Translate

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Dois anos depois, Alessandra

Hoje devem ter infinitos aniversários, casamentos, dias maravilhosos e talvez mães como eu que contam segundos, minutos horas, dias, semanas, meses e anos...não posso buscar resposta por algo que ninguém sabe, mas posso me tornar uma pessoa melhor tenho uma história para terminar neste mundo e vou faze-la da melhor maneira que eu puder, não quero nada de ninguém pois cada um da aquilo que pode, tudo que alguém fizer com a razão terá um resultado mas tudo que for feito com o coração será para sempre.
Dois anos se passaram e...a saudade, este é o maior aprendizado de um ser humano viver com um sentimento que não dominamos cada dia eles é diferente, sinto falta do teu cheiro, do teu abraço, do teu sorriso te ti minha filha...Eu sempre irei te amar por toda a minha vida...e espero um dia poder estar ao teu lado e te colocar no colo como fiz minha vida inteira.
Aprendi que quando ocorrem acidentes nem sempre motorista é o culpado, existem armadilhas no trânsito que muitas pessoas nem imaginam, só quero passar estas infromações e tentar mudar o que esta errado, não vou mudar o mundo, mas não posso me omitir, não fazer nada pois tem muitas pessoas morrendo no trânsito e poucos fazendo sua parte.
O trânsito é fruto do homem ele criou e tornou este uma anarquia então ele deve consertar o que esta errado!!!!
Os governos deveriam fazer sua parte para diminuir as estatisticas de mortes mas estão preocupados com outras coisas não com a vida...
Faz quem quer, ajuda quem pode...a todas as mães que sentiram em seu corpo o aperto no coração pela morte de um filho muita luz e paz...sei que nossa estrada é árdua e severa, mas sei que nossos filhos de alguma maneira estão nos ajudando a um dia voltar a sorrir...
Eu escolhi ser mãe e dei para minhas filhas o melhor de mim claro que não existe receita se erra se acerta no caminho da vida, mas o amor por um filho ninguém te tira, Aline e Alessandra eu amo e adoro muito vocês, Alessandra sei que hoje não é um dos melhores dias de minha vida, mas estou aqui contigo em meu coração.
Uma mãe chamada Lisette.

38 comentários:

Zilda Santiago disse...

Sei o tamanho da sua dor nestes dois anos de ausência física;serei sempre solidária,mas o bom é a certeza do reencontro um dia.Grande beijo no coração e que possa espalhar este amor em nome da Alessandra que está no mundo espiritual.Que Jesus e os espíritos amigos lhe cubra de bençãos consoladoras e guarde bem a garota para a glória de se rencontrarem.

Sônia Silvino disse...

Lisette!
Sei que não há palavras que possam te confortar diante de tudo o que aconteceu. Mas desejo sinceramente que possas viver com paz no teu coração. Que as lembranças possam te deixar com saudade sem tanto sofrimento. Que os momentos que vocês passaram juntas, alegre o teu coração pelo simples fato de teres podido vivê-los um dia!
Que Deus te abençoe, te proteja e te ilumine!
Com carinho,
Sônia

Leonor Lourenço disse...

Um abraço de uma desconhecida que também é mãe e só poderá vislumbrar um pouco a sua tristeza, mas isso lhe basta para a amar como ser humano que é. Um beijo cheio de admiração por não cruzar os braços.
Leonor

Elaine Barnes disse...

Nossa,chorei! Puxa vida,nem dá pra imaginar a saudades e o tamanho da tua dor que poderia ser com qualquer uma de nós que tem filhos.Muito triste e que bom que você não permitiu que fosse em vão.Parabéns pela força e a coragem de seguir ajudando e alertando sobre o trânsito numa campanha incansável de conscientização para que as autoridades tomem provid~encia contra esse caos que está aí e os motoristas sejam prudentes.Excelente semana pra você,um montão de abraços e beijos de carinho

soninha disse...

Sei quanto é grande a tua dor,e a saudade o quanto dói no peito,mas que Deus te conforte sempre,te ilumine,te ajude a suportar teus dias que não são fáceis,e mais uma vez parabéns pelo teu trabalho a Ale deve estar muito feliz com a mãe que tem, que mesmo diante da dor pensa sempre no próximo,um grande beijo em teu coração!

Lu Citadin disse...

Lindas palavras amiga!Tu és uma pessoa maravilhosa e ensina muito a muita gente.Tenho certeza que tuas filhas se orgulham de tí.Bjus no coração.

Lau Milesi disse...

Olá Lisette, receba minha solidariedade e minha admiração por essa campanha de conscientização no trânsito, que você tão bem desenvolve.

Tenho certeza que a linda Alessandra(tenho uma filha com esse nome também) de onde está, sente orgulho da mãe guerreira, amorosa e dedicada que você é.
Um beijo para as três: Alessandra, você e Amanda.Fique bem e continue com seu belo trabalho.
Com carinho: Lau

Lau Milesi disse...

Desculpe Lisette, leia Aline onde está escrito Amanda. Confundi o nome da Aline com o da minha amiga Amanda.
Beijos

angela disse...

Lizette
A gente fica meio sem ter o que dizer, as palavras são poucas diante da dor.
Me curvo diante de sua dor e de sua coragem.
beijos

Jackeline Depp disse...

Querida amiga, sei que conselhos são muito difíceis de aceitar... Sempre temos um porém com eles, não é mesmo? Mas do fundo do meu coração, quero que faça algo por você e pela Alessandra... Sem ideias pré-concebidas, abra na internet o Livro Evangelho Segundo o Espiritismo-Allan Kardec!!! Com certeza encontrará nele muito alento para o seu coração e ajuda para sua filha. Não leia do começo ao fim, não!!! Vá olhando no índice o que mais lhe chama a atenção! Faça isso, querida amiga! Mal não vai lhe fazer!!! Então, não custa nada! risos
E se quiser conversar comigo outra hora, meu email é:
lynemy@hotmail.com
Grande abraço de paz e equilíbrio!!!
Jackeline
Blog-JDM

Pelos caminhos da vida. disse...

Sei o tamanho da sua dor amiga, dia 27 agora vai fazer 4 anos que perdi meu irmão num acidente estúpido no trânsito, da maneira que foi não conseguimos achar explicação,agora resta essa imensa saudade, assim como vc disse: dos beijos, dos abraços e dos cheiros, ah...Deus somente o Sr mesmo para aliviar essa dor.
Muito linda sua filha.

Fique com Deus amiga.

beijooo.

ONG ALERTA disse...

Quero agradecer a todos os carinho que recebo e sei que de alguma maneira nós todos estamos ajudando e fazendo nossa parte para ajudar, muita paz no coração de todos!!!
Beijo uma mãe chamada Lisette.

007BONDeblog disse...

LISETTE

Receba meu abraço fraterno e solidariedade.

Admiro sua luta, seu trabalho, seu insistir. Faço uma pálida idéia do que seja essa sua saudade. Dentro do que acredito, espero que ela seja a mais serena possível, e,com certeza, um dia, esse reencontro acontecerá,sob a misericórdia de Deus que não nos desampara nunca, ainda que nem sempre possamos entender seus desígnios e o caminho que nós e nossos queridos e amados companheiros de viagem temos de seguir e passar.

A sua menina está em Paz. Paz para você também.

Secreta disse...

Infelizmente assidentes rodoviários estão sempre a acontecer... :(

Aprendizes do Beija-Flor disse...

Lisette:
A dor da perda não tem tamanho, nem existem palavras que possam reconfortá-la,mas, uma coisa é certo, vc transformou a dor numa enorme vontade de ajudar outras pessoas, parabéns pela sua disponibilidade em tentar mudar a nossa triste realidade.
MClara.

Canduxa disse...

Lisette, minha amiga,

a sua força, o seu amor pela sua filha e o alerta constante para todos que a seguem tem sido um grande exemplo.
Um reencontro está marcado...até lá continue a caminhar com todo o seu amor.

beijinhos com muita luz

Ricardo Conceição disse...

O que falta nas pessoas é coragem para fazer e tu estas fazendo, vamos em fente sempre as poucos vai conseguir viver melhor.

Ricardo Conceição disse...

O que falta nas pessoas é coragem para fazer e tu estas fazendo, vamos em fente sempre as poucos vai conseguir viver melhor.

Fernanda Guerra disse...

Lisette venho acompanhando teu esforço pela vida é admirável querer dividir conhecimento em uma situação como essa, tenho certeza que a semente já foi lançada e que vidas serão salvas.

Norberto Marques disse...

Lisette, não sei o que é perder um filho, mas sei o que é perder a mãe aos 10 anos de idade, pois ainda hoje essa dor/ausência me acompanha.Nunca consegui conviver bem com a perda de pessoas que amo, por isso valorizo e compreendo tão bem esse seu sofrimento.
Amiga, deixo aqui o meu abraço terno, recheado de força e coragem.
Não pare nunca de desenvolver esse maravilhoso trabalho que tem feito até aqui, para que outros pais não passem por essa dor, que você está passando. Tudo de bom, amiga !!!

Norberto

Pelos caminhos da vida. disse...

Lissete, mandei um e-mail pra vc.

beijooo.

PÔESIA DO MUNDO disse...

Lissete:

Estimada!

Compartilho essa dôr com você:

Por vezes a gente encontra força para levantar o Mundo e assim ajudar encontrar razão de viver.

Lhe agradeço sua visita:

Volte sempre serèi lhe sempre grato

Seguirei seu espaço estarei sempre por perto e assim daremos as mãos...

Lhe desejo uma semana cheia de realizações, que a Luz e Pàz estajam sempre presêntes são os màis simcêros votos:

Antònìo Manuel

Dois Rios disse...

Lisette,

Me emocionei com o teu texto. Não vou me alongar porque palavras nem sempre dimensionam o que passa pelo coração.
Deixo-te, então, a minha solidariedade e o forte desejo de que continues, por amor a Alessandra, a tua brava luta com o intuido de abster outras famílias da dor sem nome que é perder um filho.

Meu carinho,
Inês

Chica disse...

Parece mentira que já se passaram 2 anos dessa tragédia.Acompanhei tudo quando do ocorrido e sofri, imaginando a dor.Foste e és forte!Um exemplo!beijos,continua assim,chica

Entre o Real e o Virtual disse...

Querida Lisette,

2 anos se passaram, tempo em que uma dor insuportável se transformou em uma saudade imensa e cheia de esperança por um novo "reencontro". Eu só queria te dizer que acredito nisso, senão nossa existência não faria sentido! E se Deus quiser você vai pegar a Alessandra no colo novamente.

Parabéns pela sua força! É um grande exemplo e um conforto para todas as mães que estão na mesma situação.

beijos,
Gi.

Elaine Crespo disse...

into muito por tudo que aconteceu!
Mais tem que passar por isto,não existem formulas secretas que de alivio ao sofrimento!
Que fique as mais lindas recordações!!

Um belo Blog!!
Mais bonito e verdadeiro que acompanho!!
Parabéns!!

Beijos

Elaine

Maria José disse...

Lisette. Você sabe que me é muito difícil dizer-lhe algo. Só quem passa por esta triste experiência pode avaliar a dor da separação. Eu entendo a sua dor, porque é a mesma que invade minha vida. Eu tenho compaixão por você, porque posso me colocar no seu lugar. A única coisa que posso lhe dizer é que tenha força, fé nos desígnios de Deus e esperança de que um dia possa voltar a sorrir. Beijos, amiga. Beijos para você menina Alessandra e que Deus a acompanhe sempre na sua caminhada no Mundo Espiritual. Fiquem com Deus.

joyce domingos disse...

liss....

obrigada pela sua visita...

seguinte...

as vezes eu me fecho tanto em minha dor,e qdo percebo há dores maiores....assim como a tua....que perdeu uma guria linda,linda....

realmente n há palavras para conforta-la....diante de tamanha perda......
mas te desejo luz e fé liss....muita fé.....e luta....amei a iniciativa do blog....

sei que neste mundo ngm ama mais que uma mãe...

qto a minha dor,vou tratar de cura-la e lutar pra ser feliz....

espero que nesta data vc segure as pontas....

beijo

Antonio Campos disse...

Mãe tua prece
é meu maior presente
sei da dor que ainda sentes

mas vim de ti
sei que em tuas entranhas
existem ainda choros e manhas

são meus teus nossos
não sabes mas já posso
eu sentir teu cheiro teu calor

pois me ensinastes o que é amor
nesse dia não canto parabéns
mas saiba que em mim mãe tens

uma filha que mudou bastante
mas que por nenhum instante
deixou de amar a você e a meu pai.

Jackeline Depp disse...

Querida amiga Lisette... Quero lhe presentear com essa música:
http://www.youtube.com/watch?v=Sd4QkVpAtCk#
Entra por favor no YOUTUBE e assiste até o fim...E depois reflita sobre a letra, ok?!!!
Abração de urso com energias de paz e coragem!!!
Jackeline-Curitiba-Paraná
JDM
:)

Rosemildo Sales Furtado disse...

Sei o quanto é imensurável a dor de uma perda, principalmente de um(a) filho(a). Mas, tenho certeza que onde ela estiver, estará protegida pelo nosso grandioso PAI e olhando pelos seus entes queridos que aqui deixou, quando da sua partida. Que DEUS lhe abençoe, lhe proteja e lhe ilumine por toda a sua trajetória.

Bela homenagem minha amiga.

Beijos,

Furtado.

*Teresa Cristina* disse...

Lisette!
Não sou mãe, mas amo, e não fico indiferente a sua dor, me solidarizo te deixando minhas vibrações de amor e paz pra ti!!
Que Deus te abençõe!
bjs

EDUARDO POISL disse...

Imagino a tua dor como mae que é sempre sera.

"Para fazer mudanças não é preciso buscar novas paisagens.
Basta apenas olhar com novos olhos"
(Marcel Proust)

Abraços com carinho

Aline disse...

lisette um forte abraço do fundo do meu coraçao e muita saudade da Ale, bjus Aline andrade

Jackeline Depp disse...

Luz e bom ânimo!!!
Abraço de energias revigorantes!!!
Jackeline-Curitiba-Paraná
JDM

anita sereno disse...

ola desculpa boa noite
eu não me conformo estou sem palavras
doi apesar de nao conhecer... mas sou humana e sei, o sentido dessa dor que deus a proteja ela é um lindo anjo o seu anjinho pence assim sei que pensa
assim e é bom para si e ela que deus nunca lhe tire as forças adoro-lhe estou triste demais para dizer o ke sinto perdoe-me

Terra de Encanto disse...

...não posso imaginar o tamanho da tua dor...
Perdoa-me não me ter apercebido antes. A tua filha vai ser sempre a tua amada filha. Quem dera vê-la a teu lado. Lamento tanto...o lindo sorriso da Alessandra entrou tb no meu coração. E vai ficar aqui, e admiro-te pela mensagem que passas. Mãe coragem, mãe, apenas mãe....

Glória Müller disse...

Lisette, onde ela estiver, tenha certeza, ela estará com essa luz, com este sorriso iluminado!
Beijos com carinho,
Glória