Translate

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Balanço da PRF aponta queda nos acidentes nas rodovias no fim de ano

02/01/2014 09h12 - Atualizado em 02/01/2014 20h52

Foram 756 acidentes a menos que em 2012, segundo dados da PRF.
Número de mortes também foi menor do que o registrado ano passado.

Do G1, em Brasília




O número de acidentes nas rodovias federais nos feriados de fim de ano foi 10% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal. A PRF comparou as ocorrências registradas de 20 de dezembro de 2013 a 1º de janeiro de 2014 com as registradas em 20 de dezembro de 2012 a 1º de janeiro de 2013. De acordo com os dados, antecipados pelo Bom Dia Brasil, a quantidade de acidentes diminuiu de 7.407 para 6.651.
Balanço de ocorrências nas rodovias federais
2012
2013
Acidentes
7.407
6.651
Mortes
420
379
Feridos
4.642
4.352
Fonte: Polícia Rodoviária Federal
O número de mortes registradas também foi menor. No Natal e réveillon do ano passado, 420 pessoas morreram nas rodovias federais. Neste ano, foram 379 mortes. A maior causa de mortes foram as colisões frontais, que resultaram em 83 vítimas fatais.
Para Stênio Pires, coordenador-geral de operações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a redução das mortes foi um resultado do aumento das fiscalização, do planejamento, e da Lei Seca.
"Não existe um único fator que contribuiu para a redução de acidentes. O trânsito é sempre complexo", justificou.
Em 2013, a Polícia Rodoviária Federal identificou os 100 trechos com mais acidentes fatais e intensificou a fiscalização nesses pontos, coordenando esforços federais, estaduais e municipais. Essa operação recebeu o nome de Operação Rodovida.
Lei Seca
No período da operação de final de ano nas estradas, a Polícia Rodoviária Federal multou 1.697 motoristas que beberam antes de dirigir. Desses, 461 foram presos por conduzirem com mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou por terem se recusado a soprar o bafômetro, apesar de apresentar sinais de embriaguez.

(OBS.: No momento da publicação desta reportagem, foi informado que 996 motoristas haviam sido multados por embriaguez, com base em balanço divulgado pela PRF. No início da noite, o órgão atualizou o dado, informando que foram 1.697 os motoristas flagrados por beberem antes de dirigir. A informação foi corrigida às 20h51).
Segundo a PRF,  42% das prisões foram feitas por recusa do motorista em soprar o bafômetro.
A maioria das multas aplicadas pela PRF foram por ultrapassagem  em locais proibidos. Foram 7.007 autuações, que representaram 20,66% do total.
“O tipo de acidente que mais mata nas estradas é a colisão frontal, causada por ultrapassagens em locais proibidos, por isso orientamos os nossos efetivos a fiscalizar com bastante rigor essa infração”, afirmou Pires.
O segundo tipo de infração que mais gerou multas foi dirigir carro não licenciado. Foram  2493 autuações desse tipo, 7,35% do total. As multas para motoristas não habilitados foram 1921 casos, 5,67% do total.
Acidentes por estado
Minas Gerais, estado com a maior malha rodoviária do país, registrou o maior número de acidentes, 1.102 acidentes. Em segundo lugar aparece Santa Catarina, com 751 acidentes, e depois o Paraná, com 750.
Minas Gerais foi o estado também com o maior número de mortos, com 64 vítimas fatais. Apesar de não ser um estado com a maior concentração de acidentes, a Bahia foi o segundo com o maior número de mortos, 43.
“A Bahia tem apenas pouco mais de 200 quilômetros de rodovias duplicadas, o que resulta em um percentual maior de colisões frontais", disse Pires.
No Distrito Federal aumentou em 114% a quantidade de mortos nesse período. No final de 2012 haviam sido 7. Já em 2013, foram 15. De acordo com Pires, a causa foi o aumento no fluxo de veículos saindo de Brasília, combinado com a chuva.
Outro estado que teve aumento no número de mortos foi São Paulo. Apesar de ter havido redução no número de acidentes (caiu de 540 para 446) e de feridos (reduziu de 258 para 194), o acidente na Régis Bittencourt com um ônibus que ia de Curitiba para o Rio de Janeiro contribuiu para o aumento na estatística.
O acidente aconteceu próximo à cidade de São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo e deixou 16 mortos.

37 comentários:

ONG ALERTA disse...

O que posso dizer, não acredito nestes números pois a guerra do trânsito só aumenta a cada ano.

Néia Lambert disse...

Difícil acreditar, nem mesmo o conjunto de medidas mudam a consciência dos motoristas.

Beijos

Ana Bailune disse...

Olá! Tomara que isto signifique uma evolução. Tomara!

BIA disse...

Também não acredito nestas pesquisas... e nem em outras que divulgam... a última pesquisa sobre a inflação dizem que diminuiu... mas na verdade é o contrário... alguns produtos triplicaram de preços... estas pesquisas são tão mentirosas, não somente nas questões do trânsito mas também sobre outras coisas que afetam a vida das pessoas. Ainda bem que existem pessoas neste mundo que lutam pelas coisas certas.
Boa semana Lisette!!!
Bjs :)

Dorli disse...

Oi Lisette
Ninguém faz nada, então as famílias têm que tomar as rédias.
Aqui onde moro que é um nicho tem tantos acidentes com mortes e agora virou moda suicídio. Pode?
Quando meu filho vai para outra cidade, se vai dirigindo não bebe nada e na volta se tiver alguém que não beba vem dirigindo, do contrário ele não bebe nada.
Por que deixam os filhos fazerem o que querem?
Temos que colocar rédeas nos nossos filhos, temos que fazer a nossa parte.
Beijos
Lua Singular

Anete disse...


Se realmente for verdade, que bom!
Mas medidas devem ser tomadas e bem tomadas para que possamos crer!

Um Bom Fim De Semana...
Bjs

Michelle Louzeiro Nazar disse...

Amiga Lisette, quanto tempo...Sumi pois tive um filho minha amiga! E voltei com o blog há pouco tempo...bom voltar e ver que teu trabalho é incessante! Bjs e saudades.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Lisett
Ano Novo e algumas novas realizações já se desnudam para cada um de nós...
Me alegro que tenha se lembrado de mim enquanto fazia um retiro espiritual para abastecer-me para o que há de vir...
Vi poucos acidentes nas viagens e sem gravidade alguma, graças a Deus, só raspadinha em carros... batida entre dois caminhões sem vítimas... ainda bem!!!
Seja muito feliz nas primícias doe 2014!!!
Bjm festivo

Lidia Ferreira disse...

Concordo plenamente com você, eu tb não acredito nesses números
bjs

Rita disse...

Um bom final de semana!!

Nesse começo de ano quero desejar muita paz
saúde e sucesso nesse espaço tão bonito onde
encontrei uma amizade perfeita.
Parabéns sempre, e que td por aqui continue assim
Cheio de encantos

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Maria Ferreira N. Vechi disse...

Boa notícia.
Bom seria se a estatística continuasse a cair.Seria uma vitória.
Bjs,ótimo final de semana!

Dalva M. Ferreira disse...

O raio cai sempre na casa do vizin ho... ledo engano! O que se vê é sempre o monstro chegando cada vez mais perto da gente. Não adianta não ter carro, não adianta andar só de transporte público, não adianta usar bicicleta: existe o OUTRO. Um abraço bem apertado, querida.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Em Portugal também é a mesma coisa, é pior que uma guerra.

Um beijinho e um ano cheio de amor e paz.

Sonhadora

Renata Diniz disse...

Oi Lisette! E ainda que fosse verdade, o número é muito alto. Pena. Beijo.

Fê blue bird disse...

Pode ser que as coisas comecem a melhorar por aí.

Quero lhe agradecer a visita carinhosa ao meu blogue e desejar um bom 2014.

beijinho

Dona GAM (GAM DOLLS - 2) disse...

BOA NOITE, COLEGA LISETTE!
É... O PATAMAR PARECE POSITIVO MAS AINDA EXISTE MUITA IMPRUDÊNCIA E IRRESPONSABILIDADE E ISSO, NÃO É NADA ANIMADOR. É FATO! :(
OBRIGADA POR VISITAR MEU CANTINHO. ÉS SEMPRE MUITO BEM-VINDA, VIU?
TENHA UM LINDO DOMINGO. ABRAÇÃO PRA VOCÊ! :)

Marisa Giglio disse...

Concordo com sua afirmação ,Lisette . A guerra no trânsito continua aumentando . Bom domingo . Beijos

Lu Citadin disse...

Estatisticas que nunca são precisas....!
Isso precisa mudar.

Bandys disse...

O i Lizette,

Eu tambem não acredito nessas estatiticas. Perdi um amigo agora no fimal de anp, acidente na estrada, foi socorrido, mas a cidade (leopoldina-MG) não tinha atendimento adequado.
Alem dos acidentes ainda temos nossos hospitais fracassados. E a D> Roseana querendo comprar quilos de camarão, lagosta etc...

Desculpe o desabafo, mas esse pais é uma VERGONHA!!!

Beijos querida , boa semana

Tetê disse...

Oi Lisette! Eu não acredito em estatísticas do órgãos públicos! É tudo maquiado em favor do Governo! Bjks e uma semana abençoada! Tetê

Profª Lourdes disse...

Olá querida, na verdade o trânsito mata mais que na guerra. Infelizmente!
Grata pela visita, volte sempre, aquele cantinho é nosso.
feliz final de tarde!
Paz e Harmonia e que Jesus ilumine seus passos, hoje e sempre.
Abraços da amiga Lourdes Duarte.
http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/

O Árabe disse...

Sim, talvez tenham diminuído. Mas, quando se pensa em pessoas, no lugar de números, continua a ser um absurdo de vidas perdidas e dores que poderiam ser evitadas! Boa semana, Lisette.

Anne Lieri disse...

Oi Lisette! Ainda me surpreendo com essas estatisticas,apesar de ter diminuido. E colisões frontais nas estradas são de assustar tb! Ainda estão bebendo ao volante,infelizmente! Uma boa semana pra vc,amiga! bjs,

Lis Fernandes disse...

Olá, Lisette!

Vamos torcer para que esses dados sejam verdadeiros, e que haja mais conscientização por parte da população.
Precisamos disso.
É uma necessidade.
Beijos,
Lis

✿ chica disse...

Tomara seja mesmo assim!Precisamos! bjs praianos,chica

Lucimar da Silva Moreira disse...

Vamos torcer pra que seja verdade mesmo, Lisette beijos.

Ane disse...

Será que os motoristas estão mais conscientes? Vamos esperar que sim,a esperança é a ultima que morre!Um abraço!

Crista disse...

Será que dá para acreditar???
Eu não acredito.
Beijos...

Flor de Jasmim disse...

Nunca acreditei nos números que nos são fornecidos, no entanto se assim for, e bom, masque se tomem medidas a serio.
Amiga deste lado do oceano, não são só acidentes rodoviários como suicídios, estão a aumentara a cada dia, o desespero toma conta das nossas vidas.

boa semana querida

beijinho e uma flor

Beleza Sem Fim disse...

Lisette,
É muito difícil essa situação.
Vc quer acreditar nas coisas mas é difícil.... medidas tomadas e bem tomadas é a solução.
Bjs

Denise disse...

Os motoristas ainda são muito irresponsáveis e sem consciência. Seria muito bom que as pessoas mudassem seu proceder, independente das multas. Muita paz!

Toninho disse...

Ah, os numeros que ainda me assustam.
Ainda temos muitas vidas ceifadas nestas armadilhas e notamos que as causas tem sido as mesmas,como se medida nenhuma tenha surtido efeito.
Oxalá possamos ver numeros menores Lisette.
Um carinhoso abraço amiga.
Bjo de paz e luz nos seus dias.

Luma Rosa disse...

Oi, Lisette!
Mesmo que os números tenham diminuído, eles são bastante altos!
No noticiário, vi acidentes gravíssimos!
Beijus,

Dorli disse...

Oi Lisete,
No Brasil os acidentes poucos vão abaixar, pois as leis são muito brandas e antigas.
Aqui é o país do "jeitinho".
Beijos
Lua Singular

Sissym Mascarenhas disse...



Dificil crer, hoje mesmo vi um na tv que fiquei pensando "como?!".

Bjs

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Lisette, gosto de vir aqui,pois saio com ótimas informações.É difícil a conscientização do ser humano em tomar mais cuidados no trânsito, pois temos que dobrar a atenção. Triste, tantas mortes.... Desejo de coração que haja, realmente uma mudança. Abraço!

Celina disse...

LISETE, AQUI NA REGIÃO QUE EU MORO DÁ IMPRESSÃO QUE NUNCA HOUVE TANTO ACIDENTE COMO AGORA, ATÉ NA CAPITAL, NAS BRS FOI MUITO ÔNIBUS CAINDO NAS RIBANCEIRAS E MUITAS MORTES, AGORA MESMO ESTÁ DANDO, ACIDENTES NA BAHIA UM ÕNIBUS E DE UM CAMINHÃO. UM ABRAÇO FRATERNO. CELINA