei o que é esta dor mas resta-me o consolo de saber que Deus está no comando da Vida e a cada um será dado segundo as suas obras.
abçs e muita paz.