Translate

domingo, 6 de dezembro de 2009

Acidente causa duas mortes no noroeste do Estado

Acidente causa duas mortes no noroeste do Estado
Colisão entre veículo e caminhonete vitimou mulher e criança na VRS-824, em Ibirubá
Uma colisão no início da madrugada deste domingo, no km 1 da rodovia Ibirubá-Quinze de Novembro (VRS-824), resultou na morte de Henrique Santana Camargo, de um ano e oito meses, e de Marli Aparecida Carvalho, 45 anos, em Ibirubá, no noroeste do Estado. O acidente ocorreu poucos minutos após a meia-noite.
Henrique e Marli estavam em um Monza dirigido por André Sidinei Santana, 36 anos, que seguia para Quinze de Novembro. O carro bateu de frente em uma caminhonete F-250, que andava em direção a Ibirubá. O motorista da caminhonete não se feriu. Dois passageiros que estavam com ele tiveram ferimentos leves.
As três pessoas que estavam no Monza foram socorridas, mas Henrique e Marli morreram a caminho do hospital. Santana está internado em estado grave no Hospital Santo Ângelo, em Santo Ângelo.
Fonte: Zero Hora, 06/12/09, Pietro Rubin pietro.rubin@zerohora.com.br

11 comentários:

ONG ALERTA disse...

Colisão frontal, é estrada mal sinalizada, ultrapassagem sem segurança, enfim poderia ser evitada.
Mais respeito no trânsito são vidas e famílias desfeitas.

soninha disse...

A noite estradas mal sinalizadas,resultam em acidentes,tem que se ter cuidado redobrado!Paz para as famílias!!!

Ricardo Conceição disse...

Famílias que sofrem, muitos acidentes podem ser evitados.

Chá das Cinco disse...

Eu tenho noticias da sentença do processo criminal contra o motorista que causou a morte do Marcos (pai da minha filha Leticia)no ano passado.

A juiza inocentou o motorista.
Ela não aceitou as alegações do Ministério Público sobre a recusa do mesmo quando pediram para que ele fizesse o teste no bafometro, e também disse que o motorista que provocou a morte dele entrou na contra mão por falta de uma adequada sinalização.

Alegou ainda que a Av.que ocorreu o acidente é muito movimentada e corre risco de acontecer outros acidentes do mesmo porte...e por ai vai....

A juiza parecia uma mãe zelosa defendendo o seu filhinho levado!

O processo Cívil continua, mas sabemos que com a sentença Criminal favorável ao Autor do crime não posso esperar muito.

Sei que tenho uma menina de 8 anos para cuidar sozinha, e Marcos? Morreu como um cachorro sem dono.

Gemária Sampaio

Elza Fraga disse...

Tão triste a gente ver como ainda acontecem tantos acidentes nas nossas estradas.
Alguns culpa da máquina, outros do homem, outros ainda da estrada. Mas nada justifica. Só a conscientização, o ensino da direção responsável e as autoridades fazendo o seu dever e cuidando das rodovias é que pode diminuir e amenizar este número de acidentes.
E a nós resta a oração!

Bitokitas, querida, e brigadim por me ler lá no verso inverso, ando numa fase meio triste, mas já, já passa!

Anne Lieri disse...

Infelizmente esses acidentes estão se tornando cada mais numerosos!É lamentável o despreparo dos motoristas e a condição das estradas!Bjs,

Maria José disse...

Lisette querida. A respeito de seu comentário em meu blog, sinto-me exatamente como você. Temos que ter força e prosseguir com a nossa caminhada. Beijos.

Mariana disse...

Até quando, notícias assim continuarão??
sei que é possível uma mudança.

Mariz disse...

Salvé Ong Alerta

Peço perdão das minhas ausências, mas o terramoto que se vem abatendo sobre mim,ainda não acabou, o que me tem levado a espaçar as "postagens" e sobretudo a falta de vontade e até de paciência de me "passear pela net" - confesso!
Nunca sabemos que distância de Caminho já percorremos, ou sequer dos obstáculos que ultrapassámos, para com alguma precisão, podermos "escrever a nossa história"...mas de alma...porque de personalidade nada interessa - esta apenas serviu de meio para nossa evolução.

Os desastres/acidentes continuam e continuarão! São mais um meio escolhido pelas almas para que possam cumprir em tempo útil o que lhes faltava nesta "escola" ou Plano terreno.
Penso que a falta seja por demais dolorosa, para os que cá ficam....porém, não é menos doloroso, a ausência total dos filhos ainda que vivos! - afinal pode considerar-se uma morte/"partida", como outra qualquer.

Deixo o meu abraço
Sempre....
Mariz

alegria de viver disse...

Obrigada querida
Pelos comentários que sempre faz no meu blog. A paz deveria ser incutida no colégio como matéria, quem sabe assim as crianças que tudo sabem, ensinariam aos pais.
Com muito carinho BJS.

Anônimo disse...

o ruim também é que possívelmente o motorista do carro teria consumido álccol, invadindo a pista contraria.