Translate

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Mortes anunciadas

Há algumas semanas, houve um acidente terrível na BR-290, no trecho que liga Porto Alegre a Pelotas. Um caminhão que fazia uma ultrapassagem chocou-se de frente com outro caminhão. Como resultado, duas mortes e muitos estragos a outros dois veículos. E não foi o único acidente desse tipo nos últimos meses; foi apenas o que mereceu maior atenção dos noticiários.
A verdade é que cada vez mais as estradas têm sido frequentadas por veículos de vários tamanhos, desde automóveis pequenos e familiares até grandes e longos caminhões de carga. Em parte pelo maior número de veículos em circulação; em parte também pelos apagões aéreos dos últimos anos; e em parte, ainda, pelo próprio modelo de desenvolvimento brasileiro, alicerçado na indústria automobilística.
Mas... por que um caminhão ultrapassava outro caminhão em uma estrada de pista única e mão dupla com tráfego tão intenso?
Quem trafega por essa estrada com alguma fre- quência percebe um certo “assanhamento” de muitos motoristas por ultrapassagens, tornando qualquer viagem nesse trecho uma experiência muito cansativa. Os caminhões, em particular, que pelo desenvolvimento tecnológico dos últimos anos são mais ágeis e têm motores cada vez mais potentes, se envolvem muitas vezes em manobras de altíssimo risco.
Quem observar a BR-116, por exemplo, que é a principal ligação entre Porto Alegre e a serra gaúcha, vai perceber que os caminhões têm contribuído decisivamente em várias situações de risco. E contribuem para a baixa velocidade média e os frequentes engarrafamentos verificados na região metropolitana de Porto Alegre. Ultrapassagens arriscadas e muitas vezes desnecessárias; uso da BR-116 para escapar de sinaleiras das vias de circulação municipais; circulação com carga em excesso e consequente baixa velocidade média; caminhões que, sem carga, parecem se transformar em carros de corrida.
Enquanto nada for feito a respeito, esses acidentes terríveis seguirão acontecendo. E as mortes nesses acidentes são mortes já anunciadas.
Em vários países, as ultrapassagens em determinadas rodovias são manobras proibidas para caminhões!
Por outro lado, os motoristas em geral e os caminhoneiros em particular não podem ser “crucificados”. É certo que mais prudência e cuidado na condução dos veículos sempre contribuirão para mudar esse quadro. Mas, decisivamente, para evitar a continuidade desse panorama, é necessário incentivar os transportes ferroviário e hidroviário e restringir os caminhões apenas ao transporte de curta distância e, em determinados casos, de média distância.

*Engenheiro civil, professor da UFRGS, Alexandre Beluco*
Fonte: Zero Hora 10/08/11

55 comentários:

ONG ALERTA disse...

Técnologia cresce em todos os setores mas nossas estradas sáo do séfculo passado, o governo tem obrigaçáo em investir em rodovias mais seguras.
Mas gasta o dinheiro em....

Gisa disse...

Talvez a "onipotência" do ser humano...
Um grande bj e boa semana

ValCruz disse...

Tantos impostos não é?! E cadê??

Abraços e uma boa semana!!


ps.:desculpe-me não vir muito aqui, é que a gente comete o exagero de certa forma de seguir vários blogs, que acaba em pecar nas visitas. Por vezes só acabo indo aos que me deixam comentários e retribuo a visita.

Meri Pellens disse...

Tanta tecnologia para pouca competência: um desastre.
Beijinho, muita paz e uma abençoada semana, querida!

Flor de Jasmim disse...

Lisette
Infelizmente é o mundo que temos, os governantes olhando para o seu próprio umbigo.
Beijinho

Maria disse...

Amiga Lisette passei para lhe desejar uma excelente semana.
Beijinhos
Maria

Mafia Sonora disse...

Infelizmente é a falta de educação no trânsito, que ainda se faz presente na sociedade brasileira, como já disse antes sou a favor do trânsito se tornar uma matéria obrigatória nas escolas brasileiras, porque o resultado da falta de educação é justamente essa a falta de prudência no transito.

soninha disse...

Tem aumentado muito o número de acidentes com veículos maiores,como caminhões,ônibus...falta estradas em melhores condições e prudência dos motoristas...

Vivian disse...

Infelizmente vemos ultrapassagens em lugares proibido a toda hora!!
Acaba dando nisso...as pessoas deviam valorizar mais a vida, a própria e a das outras pessoas...
beijos!!

O Árabe disse...

Já escapei por pouco de um grave acidente, em circunstâncias semelhantes. Por isto, bem sei o perigo real que representam.:( Boa semana, amiga!

Vanuza Pantaleão disse...

Lamentável, amiga!
Eles gastam o dinheiro do contribuinte, o nosso dinheirinho dos impostos que pagamos e não vemos os serviços que teriam que nos prestar, o que vemos são esses terríveis acidentes nessas estradas sem manutenção, sem segurança, sem Lei.

Lisete, você é uma pessoa admirável! Estamos contigo nessa luta!
Beijos e fique com Deus! Só Ele faz Justiça!

Mariana disse...

É horrivel tb a RS 118, ou seja a maioria das nossas estradas tem mortes anunciadas. Triste!

Tetê disse...

Oi, querida... Obrigada pela visita ao Livre Pensamento! Hoje estamos recebendo a visita de um Anjo... Passa lá para ver quem é! Fico feliz de encontrá-la em meu cantinho! Bjks Tetê

LUCIENE RROQUES disse...

É verdadade.Sabias palavras.
Um abraço!

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Lisette, falta de fiscalização, e imvestimento é o ponto principal.Desejo uma ótima semana cheia de muitas coisas realizadas.
Beijos !
Smareis

lucidreira disse...

E os seus alertas são de prioridade 10, espero que sejam também reflexivo aos leitores.
Ps. estou visitando bem pouco os nossos blogs amigos, por estar atarefado de trabalho fora do domicílio.
Abraço

Toninhobira disse...

Lisete depois da abertura para estas montadoras no governo Jk, houve uma manobra de sucatear as ferrovias e incrementar o uso de caminhoes para as cargas.Não creio que voltaremos neste tempo de mais ferrovias,há um grande lobby pelas montadoras.Em contra partida as estradas estão cada vez mais perigosas com a presença maciça desta imensas carretas.Vi o tal acidente, foi um horror e irresponsabilidade mesmo.
QUe Deus nos proteja amiga.
Meu terno abraço por uma semana de paz.
Bju de luz nos seus dias.

Blue disse...

As mulheres, além de belas, são divinas!

E quanto as nossa estradas, são sim, caminhos para mortes anunciadas.

Beijo

**£ú® disse...

É inaceitável, com os preços dos pedágios, que as estradas não sejam ao menos razoáveis. Aqui no Estado de São Paulo elas ainda são aceitáveis, mas em Estados como Minas, por ex, estão em condições desastrosas. Boa semana prá vc... **£ú.

Vera Lúcia disse...

Olá Lisette,
Creio que há grande culpa do governo, mas os motoristas também têm participação nesses acidentes.
As estradas estão a exigir atenção de ambas as partes. O excesso de caminhões contribui absurdamente para os acidentes.
É, de fato, lamentável que vidas se
percam até que uma solução hábil se apresente.
Beijos.

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Olá minha querida amiga Alessandra. Obrigado por estar me seguindo, agradeço tua gentil visita em meu diário de viagens e descobertas. Parabéns por essa tua bela iniciativa, embora os temas aqui não sejam dos melhores, é de fundamental importância. Eu que vivo quase que diáriamente pelas estradas do Brasi com minha casa ambulante, sei bem o perigo que todos corremos. Alertar sempre, é necessário e importante.
Um beijo. Tenha uma ótima semana. FIQUE COM DEUS.

Everson Russo disse...

Infelizmente a gente vê isso a cada final de semana...a cada feriado,,,e nada é feito pra conter...grande beijo de bom dia pra ti querida.

Betty Gaeta disse...

Oi Lisette,
Eu já fui jogada para fora de uma estrada por um carro que estava ultrapassando um caminhão.
Beijos 1000 e uma 3ª-feira para vc.

www.gosto-disto.com

Lúcia Soares disse...

olá lisette paz de cristo, tenha um ótimo dia na presença de Deus. bjs

Vivian disse...

Bom dia,Lisette!

Deixo um beijo e votos de um belo dia!!

Anne Lieri disse...

Lisette,um excelente texto!Sempre achei isso:por que não aproveitam mais as ferrovias e rios para transportar cargas,desafogando um pouco as estradas? O governo não investe mesmo em transportes diferenciados que poderiam ser a solução para essas questões!Bjs,

Valéria disse...

Oi Lisette!
Nunca vi tanto absurdo causado pelos caminhoneiros quando viajei para Minas. Em países da Europa existe um horário próprio para as grandes cargas, isso já facilita muiiito a vida nas estradas. Mas certamente o governo peca nesta questão!

Beijos!

Graça Pereira disse...

Mesmo com boas estradas e a tecnologia aplicada, os acidentes acontecem! Por aqui, o mês de Agosto é terrível com a chegada de milhares de emigrantes que vêm passar férias e todos querem chegar rapidamente às suas terras natal mas...muitos não regressam mais aos países de acolhimento! Vão ficando pelas estradas... E todos os anos, este cenário negro se repete!
Beijo e boa semana.
Graça

Clarice disse...

É preciso tudo isso, sem dúvida e um pouco mais de noção de responsabilidade de todo mundo.
(Jura que você consegue ler vermelho sobre rosa shock?, rs. Eu tô cegueta mesmo!)
Abração.

Yasmine Lemos disse...

Oi Lisette,
hoje três blogues falaram sobre o trânsito e a violência .Tenho a cada dia mais medo,já nem dirijo por pânico.Aqui está horrível.
até quando?
beijo e uma tarde de paz

Nilza disse...

Oi querida: passando para agradecer a visita e avisar que já atualizei! Paz, saúde e que Deus nos ajude! Boa semana! Nilza

Lena disse...

Impressionante como essa política de estradas está abandonada, destruída por tanta corrupção!E quantas vidas pagam essa barbárie. Parabéns por sua incansável caminhada. Bjkas com muito carinho!

7e7ei@ disse...

Como é gostoso receber visitas! Amigos são Anjos e eu gosto de me sentir assim, cercada de Anjos! Anjo amigo, obrigada pela visita! Um beijo angélico em seu coração! Tetéia

AFRICA EM POESIA disse...

LISETTE

Estive uns dias fora... Andai por este Portugal.
Visitei Amigos ,Matei saudades.
espreitei sempre o blog mas...não escrevi.
Hoje...
Voltei.
E vim deixar beijinhos

Gosto-te... De Verdade

Amor feito Poesia disse...

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve...

Cecília Meireles

Beijos poéticos......M@ria

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Lisette
Ontem foi feriado aqui em BH, aí, as viagens prolongadas acontecem e os acidentes também. É sempre assim.
Bjux

Carla Fernanda disse...

Estava assistindo o emocionante vídeo do seu blog. Acima à direita. Muito duro!
Beijos e pza que só o amor nos traz!
Carla

Rosemildo Sales Furtado disse...

É exatamente aí onde reside o problema, saber para aonde vai o dinheiro.

Belo trabalho minha amiga. Parabéns!

Beijos,

Furtado.

Van disse...

Lisette

Nem me fale, eu sou vítima deste descaso com as estradas, trafego na absurda 381, que escoa toda a produção do país, norte/sul, e ainda permanece a mesma rodovia construída na década de 50, enfrentamos engarrafamentos de 3hs para vencer 70 km, e presenciamos acidentes gravíssimos diariamente. com imensa luta e mobilização e só por interesse e conchavo político conseguimos a aprovação da reforma, só que para 2014,até lá o tráfego estará em pelo menos 20% mais intenso e milhares de pessoas terão morrido.

Beijos Lisette

suavidade disse...

Ops... é cada coisa ruim neh...
Morreremos sem ver tudo o que aparece!!!

Tânia T. disse...

Nossa.. já pensou se os noticiários anunciassem todos os acidentes?

Triste. =/


bjuu

LUCONI disse...

Tem razão Lisette nossas estradas é um perigo constante, vidas se perdem e nada é feito,impostos altos,pedágios,e cadê as melhorias? Os caminhoneiros realmente se arriscam muito,pena, beijos Luconi

Lua Negra disse...

Pois é amiga, há tanto o que fazer, há recursos para fazer, mais falta boa vontade, dignidade e seriedade para executar.

Beijos doces.
Lua.

Daniele Barizon disse...

Triste. Mais um acidente que vira estatística...

Bjs!!

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Lisette.Passei para te desejar boa noite, uma semana restante abençoada, e que você fique com Deus!Um grande beijo no coração!

Magia da Inês disse...

°º♫
°º✿
º° ✿♥ Amiga,
Muito triste o descaso dos políticos... quem paga o pato somos nós.
Beijinhos.
Minas°º♫
°º✿
º° ✿♥ ♫°

Asas da Ilusão disse...

Onde estão as ferrovias e os portos deste país que viabilizem o tranporte de grandes cargas, sem a exigência desses motoristas que precisam se drogar para cumprir horários?
Cabe a nós pagadores de impostos exigir essas mudanças.
Boa semana!

lita duarte disse...

Muita coisa precisa mudar por aqui.
Já chegou num ponto extremo.

Bjos.

ValériaC disse...

Uma situação bem complicada esta.... acho que muitos caminhoneiros abusam e parecem esquecer que estão com um veículo pesado, sem poder desempenhar uma velocidade que os ajude a ultrapassar sem tantos riscos.

Falta sim, maior investimento em rodovias mais seguras, mas também falta muita conscientização dos motoristas em geral, deve ser nossa a responsabilidade em seguirmos as orientações e sinalizações no transito.

Bom dia querida...beijos
Valéria

Carmem disse...

Consciência, bastava isso.
Mas cada um faz o que bem quer...

Bjssssss

Tatuagem disse...

Tem que se cuidar e não confiar em ninguém.

Beijos

Maria José Rezende disse...

Olá amiga. Estou de volta depois de um período de férias. Beijos e saudades.

Lizete Delmonte Ferraz disse...

Ah, Li, alguns caminhoneiros tem que ser crucificados, sim!!!! vejo alguns fazendo cada atrocidade que impressiona...

Mas, enfim, o trânsito está cada vez pior...

Os carros são a nossa extensão. Assim como somos na vida, somos na direção. E como cada vez mais o ser humano está ficando longe da gentileza, amabilidade, cortesia, humanidade...mais fica sem tudo isso no trânsito também...

É para parar e refletir, cada um de nós...como agimos no volante...

Beijos com carinho (fiquei com saudade e vim te ver...voce sempre é tão gentil comigo...)

Lizete Delmonte Ferraz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.