Translate

terça-feira, 30 de junho de 2015

ENTENDENDO OS LIMITES DE VELOCIDADE


O excesso de velocidade responde pelo maior número de multas, sabemos que a fiscalização é fundamental, mas a informação também. Muita gente já deve ter se perguntado como os limites de velocidade são definidos, por que em algumas vias eles parecem irreais, quais os efeitos concretos da diminuição de 10 km/ por hora, e muitas outras questões ligadas ao assunto.

O critério base para definição de limites de velocidade é o tipo da via. De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito o trânsito é composto por vias de circulação e essas por sua vez são divididas em urbanas e rurais, em especial pela presença e ausência, respectivamente, de edificações em sua extensão.

*As vias urbanas são dividas em quatro subgrupos com os seguintes limites de velocidade padrão:
  • 80 km/h – Via de Trânsito Rápido – vias com diversas faixas, sem semáforos, sem trânsito de pedestres e com grande extensão.
  • 60 km/h – Via Arterial – avenidas com semáforos, cruzamentos e grande fluxo de trânsito, que ligam regiões de uma cidade.
  • 40 km/h – Via Coletora – ruas que permitem o acesso e saída das vias arteriais, normalmente com semáforos e que permitem a circulação dentro de uma região da cidade.
  • 30 km/h – Via Local – ruas de pequeno porte, com cruzamentos sem semáforo, pouco fluxo de trânsito e utilizadas normalmente para circulação local.

*As vias rurais são dividas em dois subgrupos:

  • Rodovias – vias pavimentadas (asfaltadas) – 110 km/h automóveis, caminhonetes e motos. 90 km/h ônibus e caminhões. 80 km/h demais veículos.
  • 60 km/h – Estradas – vias não pavimentadas (terra, ferro, calçamento de pedras)

Para definir os limites de velocidade de uma via, as autoridades competentes primeiro a classificam de acordo com os tipos descritos acima, depois consultam o artigo 62 do Código Brasileiro de Trânsito, que determina as velocidades padrão por tipo de via, e então adequam esta velocidade a dados particulares da via, como as condições naturais, fluxo e características de trânsito que por ela circulam.                 

Para finalizar, um exemplo em video de como os limites de velocidade são fundamentais para garantir a segurança no trânsito.



                                              


                                                  Vamos desacelerar e conviver em segurança?




33 comentários:

Michelle Louzeiro Nazar disse...

Oi amiga...quanto tempo. Mais um post que nos chama a atenção.....Onde moro a velocidade acima do permitido é, infelizmente, uma constante...O post é super válido. Abraços!

Lu Citadin disse...

A fiscalização é fundamental, mas a informação também.

ONG ALERTA disse...

Respeito a velocidade salva a sua vida e a de terceiros!!!!!

Ivone disse...

Educação no trânsito é tudo o que se precisa, mas como isso começa em casa é preciso educar desde o berço!
Abraços minha linda amiga!

Bell disse...

O governo arrecada tanto dinheiro com multas, complicado é manter a velocidade e chegar ao seu destino na hora nos caos das cidades.

bjokas =)

Anete disse...

Entender e obedecer traz vida e ordem...

Abraço

Marineide Dan Ribeiro disse...

Se as pessoas se respeitassem respeitavam os outros também...Tudo é um reflexo do que ela é...

Flor de Jasmim disse...

Nada como haver respeito, respeitar as regras de transito e não ultrapassarem as velocidades impostas, é estar solidário/a com a vida.

Beijinho Lisette
Adélia

Pedrita disse...

eu me lembro de uma pessoa dizendo que passou de 40 quilômetros por hora, já pode ser grave se tiver um acidente. e eu me incomodo com esse costume no brasil de só andar na velocidade solicitada quando tem radar. e ficam sinalizando pra vc sair da frente qd vc está na velocidade máxima. tb lembro q sou em geral ridicularizada por andar nas estradas na velocidade permitida. e falam que sou boba. é assim que infelizmente pensam. quem está certo é o errado. beijos, pedrita

O Árabe disse...

Tão fácil e tão importante, não, Lisette? Triste é que não aprendemos a respeitar a vida! Bom resto de semana, amiga.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá Lisette, excelente sua postagem, o vídeo,
assisti duas vezes, eu vi um acidente acontecer assim, há poucos dias,
foi chocante e horripilante. Houve mortes.
Parabéns, pela colaboração tão importante a todos que usam as estradas. Grande abraço!

Crocheteando...momentos! disse...

Lisette...é muito importante este alerta...e se todos fôssemos mais cuidadosos...muito acidente se evitaria!!! Bj

lua singular disse...

Oi querida
Aqui em casa todos dirigimos no limite, mas não adianta a moçada irresponsável bebe e dirige e são muitas famílias que sofrem para sempre
Beijos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha amiga gosto de vir ao seu blogue e inteirar-me
dos seus bons conselhos.
Desejando que se encontre bem.
Bj.
Irene Alves

Algodão Tão Doce disse...

Palavras gentis podem ser curtas e fáceis de falar, mas seus ecos são
verdadeiramente infinitos.
(Madre Tereza de Calcutá)
Amo suas postagens cheios de informação, parabéns!

Um abençoado inicio de mês!!!!
Beijos Marie.

Vanuza Pantaleão disse...

Ah, se todos os motoristas tivessem o seu conhecimento, Lisette! Com certeza, muitas vidas seriam poupadas de tantas tragédias que acontecem com frequência por aí.
Amiga, um lindo fim de semana!Bjsss

Vanuza Pantaleão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanuza Pantaleão disse...

Obs.: O comentário acima foi excluído porque houve "um conflito" lá no blogger (risos) e surgiu uma duplicação do mesmo.
Valeu, amiga!!!

Vanuza Pantaleão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magia da Inês disse...


Informação é imprescindível!

Boa semana com muita saúde e muita harmonia!
Beijinhos¸⋰˚✿
✿¸⋰˚✿

Lucimar da Silva Moreira disse...

Respeitar a velocidade é preservar a vida,Lisette beijos.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Bom trabalho, Amiga. Vale o esforço.



Beijos



SOL

Profª Lourdes disse...

Boa tarde amiguinha é muito bom vir aqui e ter umas lições importantes para nossa vida e o respeito a vida do outro. Quem respeita o trânsito respeita a vida. Parabéns!
Bjuss uma tarde abençoada.

Lilasesazuis Gata disse...

Eu sempre estou atenta nos limentes de velocidade.

Acho muito, muito , muito importante...aliás, na estrada se o permitido é 100...não ultrapasso os 90...e assim sucessivamente.

Eu sempre tive medo de altas velocidades...o carro é apenas uma máquina e tanto o carro quanto nós, podemos apresentar "defeitos" a qualquer momento...

beijinhos, Lisette, boa semana,

Lígia e =^.^=

Liziane Behrenz Silva disse...

OI, GOSTARIA DE UM EMAIL PARA CONTATO.
ABRAÇO!
:)

Duarte disse...

O que sim é certo é que muitas vezes tais limites não estão bem gestionados.
Numa estrada com boa visibilidade e bom firme, não se deve ir a 40... isso é um atraso de vida.
Devemos cumprir, é certo, ainda que quem sinalizou não seja coerente. Mas tanto aí como aqui.
Abraços

Ghost e Bindi disse...

Apesar de alguns limites poderem ser questionados, é preciso que sejam respeitados, de outro modo o trânsito vira (como já virou) um caos, em que cada um faz as suas regras.
Desejamos uma linda semana para você!
Bíndi e Ghost

Luma Rosa disse...

Oi, Lisette!
Dificilmente ando pela cidade à pé e noutro dia resolvi caminhar até o centro - estava com tempo! Notei que nos bairros periféricos ao centro onde o movimento de carros é maior, a velocidade dos carros era razoável. Tive até a impressão que estavam todos passeando. No entanto, quando cheguei ao centro percebi que as pessoas estavam dirigindo de modo insensato. Ao contrário dos bairros em que a velocidade era baixa, lá no centro as pessoas estavam pisando no acelerador - o que é estranho, já que o engarrafamento e os inúmeros sinais não deixavam que ninguém aumentasse a velocidade, mas em curto espaço de distância, a corrida para não pegar sinal fechado era constante. Além do exame de vista, deveria ser feito algum exame mental nas pessoas para habilitar a dirigir qualquer veiculo.
Beijus,

O Sibarita disse...

Porreta esse texto informação! Dona menina, vc é a tal da segurança! kkkkkk

Obedecer a sinalização e velocidade estabelecida é ser responsável, é ter conduta de um excelente condutor veicular!

O Sibarita

Giancarlo disse...

Un felice fine settimana per te...ciao.

Poções de Arte disse...

Bom dia!
Bom saber dessa classificação e infelizmente, mesmo com tantas placas, muitos não obedecem as sinalizações.
Infelizmente, por aqui, temos ruas e avenidas que a sinalização está um caos. Em espaços pequenos têm vários tipos de placas - 60, 40... um absurdo e ainda com radares em cima. Mesmo obedecendo a sinalização, parece mais algo proposital apenas para arrecadar. Estes dias, marido até tirou foto de um local para mandar para as autoridades, pois é impossível reduzir de 60 para 40 onde colocaram o radar.

Abração e ótimo dia.

Clau disse...

Oi Lisette,
É importante conhecermos e estarmos
atentos aos limites de velocidade;
e devemos levar em consideração que a 'máxima permitida',
nem sempre será a mais segura...
Bom fim de semana! Bjs :)

Augusto Sperchi disse...

Oi Alessandra/ Lisete!
Gostei de sua passada por lá no meu blog.
Por que há tantas pessoas que ultrapassam o sinal, param na faixa de pedestre, não dá sinal, usam farol de xenônio, vidro fumê, atropelam e não socorrem, estacionam em lugar proibido, usam fila dupla onde não deve e tantas infrações mais? Sou professor e confesso que sinto vergonha do comportamento da sociedade em que vivo. Não é a lei que mudará esse estado, mas uma educação séria e comprometida com a mudança para melhor. Pena que não estarei vivo para ver isso acontecer, apesar do meu empenho em educar com qualidade.
Um abraço!