Translate

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Rio Grande do Sul tem queda de 9% em mortes no trânsito entre 2010 e 2013


Dados divulgados pelo Detran mostram que 1.984 pessoas morreram em acidentes no ano passado

Rio Grande do Sul tem queda de 9% em mortes no trânsito entre 2010 e 2013 Divulgação/Caroline Bicocchi/Palácio Piratini
O governador Tarso Genro entregou 16 viaturas à Brigada Militar, que serão usadas em operações da Balada Segura no interior do EstadoFoto: Divulgação / Caroline Bicocchi/Palácio Piratini
O número de mortes em acidentes no Rio Grande do Sul está em queda. Na manhã desta terça-feira (18), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) divulgou que, nos últimos três anos, houve uma redução de 9,4% nas estatísticas. Em 2010, morreram 2.191 pessoas no trânsito; em 2011, 2.037; em 2012, 2.091; e no passado, 1.984.
Em comparação com 2012, a diminuição de vidas perdidas em ruas e estradas gaúchas no ano passado foi de 5%. Na Capital, de 2010 a 2013, a queda no número de mortes foi de 11,7% — passou de 137 para 121. Para o governador do Estado, Tarso Genro, há espaço para avanços:
— Mais de 90% dos acidentes ocorrem por imperícia, imprudência e negligência. Isso significa que podemos avançar com políticas públicas eficientes e conscientização. Isso está sendo feito aqui com a colaboração das polícias e do Detran.
Na comparação com o aumento da frota de veículos, hoje de quase 7% ao ano, a redução de acidentes fatais foi de 25,7% para cada 10 mil veículos, passando de 4,7 para 3,5. O diretor-presidente do Detran, Leonardo Kauer, entende que "há muito trabalho a fazer":
— É uma chaga da sociedade o trânsito, e o álcool contribui muito para os dados negativos. Devemos ser mais perseverantes e progressivos. Caso contrário, há um descrédito da população com as políticas públicas.
Ampliação do Balada Segura 
Em fevereiro de 2014, a Balada Segura completou três anos e tornou-se o principal instrumento do governo Tarso para a queda das mortes no trânsito. Desde a primeira blitz, em 4 de fevereiro de 2011, foram abordados mais de 88 mil veículos e realizados 70,8 mil testes do bafômetro. Quase 8 mil condutores acabaram autuados por embriaguez.
Presente em 20 municípios gaúchos, a Balada Segura deve ser estendida para mais 24 cidades neste ano. Nesta manhã, Tarso Genro fez a entrega simbólica de 16 viaturas à Brigada Militar, que serão utilizadas para o programa no interior do Estado. 
Conforme o Detran, a média de infrações por uso de álcool ou entorpecentes ao volante era de 8,6 mil ao ano em 2009 em todo o Estado. Após a implantação da Balada Segura e aumento da fiscalização, o número saltou para 24 mil em 2012. Em 2013, foram 20,8 mil autuações.
Veja números do aumento da frota de veículos no Estado
Dados da Operação Balada Segura (desde fevereiro de 2011):
— 88 mil veículos abordados
— 70,8 mil testes do bafômetro realizados
— 8 mil motoristas autuados por embriaguez
— 8 mil habilitações recolhidas
— 6 mil veículos recolhidos

21 comentários:

ONG ALERTA disse...

Infelizmente não acredito nesta estatística, pois só é computada a morte no local dos acidentes, quando a vítima é levada para pronto socorro, hospital e veja falecer não colocam nas estatísticas.
Então este número não é verdadeiro....

Marineide Dan Ribeiro disse...

Também não acredito em estatísticas...elas mentem sempre, infelizmente.

Beijos e um ótimo fim de semana!

Lu Citadin disse...

Está na hora de mudar a forma de contar as mortes no transito....temos falsos resultados,falsas esperanças....nos fazem acreditar que estamos melhorando....mas não é verdade.

Luconi Marcia Maria disse...

Com certeza também não acredito em estatísticas,infelizmente raramente traduzem a realidade, a luta é enorme e não se pode parar, cada um fazendo a sua parte, se conscientizando e conscientizando os outros, é a única forma, mudar a forma de pensar do povo, processo demorado, mas acredito ser o único, beijos e mais uma vez parabéns pela tua luta, Luconi

Maria Rodrigues disse...

Lisette passando para deixar um beijinho
Maria

Anne Lieri disse...

É uma pena que nem sempre essas pesquisas sejam acertadas. Seria bom se fossem! bjs e boa semana,

Ana Bailune disse...

Bom dia, Alessandra.
Será que é verdade? Notícias são fabricadas a todo instante. mas... quem sabe?...
Tenha um lindo dia!

Lidia Ferreira disse...

Toma que seja verdade ,vamos torcer que seja ne
bjs

Graça Pereira disse...

O meu regresso ao teu blogue com esta bela notícia, foi para mim um prazer, uma alegria...
Constato que continuas a ser o anjo bom que luta, como S. Jorge, para que tudo volte a normalidade.
Um beijo amigo
Graça

Ailime disse...

Olá Lisete, por vezes as estatísticas não revelam a verdade dos factos, mas vamos ter esperança para que aos poucos se torne realidade verídica.
Um beijinho e força nessa luta. Ailime

Dalva M. Ferreira disse...

É preciso ter fé! Abração.

MARILENE disse...

Não importa que as estatísticas mostrem queda nos números porque, ainda que fossem eles insignificantes, famílias estariam convivendo com a dor da perda. Todas as providências são aplaudidas, mas a única que surtiria efeito seria a da direção com responsabilidade e consciência. Bjs.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

A redução de
mortes no trânsito,
deveria ser
um projeto de País.
Uma vida salva,
um futuro
que se constrói.

Cuide de quem você ama.
O amor é nosso maior compromisso com a vida.

Flor de Jasmim disse...

Lisette querida, gostei imenso de ler as noticias, mas vou ser muito sincera contigo, não consigo acreditar nesta estatística.

beijinho e uma flor

Pérola disse...

Oxalá as coisas estejam a melhorar.

Beijos

Lulu on the Sky disse...

Será que essa estatística está certa? Tenho minhas dúvidas.
Ótima quinta-feira!
Big Beijos
Lulu on the sky | Vote no blog para o premio Top Blog | Acerte Bolão do Oscar

teca disse...

Espero que melhore a cada dia... educação para o povo!!!

Beijo.

Tetê disse...

Essas estatísticas a favor do governo e orgãos públicos nunca são verdadeiras! Bom seria se assim fosse... E agora começa um período de muitos acidentes! Deus nos proteja a todos! Bjks Tetê

Lucimar da Silva Moreira disse...

Seria bom se fosse verdade essa estatísticas o Brasil seria outro, Lisette passando pra desejar uma ótima quinta-feira beijos.
http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

Vera Lúcia disse...


Olá Lisette,

Acredito também que as estatísticas são falhas. Independente delas, é preciso perseverar nas providências que visem a diminuição dos acidentes. Todos nós, condutores, devemos fazer a nossa parte, dirigindo com cautela e observando as normas do trânsito.

Ótimos dias.

Beijo.

Cadinho RoCo disse...

Parabéns para o Rio Grande do Sul que tem uma população com destacada consciência social frente a outros Estados brasileiros. Gosto do RS.
Cadinho RoCo