Translate

terça-feira, 27 de maio de 2014

47% dos brasileiros já teve um familiar morto ou ferido no trânsito!

“O Trânsito e o Brasileiro: A Segurança de Trânsito no Brasil”, o estudo foi desenvolvido para identificar e conhecer o que pensam os brasileiros sobre segurança de trânsito.
O material, acreditamos, é de interesse nacional, uma vez que apresenta um panorama sobre “o problema do Trânsito” que é de extrema importância, como:
 1) 20% dos entrevistados estiveram envolvidos em acidentes de trânsito,
 2) Quase a metade (47%) já teve um familiar morto ou ferido no trânsito,
 3) Em uma escala de 0 a 10, a nota média da segurança no trânsito foi 4,6,
 4) Os brasileiros entrevistados relacionam o trânsito a “caos”, “congestionamento”, “engarrafamento”, “perigo”, “violência”, “acidente”,
 5) As vias urbanas são de má qualidade, com nota média de 4,4
 6) A percepção das calçadas também é muito ruim, com nota de 3,4
 7) Nove em cada dez entrevistados afirmaram que os motoristas não respeitam os pedestres e ciclistas e que 80% não respeita as leis de trânsito
 8) A formação dos condutores no Brasil não tem qualidade e a educação de trânsito praticamente não existe. *** Nunca havia sido realizada no Brasil uma amostragem, com base científica e estruturada, que pudesse concentrar essas informações.***
 A pesquisa teve como base para amostragem um total de 1419 pessoas, maiores de 18 anos, e cidadãos de todo o País, e será apresentada na Fundação Getúlio Vargas (Unidade Berrini), em São Paulo. Fonte:Internet

48 comentários:

ONG ALERTA disse...

A dura realidade deste país....

Clau disse...

Oi Lisette,
Esta é uma estatística triste, porém real.
Eu já tive um primo morto no trânsito...
Bjs.

Maria Ferreira N. Vechi disse...

Uma pena que seja dessa forma,quantas famílias com pessoas vítimas dessa tragédia.
Beijos

Fê blue bird disse...

Uma realidade dramática.

beijinho

Renata Diniz disse...

Oi Lisette. São muitas carências nesse aspecto. Beijo.

Dona GAM (GAM DOLLS - 2) disse...

BOA TARDE, COLEGA LISETTE!
É UMA ESTATÍSTICA TRISTE E MEDONHA. E O PIOR É QUE ENTRA E SAI GESTÃO, ENTRA E SAI GOVERNO E NADA MUDA PRA MELHOR. VIVEMOS NA ESPERANÇA DE QUE UM DIA ISSO MUDE...
DÊ UMA PASSADINHA EM "GAM DOLLS (2)", MOÇA!
POSTEI UMA NOVA RESTAURAÇÃO HOJE, TÁ UMA FORMOSURA. CONFIRA!!!
DESEJO A VOCÊ UMA LINDA QUARTA.
ABRAÇÃO E "INTÉ" MAIS! ;)

Zizi Santos disse...

Que triste estatística! e que país caótico no qual vivemos!
Quem dirige, dirige por si e pelo outro que não sabe e nao respeita.
bjo Zizi

Prata da casa disse...

Uma triste realidade com resultados dramáticos.
Bjn
Márcia

Zilani Célia disse...

OI LISETTE!
UM NÚMERO QUE ASSUSTA.
ACHO, QUE COM A LEI SECA, MELHOROU UM POUCO, MAS, É MAIS UM CASO DE "DESCASO" E LEIS MUITO BRANDAS PARA QUEM MATA NO TRÂNSITO.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Anete disse...

Uma reallidade forte e desagradável!
Desejo que alguma coisa aconteça e mudanças cheguem!!
Abraços

BIA disse...

Infelizmente o Brasil é campeão de coisas ruins! Nos países com maior índice de educação e menor índice de corrupção estas coisas não acontecem!

Bjs

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Lisette.
As estatísticas são absurdas realmente.
O meu irmão, há muitos anos atrás, era adolescente e foi atropelado por um motorista na calçada.
Ele teve de operar a perna, meses sob cuidado e um monte de parafusos na perna por conta da imprudência de um motorista bêbado.
Ele?
Sequer prestou socorro!
E assim vive a impunidade até hoje, infelizmente.
Tenha um dia de paz!
Beijos na alma.

Lu Citadin disse...

Até quando? Falta comprometimento e vontade de quem pode mudar essa situação.

AC disse...

Lisette,
Admiro profundamente todo o seu esforço em prol duma maior segurança no trânsito.
Que nunca lhe faltem as forças!

Beijo :)

Bandys disse...

Lizette,

É triste ne??
Esse ano mesmo perdi um amigo em acidente.

Beijos

José María Souza Costa disse...

Olá, bom dia.

Transito que mata, e estamos sempre a pensar que só acontece, com o outro. Belíssimo, o seu texto.
Abraços

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
Tudo tem um principio, a educação no transito não foge à regra da educação. infelizmente para chegar à educação leva muitos anos a conseguir, as novas gerações pode lá chegar.
Dia feliz
ag

Luma Rosa disse...

Oi, Lisette!
Esses familiares nunca acham que entrarão para as estatísticas, afinal, tem coisas que só acontecem com os outros, até que uma tragédia aconteça.
Beijus,

manuela barroso disse...

Lisette,
eu sei que no países maiores maior é o drama.
O triste é que ele existe da mesma quase igual também aqui se bem que presentemente esteja mais calmo...
Beijinhos meus

Dorli disse...

Oi Lisette,
Eu tenho labirintite, como já lhe falei, e a gente nunca sabe quando vai dar a crise e ela é forte.
Já dirigi com chuva, à noite com meu garotinho, nas vias perigosas do E.S.P.
Por que vou dirigir agora e, se a crise der enquanto estiver dirigindo? Tenho consciência!Mas renovo sempre a carta, caso haja alguma emergência.
A renovação da carta é uma vergonha, qualquer criança passa.
Beijos
Lua Singular

Tina Bau Couto disse...

É tanta coisa errada, leis erradas, fiscalização errada, cidadãos errados, educação errada...Revoltante!

Lucimar da Silva Moreira disse...

Infelizmente é uma triste realidade, aos 4 anos atrás perdi uma prima em um acidente de trânsito, e até hoje os culpados estão impune estão soltos, Lisette beijos.

Nilson Barcelli disse...

É pior que uma guerra...
Tem um bom fim de semana.
Um beijo, querida amiga Lisette.

Ani Braga disse...

Se a sua segunda-feira foi maçante, a terça cansativa, a quarta superfrenética, a quinta cheia de espinhos e sua sexta está fritando sua paciência... Então eu desejo que você tenha um Sábado fantástico e um Domingo cheio de coisinhas gostosas!

Bom fim de semana!
Beijos
Ani

Laura Santos disse...

Praticamente metade da população...e o Brail tem tanta população, que custa pensar em tantas perdas devido ao trânsito.
xx

Vera Lúcia disse...



Olá Lisette,

Uma estatística desoladora. Somente haverá melhora significativa quando todos os seguimentos se envolverem coma questão, principalmente os condutores de veículos.

Ótimo final de semana.

Beijo.

Graça Pereira disse...

Quanto maior e mais caótico for o trânsito...maior deve ser a responsabilidade e o civismo.
Muitos acidentes acontecem porque TODOS querem chegar primeiro e não gostam de serem ultrapassados.
A par das aulas de instrução e código, deveriam existir aulas de civismo que, evitariam muito males maiores.
beijo e bom fim de semana
Graça

Marisa Giglio disse...

Infelizmente convivemos com esta violência , Lisette . Beijos

Anne Lieri disse...

Lisette, é interessante ver uma pesquisa sobre essa, mas vamos falar a verdade: tudo isso nós já sabíamos! Quero ver o que o governo vai fazer com esses resultados! Excelente alerta! bjs,

Ane disse...

Lisette,estes números só provam o que se vê nas ruas todos os dias.Motoristas sempre com pressa,imprudentes,e que tiram vantagem de outros que tentam fazer o certo...

Flor de Jasmim disse...

Lamentável estes números, infelizmente é uma realidade a que assiste todos os dias, não só o mau pavimento, mas muita falta de respeito pelo próximo.

Bom domingo minha querida amiga.

beijinho e uma flor

Leonice disse...

É lamentável esta realidade deste país.
Carinhoso abraço Lisette, uma semana com muita paz.

Lucinalva disse...

Oi Lisette

É uma estatística triste. Desejo um belo dia amiga.

Lucinalva disse...

Oi Lisette

É uma estatística triste. Desejo um belo dia amiga.

Lilasesazuis Gata disse...

Puxa!! O que dizer?

Infelizmente educação para o trânsito não é prioridade.

Governo, motoristas, cicliistas, pedestres...nunca estão atentos no respeito ao direito de ir e vir com segurança, pelas vias de suas cidades.

Minha linda prima Tika, há mais de 30 anos está paralítica devido um acidente na estrada por excesso de velocidade do motorista do veículo em que ela estava.

Tudo isso é muito triste!!

Lisette, querida, tenha um ótimo domingo,

beijinhos,

Lígia e =^.^=

Nilson Barcelli disse...

Uma tragédia social a que urge pôr cobro.
Tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Beijo, querida amiga Lisette.

Bandys disse...

Lizette,
Um grande beijo pra vc nesse domingo,
com paz e luz.

Beijos

Marlene Ferreira disse...

Vim agradecer sua visita e conhecer seu blog! É uma pena que famílias sejam ceifadas por irresponsabilidade de gente incapaz e sem noção, juntos podemos nos unir para melhorar isso! Sou solidária com essa causa! Desejo uma feliz semana! Bjos!

ॐ Shirley ॐ disse...

Educar e conscientizar desde muito cedo é a solução.
Lisette, abraços!

© Piedade Araújo Sol disse...

uma realidade que é dolorosa...

:(

Pérola disse...

Também tenho familiares feridos e mortos no trânsito.

Parece uma realidade 'quase natural'.

Beijinhos

O Árabe disse...

E o mais assustador, Lisette, é que nem assim acordamos para a nossa responsabilidade com o trânsito! Boa semana, amiga.

Dorli disse...

Oi Lisette,

Passando para lhe desejar uma boa noite
Parabéns pelo seu trabalho
Beijos
Lua Singular

Algodão Tão Doce disse...

"Aqueles que passam por nós, não vão sós,
não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós." (Antoine de Saint-Exupéry)
Uma linda e abençoada semana.
Beijos Marie.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Triste realidade, Lisette
Obrigada pela gentil visitinha.
Tenha um abençoado final de semana.
Beijinhos de
Verena e Bichinhos

EU disse...

Por cá, apesar de tanta informação e melhoria das condições nas estradas, a sinistralidade continua elevada. Já vi reportagens sobre o comportamento das pessoas quando conduzem: o resultado dessas filmagens revelam uma espécie de mudança a nível psicológico dos condutores, ficando mais agressivos, etc, etc. O que acho mais chocante são os acidentes provocados por embriaguês ou uso de droga...
Bjo :)

Celina disse...

Oi Lisette bom dia , que alegria está com vc de novo , estava com saudades. Eu não nego, fiquei um pouco neurótica tem tantas cidades bonitas para visitar ,mais tenho pavor das BRS cidade mais longe só mesmo de avião aí sim vou tranquila, um abraço fraterno Celina.

Juliana Rosa disse...

Isso é uma verdade e a gente só acredita quando acontece com a gente. É isso aí Ong Alerta sempre alerta e nos informando.