Translate

terça-feira, 28 de maio de 2013

Game ensina educação no trânsito para jovens

Para participar de uma corrida que acontece na cidade fictícia de Santa Fé, um adolescente que acaba de completar 18 anos precisa tirar sua primeira carta de habilitação e mostrar que conhece todas as regras de trânsito, sem cometer infrações. Esse é o enredo principal do game educativo Vrum, criado pela startup Think Box, nos padrões de jogos queridos dos adolescentes como o GTA – sigla de Grand Theft Auto, série de games que simula locais fictícios modelados em cidades norte-americanas.

O Vrum, que é direcionado a estudantes do 6o ao 9o ano, tem o intuito de ensinar aos jovens, desde cedo, a serem mais responsáveis no trânsito. A proposta é levá-los a conhecer melhor a sinalização, as questões que envolvem a segurança dos motoristas e dos pedestres, os órgãos e entidade do trânsito. E ainda, os prepara melhor para as etapas de obtenção da carteira de habilitação, simulando exames como o psicotécnico e até exercícios de baliza.

“Decidimos trabalhar na educação do trânsito pela inexistência de iniciativas preocupadas com isso. A ideia é que o jogo também ajude os professores a trabalhar o tema de modo transversal no currículo, já que o Código de Trânsito Brasileiro, de 1998, afirma que educação no trânsito deve ser aplicada em todo o ensino básico”, afirma Pedro Alves, diretor de desenvolvimento da Think Box. “No Brasil, infelizmente, o governo gasta bilhões remediando o que acontece depois dos acidentes e com campanhas publicitárias sobre o assunto, e esquecem de criar programas mais efetivos nas escolas”, completa.

O game começa com a chegada do jogador à autoescola, acompanhado pela mãe. Na cidade fictícia, em um ambiente 3D, ele caminha, anda de bicicleta, pega ônibus e dirige e, ao longo de todo o processo, é desafiado a respeitar as regras de trânsito. “Queremos também descontruir a figura do carro como único meio de transporte. Por isso, no game o jogador precisa usar o transporte público, como ônibus e trem, para entender que esses meios podem gerar menor impacto ambiental, diminuição de trânsito, entre outros aspectos”, afirma.

Na autoescola, o personagem se submete, por exemplo, a procedimentos para tirar a carteira de habilitação, como as simulações dos exames de vista, psicotécnico e teórico, realizados no Denatran. Realiza ainda os treinamentos básicos, como dirigir em circuitos e pela cidade, realizar a prova do Detran, fazer o emplacamento do carro e entender a importância do transporte público. “A cada dois minutos, um acidente de trânsito acontece em alguma via do país, ou seja, uma média de 30 acidentes por hora. Nosso sonho maior é formar jovens que se tornem motoristas e pedestres mais educados, responsáveis e conscientes de seus direitos e deveres”, diz.

Todas as ações do personagem são convertidas em duas formas de pontuação. A primeira se refere à pontuação relacionada à carteira de motorista do jogador e a segunda à pontuação do ranking geral, que representa os bônus pelas ações e missões que o jogador realiza na cidade de Santa Fé.

O game é gratuito, porém, por enquanto, está disponível apenas para escolas públicas da Paraíba que fazem parceria com o Detran. A startup também vem contatando o órgão junto a secretárias de educação, para a comercialização do projeto em grande escala para instituições de todo o país.

A proposta é não só oferecer o game, mas o Programa Brincando e Aprendendo Sobre o Trânsito, metodologia para implementação da educação para o trânsito nas escolas. O programa inclui a capacitação dos professores, suporte técnico e a ajuda para analisar gráficos e relatórios que são gerados a partir da atuação dos alunos nos games.

 “Será possível ter um diagnóstico do aluno ao decorrer do jogo, mostrando sua evolução. Por exemplo, saber se ele conseguiu diminuir o limite de velocidade, quantas vezes respeitou a faixa de pedestres e sinalização”, diz. Também são realizadas ações motivacionais, selecionando e premiando os melhores jogadores por escola ou cidade por meio do ranking.

Os criadores do jogo sonham também em expandir a iniciativa para outros países. O nome da cidade fictícia Santa Fé foi escolhido estrategicamente. De fácil pronúncia pelos vizinhos latinos, Santa Fé também a capital do estado norte-americano do Novo México. “Dos dez países do mundo com mais problemas no trânsito, nove estão na América Latina. O Brasil está em quinta colocação. No futuro, também planejamos criar um jogo voltado para o público latino-americano”, afirma Alves.

Fonte: 17/04/13 /http://porvir.org/porfazer/game-ensina-educacao-transito-para-jovens/20130417

33 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lisette
Bastante interessante esse método , como se fosse uma brincadeira, desperta o interesse dos adolescentes, e eles acabam aprendendo. Gostei muito.
Bjux

Lilá(s) disse...

Talvez começando pela jovens os resultados sejam mais notórios. Interessante!
Bjs

Gracita disse...

Oi Lisette
Aprender de forma l údica, além de ser mais prazeroso contribui enormemente para uma aprendizagem significativa. Uma excelente iniciativa e com certeza contribuirá para a formação de condutores mais conscientes.
Beijos
Gracita

Lu Citadin disse...

Grande iniciativa,Parabéns aos criadores.É educando as crianças que se criam adultos conscientes.

ONG ALERTA disse...

Realmente interessante e mais interessante é que ainda não foi implantado em todo país porque será o que as auto escolas estão com medo de perder? Pois a burocracia para uma CNH é tamanha.
Tudo ficaria mais simples e prático, pena que aqui no Brasil tudo demora quando alguém não ganha....

Clau disse...

Oi Lisette :)
Um jogo instrutivo,que precisa ser expandido no Brasil inteiro.
Tudo que possa ajudar na educação do trânsito,é bem vindo.
Bjs!

Dorli disse...

Oi querida,
Que bom que estão se mobilizando para ensinar as crianças a terem também responsabilidades no trânsito.
Já deveria ter chegado no Brasil. Ele m,andam para as escolas infantis só as plaquinhas e alguns carrinhos.
Beijos
Lua Singular

Renata Diniz disse...

Oi Lisette! Legal, aprender brincando é sempre muito interessante. Beijo!

Flor de Jasmim disse...

Mesmo como se fosse uma bricadeira, seja uma excelente iniciativa começando pela juventude.

beijinho e uma flor

Bia Jubiart disse...

Boa noite Lisette!

Acho que a educação preventiva ainda é o melhor caminho p/ evitar tragédias... Achei o jogo muito original e educativo!

Bjãooooooooooo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Lisette! Estive ausente para tratamento de saúde, mas com a graça de DEUS estou bem, e voltando com a esperança de poder continuar contando com a tua valiosa amizade.

Aprender jogando é sempre mais fácil. Brilhante ideia. O criador está de parabéns.

Beijos e muita paz pra ti e para os teus.

Furtado.

lita duarte disse...

Coisa boa! Que seja bem utilizado.

Bjs.

Camila Monteiro disse...

O videogame atrai o jovem para coisas errada né? Então achei super digno atrair para coisas boas tb! Adorei mesmo essa iniciativa.
Quero jogar hahaha
Bjs

MARIA JOSE Rezende disse...

Olá amiga. Gostei do método. Aprender brincando. Beijos e um ótimo feriadão.

Celina disse...

Oi Lisette, estou de volta e vim te visitar, Tudo que se faça em prol de melhoria vai ser bom para todos, principalmente para o nosso povo carente de muitas coisas. Um abraço amiga de saudades. Celina

Carolina disse...

Ola Lisette,
interessante, gran iniciativa, sao muito necessarias políticas desse tipo para jovens.
Abracos.

Blue disse...

O caminho é a educação, de todas as formas possíveis.. Embora eu me pegunte sempre: será que todos estes jovens que causam acidentes não tiveram uma educação sobre trânsito? Ou mais simples: será que estes jovens não sabem que beber e dirigir não combina?

Beijo

Cidinha disse...

Olá Lisette. Bom dia! Um bom feriado. Que ótima informação! Quem sabe em vez de se gastar milhões retocando aqui e ali, haja concientização desse grande problema. Interessante o novo método! Muito bom estar aqui, pois ando ausente devido ao tempo. Obrigada por partilhar sempre! Agradeço também seu carinho sempre presente no blog. obrigada! Bjos.

Nilson Barcelli disse...

Uma ideia interessante e original.
Talvez dê bons resultados.
Um beijo, minha querida amiga Lisette.

Ailime disse...

Olá Lisete, acho muito interessante e útil essa ideia! As crianças, os jovens são mais receptivos a esse tipo de aprendizagem. A brincar também se aprende. Um beijinho. Ailime

Nyce Pinto. disse...

Nossa caminhada é muitas vezes com passos bem curtos, mas devagar e sempre vamos conseguindo chegar ao ideal em todos os sentidos da vida! Hoje acontece o possível, amanhã o ideal! Sempre muito interessante as tuas postagens.
Um abençoado final de semana! Muita paz! Abraços...

Evanir disse...

Muitas vezes quando perdemos a esperança e pensamos que é o fim,
Deus sorri lá de cima e diz:
Acalme-se confia em mim... é apenas uma curva não é o fim!
Se Deus encheu tua vida de obstáculos,
é porque ele acredita na tua capacidade de passar por cada um!
Se não podemos mover a terra com nossas palavras,
podemos mover o céu com as nossas orações!
Nossa amizade é como um diamante lapidado...
Seja feliz, DEUS estará sempre ao seu lado!
Um carinhoso abraço beijos no coração.
Carinhos na Alma.
Sempre sua amiga..Evanir..

Imaculada disse...

Ótima e oportuna este post!
É de grande importância que todas as escolas insiram a educação para o trânsito e faça parcerias para capacitar os professores.
Aqui, algumas escolas que já tem parceria com Autoescolas.
Amei te ler! Esse game com certeza
é muito bom!
Vamos torcer para que chegue também em outros estados.
Abraços! boa noite e um amanhecer lindo pra ti.

MARILENE disse...

Uma iniciativa louvável. Começando com crianças e adolescentes teremos mais chance de ter pessoas educadas
no trânsito, cumpridoras de regras que evitam acidentes. Bjs.

Magia da Inês disse...

º° ✿⊱°º•.

Já é um bom começo...
Bom fim de semana!
Beijinhos

¸.•°❤❤⊱彡

Anne Lieri disse...

Puxa,que ideia mais legal!É de iniciativas como essa que precisamos!Tomara que o game vá pra todo Brasil.bjs,

Fê Blue bird disse...

Muito interessante este projecto, pois um jogo pode ser divertido e educativo ao mesmo tempo.

beijinho

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Só podemos
reverter a tragédia
do trânsito
com leis severas
e educação eficiente.

A vida é feita
dos sonhos que nos habitam.

Mary disse...

Oi Lissete,Muito interessante esse jogo.
Tudo é valido nessa guerra urbana que mata demais, como é o transito nas nossas estradas.

Vim te desejar um abençoado fim de semana.


Bjo

. intemporal . disse...

.

.

. assim sim . :) . porque prevenir . é muito melhor . do que remediar .

.

. um bom fim.de.semana .

.

. um beijinho meu .

.

.

Maria Rodrigues disse...

Uma ideia bem interessante.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Luma Rosa disse...

Oi, Lisette!
No Brasil, os governantes não se preocupam com o cidadão; Leis não educam. Aliás, as leis são impetradas para normatizar o que já está imposto pela sociedade. Em alguns países, as crianças aprendem nas escolas, as leis de trânsito e tem aulas de cidadania. Aqui no Brasil, dificilmente os carros param para um pedestre poder passar e muitos são motoristas "velhos". A mentalidade é que precisa mudar!
É muito dígna a criação do game, afinal, a máquina tem substituído muitas das ações que seria de responsabilidade humana.
Bom fim de semana!!
Beijus,

Elisa T. Campos disse...

Grande iniciativa ensinando através de games. As crianças terão mais discernimentos e responsabilidades na direção dos veículos.

Obrigada pela informação.
Bjs.